Pular para o conteúdo principal

Destaques

Criminologia, Jessica Jones e Mulher-Maravilha: Ficar do lado do agressor é sinal de perigo à sociedade – Ben Oliveira

Que dia lindo para servir Karma Coletivo para Diana, Lilith e Nêmesis ao mesmo tempo:  Resistam julgar as pessoas pela aparência. Meus 2 ex-namorados manipuladores se faziam de vítimas e todo mundo ficava ao lado deles e como eu sou porra louca, como Jessica Jones e Malévola, era injustiçado entre quatro paredes e julgado por todos ao redor. Como sou uma vaca, só há duas pessoas com a qual me importo no mundo, minhas duas chamas gêmeas, o resto é indiferente. Ainda assim... Vocês criam cada distorção cognitiva que só por Deus... É muita falta de terapia, autoconsciência, reflexão e bom senso.  Foi você que tava dentro do carro capotado? Foi você que quase morreu? Foi você que teve que recomeçar várias vezes na vida? Foi você que saiu como vilão quando a pessoa era tóxica pra cacete? Não foi. Então, boca fechada, sempre. Opinião só se dá quando é pedida. Sem falar os DELUSIONAIS que ficaram comentando: Que pena, achei que vocês iam casar. Quem quiser casar com ele, passo até o perfil KK

Resenha: Como Se Faz Literatura – Affonso Romano de Sant'Anna

Escrito por Affonso Romano de Sant’Anna, Como Se Faz Literatura é um livro para quem deseja saber quais são os primeiros passos que o escritor precisa saber para entender como funciona o sistema literário. A obra foi publicada em 1985, pela Editora Vozes.

Com apenas 60 páginas, o livro é uma introdução para quem gosta de escrever, sonha em se tornar escritor, mas não tem noção de como é o funcionamento das publicações, editoras, direitos autorais, concursos literários.

Segundo o autor, o escritor iniciante precisa entender os ritos da iniciação literária ou os primeiros passos para quem deseja escrever. Affonso Sant’Anna explica que esse início se dá nos jornais do colégio e da cidade, suplementos literários, revistas literárias, concursos literários, orientações, laboratórios de texto e na leitura.

Affonso Romano de Sant’Anna fala sobre a importância de escrever, de publicar e de ser lido, além de abordar por cima como é o negócio literário e o fazer literário. Apesar do seu conteúdo ser bem leve e enxuto, o autor dá algumas recomendações de leitura importantes para quem deseja aprender mais sobre a arte da escrita e como se tornar escritor.

Comentários