segunda-feira, 9 de abril de 2018

O Sincronicídio: Thriller brasileiro estreia na loja Kindle

Apoiem artistas quando estão vivos, não na hora de prestar homenagens póstumas. Pensando nisso e aproveitando a novidade da semana: passando por aqui para avisar que o livro O Sincronicídio, do Fabio Shiva, agora está disponível em formato de eBook na loja Kindle.

Para quem gosta de thrillers, é um dos melhores que já li. O romance tem tantas referências e um conceito tão bem trabalhado, que não deixa a desejar, especialmente para nenhum leitor que tem preconceito com livros nacionais e só gosta de livros internacionais.


Aproveite para baixar e ler O Sincronicídio: https://amzn.to/2Jx6aUr

Publicado originalmente em 2013 pela Caligo Editora, alguns livros são tão marcantes que mesmo com o passar dos anos, continuamos pensando neles. Fui um dos leitores que disseram que O Sincronicídio deveria estar disponível no formato de eBook. Acredito que é um livro que mais pessoas deveriam conhecer, até mesmo para conhecer diferentes autores e perceber que temos ótimos escritores de ficção no Brasil.


“Gratidão, meu querido! Só tenho a declarar mesmo essa gratidão, pois volto a dizer, você foi o grande incentivador e responsável pelo livro estar disponível em eBook hoje! Ainda estou aprendendo a utilizar essa plataforma, e aproveito para confessar: já baixei o seu livro e estou ansioso para ler, mas ainda não aprendi a mexer no Kindle para PC!” – Fabio Shiva


Confira a sinopse do livro:


“E foi assim que descobri que a inocência é como a esperança. Sempre resta um pouco mais para se perder.”

Haverá um desígnio oculto por trás da horrenda série de assassinatos que abala a cidade de Rio Santo? Apenas um homem em toda a força policial poderia reconhecer as conexões entre os diversos crimes e elucidar o mistério do Sincronicídio. Por esse motivo é que o inspetor Alberto Teixeira, da Delegacia de Homicídios, está marcado para morrer.

“Era para sermos centelhas divinas. Mas escolhemos abraçar a escuridão.”

Suspense, erotismo e filosofia em uma trama instigante que desafia o leitor a cada passo. Uma história contada de forma extremamente inovadora, como um Passeio do Cavalo (clássico problema de xadrez) pelos 64 hexagramas do I Ching, o Livro das Mutações. Um romance de muitas possibilidades.

Leia e descubra porque O Sincronicídio não para de surpreender o leitor.

Esta é uma história que vai desafiando o leitor aos poucos, matreiramente, conquistando primeiro sua confiança antes de conduzi-lo a voos cada vez mais altos da imaginação. O SINCRONICÍDIO é um romance policial à sua maneira, que consiste em misturar todas as outras: as refinadas charadas do whodunit são apresentadas em meio a truculentas cenas noir, e o clássico mistério do quarto fechado é servido de modo a atender ao gosto moderno pela escatologia. Ocorre que esta é uma obra de muitas camadas, múltiplas possibilidades de interpretação. Não é exagero afirmar que nunca antes uma história policial foi contada dessa maneira.

Quanto ao estilo, a narrativa segue o padrão essencial do folhetim, finalizando cada segmento do texto em suspense, de forma a instigar o leitor a prosseguir com a leitura. Quanto à estrutura, este é um livro que escapa aos padrões, ao se propor como interseção literária entre dois ricos universos semânticos: o xadrez e o I Ching. O SINCRONICÍDIO é dividido em 64 capítulos apresentados fora da sequência numérica, cada qual representado pelo correspondente hexagrama do I Ching, o Livro das Mutações, milenar oráculo chinês. O hexagrama é apresentado ao início do capítulo em uma engenhosa adaptação para o xadrez, que substitui as linhas yang e yin pelas casas brancas e negras do tabuleiro, sinalizando as linhas móveis através de peças que ocupam as respectivas casas.
O resultado são verdadeiros “poemas enxadrísticos”, uma curiosidade a mais para o leitor comum e um deleite para os entusiastas do Jogo dos Reis.

O livro estruturado dessa forma, ao mesmo tempo em que propicia ao leitor uma apresentação original e atraente para a sua história, revela também afinidade com um alto anseio literário: expressar, através do romance, a totalidade da vida em sua complexidade. Pelo mesmo motivo, à semelhança de obras como Ulisses de James Joyce e Mrs Dalloway de Virginia Woolf, a história toda acontece em um único dia, o dia do Sincronicídio.

Sobre o autor – Fabio Shiva (leia a entrevista com o escritor) nasceu em Salvador, Bahia. Desde a adolescência entrou em contato com a escrita de contos e poemas. Já trabalhou como ghost-writer em livros de astrologia, revisor, além de ter exercido diversas profissões. É co-autor do livro de literatura / filosofia MANIFESTO – Mensageiros do Vento. Publicou o romance policial O Sincronicídio: Sexo, Morte e Revelações Transcendentais, em 2013, pela Caligo Editora. Também organizou o livro Escritores Perguntam, Escritores Respondem e é autor dos livros Labirinto Circular / Isso Tudo é Muito Raro, lançados pela editora Cogito.

Aproveite para assistir ao vídeo A Morte do Artista:

5 comentários:

  1. Muito grato por essa energia linda, querido Ben! Viva a nossa Literatura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabio! Sou muito grato por ter lido o seu livro e feliz em saber que agora mais leitores terão a chance de conhecer O Sincronicídio.
      Abraços

      Excluir
  2. Esse autor é fera! Como escritor e como pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabio Shiva é muito bom. Torço para que mais leitores conheçam as histórias dele.

      Excluir
    2. Quanto ao seu comentário sobre o Ademir ou à revista Conexão, eu não tenho nenhuma ligação com eles. Tente entrar em contato com a equipe deles.
      Abraço

      Excluir

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram