quarta-feira, 22 de março de 2017

38 Livros Sobre Criatividade e Escrita

Quem vê livro escrito e publicado, muitas vezes, não tem noção de como escritores lutam diariamente com as palavras, bloqueios criativos e demais dificuldades que vão surgindo ao longo do caminho, experiências que vão moldando o estilo de muitos autores e transformando sua relação com a arte da escrita.


A leitura é uma das principais maneiras usadas pelos escritores para buscarem inspiração e desenvolverem a imaginação. Ler outras obras de ficção faz toda diferença, mas muitas vezes o que ajuda bastante é entender como funciona o processo criativo de outros artistas e aprender como organizar o seu próprio ritual.

Além de ser útil para escritores e artistas, creio que esta lista também pode ser bem aproveitada por blogueiros literários, booktubers, estudantes, professores e demais leitores interessados em aprender mais sobre o universo da criação literária.

Confira a lista de 38 Livros Sobre Criatividade e Escrita: 

1) Roube Como Um Artista, Austin Kleon 


No livro Roube Como Um Artista (Steal like an Artist), Austin Kleon convida o leitor a conhecer o seu manifesto com 10 coisas que ele gostaria que alguém tivesse contado para ele durante a sua iniciação no universo da arte. De forma bem direta e simples, o autor fala sobre a importância de se arriscar e buscar inspiração no trabalho de outros artistas.



2) Onde Nascem os Gênios, Eric Weiner


Onde Nascem os Gênios (The Geography of a Genius: A Search for the World’s Most Creative Places from Ancient Athens to Silicon Valley) foi escrito pelo jornalista Eric Weiner e traz uma perspectiva histórica, filosófica e geográfica sobre diferentes gênios da humanidade. O autor tenta encontrar um ponto em comum na trajetória destas mentes criativas e provar que a inteligência pode ser desenvolvida mesmo em ambientes desafiadores.



3) Grande Magia, Elizabeth Gilbert


Após o sucesso de Comer, Rezar, Amar, Elizabeth Gilbert se viu diante do desafio de voltar a escrever e lidar com as pressões internas e do público em relação à produção de um livro que fosse tão bom quanto. Em Grande Magia (Big Magic), a autora fala sobre a importância de se permitir viver uma vida criativa sem ter medo. Um livro inspirador, levando em conta que muitas carreiras relacionadas à criatividade geralmente são desincentivadas por famílias. Elizabeth explora o mito do gênio criativo e fala sobre a necessidade de se buscar uma vida equilibrada.



4) O Zen e a Arte da Escrita, Ray Bradbury


O Zen e a Arte da Escrita (Zen in the art of writing) é um dos meus livros favoritos sobre escrita. Ray Bradbury compartilha com o leitor os seus ensaios sobre a arte de escrever, criatividade, inspiração e como a filosofia zen e a busca pelo equilíbrio fazem parte de sua criação literária. Um livro para ler e reler!



5) O Caminho das Pedras, Ryoki Inoue


O Caminho das Pedras é voltado para os escritores que desejam entender um pouco sobre como se manter no mercado editorial nacional e como se tornar um best-seller. No livro, Ryoki Inoue compartilha sua experiência – ele que entrou para o Guiness Book em 1993, como o escritor com mais livros publicados no mundo.



6) Presente do Mar, Anne Morrow Lindbergh


Presente do Mar (Gift from the Sea) é um livro encantador de ensaios sobre uma escritora que viaja para uma casa de praia e começa a relacionar o universo marítimo com sua própria vida e sua produção literária. Uma leitura que te convida a desacelerar e refletir sobre como o bem-estar perto de familiares, amadurecimento e a necessidade de buscar o ócio e a solidão fazem parte da jornada do artista.

7) Truques da Escrita, Howard S. Becker


Truques da Escrita: Para começar e terminar teses, livros e artigos (Writing for Social Scientists: How to Start and Finish Your Thesis, Book, or Article) é um livro voltado para quem faz parte do meio acadêmico e está com bloqueios criativos na hora de produzir seus trabalhos. Apesar de ter como público-alvo os alunos de ciências sociais, Howard S. Becker fala sobre como a ansiedade atrapalha a produção textual, entre outras dicas que podem ser aproveitadas por escritores e redatores.



8) O Sucesso de Escrever, Albert Paul Dahoui


O Sucesso de Escrever é um dos melhores livros nacionais que já li sobre a estruturação de romances de ficção de maneira bem prática, lembrando várias obras internacionais sobre a arte da ficção e também de não-ficção. Albert Paul Dahoui faz um apanhado de várias técnicas explorando desde o planejamento da narrativa até sua finalização. Após o falecimento do autor, a obra não foi reimpressa, mas ainda pode ser encontrada em alguns sebos. 

9) Para Ser Escritor, Charles Kiefer


Para Ser Escritor traz dicas de Charles Kiefer, um escritor que deu aulas em oficinas literárias durante mais de 25 anos. O autor escreveu vários textos que abordam uma série de assuntos do processo criativo do escritor, desde a solidão do ofício, na qual são elaboradas as ideias e os rabiscos começam a ganhar forma, até suas metamorfoses – leitor, crítico, autor.



10) A Jornada do Escritor, Christopher Vogler


A Jornada do Escritor (The Writer's Journey) é um dos livros mais recomendados por escritores e roteiristas interessados em contar histórias que envolvem o público do cinema e da literatura. Como toda estrutura, cabe a cada um saber adaptar de acordo com sua narrativa. O autor explora a jornada do escritor em seu livro, inspirado no trabalho de Joseph Cambell, usando como base roteiros de produções hollywoodianas que foram sucesso de bilheteria.




11) Max Perkins: Um Editor de Gênios, A. Scott Berg


Um bom editor é capaz de fazer toda a diferença na vida de um autor. Max Perkins: Um Editor de Gênios conta a vida de como esse profissional foi fundamental para a publicação, sucesso e vida de escritores da literatura do século XX, como F. Scott Fitzgerald, Ernest Hemingway e Thomas Wolfe. Uma biografia inspiradora!



12) A Arte de Escrever,  Arthur Schopenhauer


A Arte de Escrever (The Art of Literature) traz ensaios escritos pelo filósofo alemão Arthur Schopenhauer sobre o pensamento, a escrita, a leitura e avaliação de obras literárias. Para quem gosta de aprender mais sobre o ofício do escritor, o livro traz algumas críticas e levanta reflexões sobre o assunto. Os textos abordam o universo da literatura, valorizando alguns aspectos e desmerecendo outros, principalmente os autores que escreviam para sobreviver e lucrar com suas obras – assunto que continua polêmico até os dias atuais.


13) Para Ler Como Um Escritor, Francine Prose


Uma escritora que sabe que aprender literatura no universo acadêmico pode ser sufocante e engessado demais. Em Para Ler Como Um Escritor (Reading Like a Writer)Francine Prose é sincera e não tem receio de compartilhar seus conselhos para escritores e leitores, e explicar que a algumas das regras ensinadas dos cursos de escrita criativa podem ser repensadas e quebradas. E não há forma melhor de aprender a quebrá-las do que se inspirando em obras literárias que fizeram e ainda fazem sucesso pelo mundo por causa da qualidade de seus textos.


14) Para Ler Romances Como Um Especialista, Thomas C. Foster


Com a proposta de ensinar o leitor a aprender a ler nas entrelinhas dos maiores clássicos da literatura, o livro é bem prático e é uma boa dica de leitura para estudantes de Letras, escritores e pessoas interessadas em reconhecer os diferentes elementos das narrativas, entender porque alguns são tão encantadores e como o gênero romance é difícil de ser enquadrado, já que ele sofre uma série de transformações ao longo dos anos.



15) A Arte do Romance, Milan Kundera


Recomendo A Arte do Romance não só para quem quer aprender mais sobre o gênero literário, mas para quem é apaixonado pelo processo de criação literária. É sempre um prazer aprender mais sobre a literatura, principalmente quando o texto não é engessado pelo excesso de teorias nem pelas técnicas sobre escrita de ficção.

16) Como Se Faz Literatura, Affonso Romano de Sant'Anna 


Como Se Faz Literatura é um livro para quem deseja saber quais são os primeiros passos que o escritor precisa saber para entender como funciona o sistema literário. Uma obra bem enxuta que apresenta noções sobre funcionamento de publicações, concursos literários e a importância de escrever e publicar.



17) Escritores Perguntam, Escritores Respondem, Org. Fábio Shiva


Escritores Perguntam, Escritores Respondem foi organizado pelo escritor Fábio Shiva e contou com a participação de 12 escritores brasileiros, entre eles eu, Ben Oliveira. A obra coletiva é como um bate-papo entre autores que compartilham suas experiências sobre o universo da literatura, escrita e mercado editorial. 

18) 7 Coisas Que Aprendi, T. K. Pereira e Alexandre Lobão


Sete Coisas que Aprendi contém conselhos de 58 escritores que compartilharam alguns de seus aprendizados, deixando dicas práticas e mensagens que podem inspirar autores iniciantes a definirem seus objetivos, refletirem sobre a escrita e continuarem fazendo aquilo que amam.

19) Guia de Primeiros Socorros para o Escritor Iniciante, Cristina Lasaitis 


Guia de Primeiros Socorros para o Escritor Iniciante  foi disponibilizado na internet pela autora com o propósito de ajudar escritores iniciantes. A autora responde algumas das principais dúvidas de ficcionistas de primeira viagem, compartilha dicas e fala um pouco sobre a carreira de escritor.

20) Coleção Book in a Box, DVS Editora


A coleção Book in a Box inclui 5 livros assinados por James McSill em parceria com outros autores. Entre as obras estão: Técnicas Básicas para a Estruturação de Romances Comerciais: Preparação do Escritor e Revisão da Primeira Versão; Técnicas Básicas para a Estruturação de Romances Comerciais: Personagem, Ponto de Vista e Filtros de Cena; Técnicas Básicas para a Estruturação de Romances Comerciais: Cena e Estória; Psydrops: Composição Psicológica de Personagens e A Arte de Comunicar.

21) Coleção Oficina de Bolso, Terracota Editora


A Coleção Oficina de Bolso organizada pelo escritor, designer e Mestre em Linguística, Claudio Brites. São quatro volumes, sendo cada um sobre um tema diferente, assinada por um autor diferente: Romance (Andrea del Fuego), Crônica (Xico Sá), Literatura Infantojuvenil (Marcelo Maluf) e Literatura Pós-Humana Luiz Bras)


23) Coleção Guias do Escritor, Editora Gutenberg


A coleção Guias do Escritor oferece manuais práticos destinados a ajudar e apoiar todos aqueles que desejam dominar a arte da escrita. Com diversos exemplos e orientações fundamentais, cada volume aborda um tema crucial da criação literária. Trata-se, portanto, de uma coleção imprescindível para jovens escritores, redatores, editores, professores e estudantes em geral.

24) Coleção Os Mistério da Criação Literária, org. José Domingos de Brito


Uma coleção para quem gosta de ler experiências e opiniões sobre escritores. Cada volume explora um tema diferente relacionado à literatura e o processo de criação artística de dezenas de escritores: Por Que Escrevo? (Volume 1); Como Escrevo? (Volume 2); Jornalismo (Volume 3); Cinema (Volume 4) e Política (Volume 5).

25) O Herói, Flávio Kothe


O autor faz uma análise sobre O Herói em diferentes obras literárias mostrando sua relação com a ideologia do escritor, da época em que a história foi escrita e do sistema dominante. A obra traz informações interessantes para quem deseja aprender mais sobre o herói, figura arquetípica das narrativas que percorre uma jornada, enfrenta problemas e passa por diversas situações ao longo das histórias.


26) Palavra por Palavra, Anne Lamott


A escritora e professora de redação criativa Anne Lamott compilou algumas de suas dicas sobre a escrita e, consequentemente, sobre a vida, em seu livro Palavra por Palavra (Bird by Bird). O livro vem a contribuir para melhorar a formação dos jovens escritores e dar um gás até para quem deseja escrever por mera paixão. Mais um para a lista de livros mais indicados em cursos de escrita criativa.

27) A Arte da Ficção, David Lodge


A Arte da Ficção é um livro que reúne uma coletânea de artigos publicados por David Lodge, nas páginas literárias do Independent on Sunday e  Washington Post. The Art of Fiction, nome da coluna semanal transformada em livro homônimo, traz trechos de romances e contos, clássicos ou modernos, de autores ingleses e americanos, utilizados por Lodge para exemplificar características da narrativa de ficção.

28) A Arte da Ficção, Henry James


A obra de Henry James traz ensaios com a visão do escritor sobre a literatura como uma arte que tem relação com a moralidade, mas que ao mesmo tempo deve ser livre. Enquanto alguns críticos defendiam a necessidade da arte para determinados propósitos, o escritor ressaltou que nada disso teria sentido se o artista fosse limitado.


29) O Prazer de Ler, Heloísa Seixas


O livro O Prazer de Ler está dividido em pequenos textos sobre diversos assuntos relacionados à leitura, como a diversão, o livro amado, obras-primas da literatura, romance, clássicos, a importância da crônica aos escritores brasileiros, livrarias, sebos e bibliotecas.


30) Eles Falam, Eu Falo, Gerald Graff e Cathy Birkenstein


Voltado para estudantes e profissionais que precisam escrever, a obra ajuda o leitor a produzir textos mais claros, estruturados e interativos. O método de ensino dos autores de Eles Falam, Eu Falo, consiste em fornecer modelos de escrita, nos quais leva-se em conta fatores para deixar o texto mais interessante e retórico, dialogando com outros pontos de vista e incentivando o leitor a participar da conversa.


31) Escrever Para Não Enlouquecer, Charles Bukowski


O livro é como se fosse uma autobiografia não autorizada do escritor Charles Bukowski, que contém algumas de suas cartas e ilustrações. Acompanhamos a angústia de um autor rebelde. Me emocionei lendo esta obra, afinal, cada um sabe quais são os sacrifícios que precisa fazer para poder se dedicar à escrita.

32) Sobre a Leitura, Marcel Proust


Sobre a Leitura traz reflexões de Proust sobre a leitura, bem como uma entrevista de Céleste Albaret, a governanta que cuidou do escritor francês durante dez anos. Acompanhamos a vida de um artista que era aficionado pelos livros e sabia como explorar a solidão para criar, sem deixar de lado seus prazeres secretos.


33) A Consciência das Palavras, Elias Canetti


É incrível o quanto podemos aprender com ensaios, cartas e palestras. Os ensaios alemães escritos por Elias Canetti abordam a vida de diversos autores, como Karl Kraus, Franz Kafka, Tolstói, Dr. Hachiya, Georg Büchner, Hermann Broch e até mesmo a relação entre Hitler e o arquiteto Speer.


34) Escrevendo com a Alma, Natalie Goldberg


Acredito que todo texto carregue um pouco de nossas essências e impressões, e que para conseguir retratá-las é preciso mais do que apenas saber estrutura-lo. Em Escrevendo com a Alma, Natalie Goldberg utiliza sua ampla experiência ministrando oficinas de redação e como escritora para orientar os leitores interessados em aprender mais sobre a escrita.



35) Sobre a Escrita, Stephen King

Nos Estados Unidos, Sobre a Escrita (On Writing) foi publicado em 2000 e a obra com memórias do autor foi considerada por diversas publicações um dos melhores livros de não ficção, além de ser um material interessante para quem deseja aprender mais sobre a escrita de ficção. Entre memórias e conselhos, cabe a cada um encontrar o melhor caminho para si. É inspirador ver que Stephen King, como grande parte dos escritores, teve que lidar com desafios, publicando aos poucos, até conseguir que o seu primeiro livro se tornasse um best-seller.



36) Oficina de Escritores


Apesar de o título do livro Oficina de Escritores soar um tanto técnico, Stephen Koch não fornece fórmulas prontas e sim ajuda o autor iniciante por meio de sua própria bagagem como professor de escrita literária, escritor e leitor. Longe de trazer uma visão pessimista e crítica sobre a arte da ficção, a obra é revigorante e além de possibilitar a reflexão sobre a criação literária, ela ajuda na aquisição de confiança e inspiração para escrever.



37) A Espécie Fabuladora, Nancy Huston


O livro traz um ensaio surgido após a pergunta: “Para que inventar histórias quando a realidade já é tão extraordinária?”, feita para a escritora por uma detenta de um presídio feminino. A partir da dúvida levantada, Nancy Huston explica que nós, seres humanos, somos todos contadores de histórias, absorvemos e criamos ficções a todo instante para dar sentido às nossas vidas.



38) A Construção da Personagem, Constantin Stanislavski


Voltado para a área de teatro, não deixa de trazer aprendizados sobre os personagens no geral. O que torna a obra mais gostosa de ler é a maneira que ela foi escrita. A Construção da Personagem traz vários conselhos práticos e é bem didático, no entanto para não se tornar maçante e nem técnico demais, Constantin Stanislavski inventou uma ficção que passa numa escola dramática, com seu próprio palco e auditório. Seus personagens, além de Tórtsov (que representa o autor), são diferentes arquétipos de estudantes de teatro, tornando a experiência de avalição dos aprendizados de cada um deles mais interessante, por causa da identificação entre leitor e personagem.


Não preciso dizer que esta lista não é completa. Existem inúmeros livros dedicados à arte da escrita. Centenas de obras não foram traduzidas para o português e podem ser compradas no formato digital, já que dificilmente chegam às livrarias físicas brasileiras. Nesta lista, tentei indicar somente livros que podem ser encontrados no Brasil.



Quer deixar alguma indicação de leitura sobre criatividade e escrita? Comente abaixo para que mais leitores possam aproveitar as dicas e não se esqueça de compartilhar o post!
***
Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e do livro de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1), disponível no Wattpad.

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá, Tomo Literário!
      Gratidão pela visita e pelo comentário.
      Fico feliz que tenha gostado.
      Abraços

      Excluir
  2. Olá, não sabia que o Ray Bradbury tinha escrito um livro sobre esse tema. Muito obrigada pela lista, é um assunto pelo qual me interesso e procurarei ler todos que puder.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari!
      Creio que você vai gostar bastante de O Zen e a Arte da Escrita. Ray Bradbury se abre com o leitor. É uma delícia quando o escritor compartilha suas experiências.
      Gratidão pelo comentário. Fico feliz em saber que a lista de livros foi útil para você!
      Beijos

      Excluir
  3. Eu li Grande Magia no Kindle, mas amei tanto o livro que tive que comprar a versão física e ler de novo, porque foi libertador saber que minhas ideias não estavam mortas e enterradas. =D

    Ótima lista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau! Gratidão pela visita aqui no blog.
      Grande Magia é um desses livros para ler e ler. Sou suspeito. Gosto muito da maneira de pensar da Elizabeth Gilbert.
      Fico feliz que tenha gostado ♥
      Abraços

      Excluir
  4. Esse Ryoki Inoue deveria ter entrado no Guiness como o autor que escreveu o maior número de livros ruins no mundo.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram