Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Aproveite o mês de Halloween para ler Escrita Maldita

Lágrimas Negras. O título do romance escrito por Daniel Luckman, protagonista do meu livro de terror e suspense, Escrita Maldita, serviu de inspiração para fotografias da leitora Gisele Santos (Instagram: @gicrazyforbooks). A maquiagem foi feita por Line Carvalho (Instagram: @linecarvalhomakeup). Gratidão pelas fotos! Fiquei muito feliz quando vi.

Ficou curioso? Confira as fotos abaixo:




Neste mês do Dia das Bruxas, se você é o tipo de pessoa que gosta de ler livros com tramas sombrias, vale a pena conhecer, Escrita Maldita. Repleto de referências diretas ou indiretas a outros livros e filmes de terror, o leitor é levado a mergulhar na mente de Daniel Luckman, um escritor que está prestes a realizar um sonho: escrever um livro de terror com Laurence Loud, um dos seus autores favoritos. O que poderia dar errado? Sonhos podem se tornar pesadelos.

Escritores do terror estão conectados, quer eles queiram ou não. Existem fios que conectam as narrativas. O velho e o novo, o tradicional e o contemporâneo. O gênero do horror ainda é incompreendido para muitos. Qual é o papel dessas histórias em nossas vidas? Para alguns autores, existe uma necessidade mais forte do que eles de escrever.

O que movimenta o processo de criação literária? Entre memórias, sonhos, alucinações e acontecimentos estranhos, Daniel tem um prazo a cumprir. Com a pressão de escrever um livro com seu ídolo, os dois precisam fazer funcionar. Será que eles vão conseguir terminar de escrever o romance a quatro mãos com as diferenças de idades e de bagagens?

O lugar mais claustrofóbico para algumas pessoas não é uma sala apertada, mas suas próprias mentes. Em uma casa distante de tudo e todos, com dois homens obcecados pela escrita, tudo pode acontecer.



Ficou curioso? O eBook de Escrita Maldita pode ser comprado na Amazon. Para quem é assinante do Kindle Unlimited, o livro digital também faz parte do programa.
***
Aproveite para conhecer meu conto Pesadelos no Hotel, indicado pela blogueira Tatiane Carneiro de Souza

Para ficar por dentro das novidades, me acompanhe nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/benoliveiraautor/

Twitter: https://twitter.com/Ben_Oliveira

Instagram: https://www.instagram.com/benoliveira/

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e do livro de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1), disponível no Wattpad.

Comentários

Mais lidas da semana