segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Resenha: Onde Nascem os Gênios – Eric Weiner

Gênios de diferentes lugares, épocas e reconhecimentos. O que eles têm em comum? Com muitas viagens e cafés, acompanhamos a jornada filosófica, histórica e geográfica em busca de respostas feita pelo jornalista Eric Weiner, autor do livro Onde Nascem os Gênios (The Geography of a Genius: A Search for the World’s Most Creative Places from Ancient Athens to Silicon Valley), publicado em novembro de 2016 pela editora DarkSide Books.

Leitores acostumados com os títulos sombrios publicados pela editora podem estranhar inicialmente, já que mesmo os livros de não ficção lançados pela DarkSide Books costumam investigar o universo de mentes, almas e corações que flertam com o universo do terror, da fantasia sombria e de serial-killers. O livro Onde Nascem os Gênios é uma aposta nova da caveira que decidiu lançar o selo editorial, Crânio, voltado para os leitores apetitosos por obras que investigam diversas áreas do conhecimento.



Ler Onde Nascem os Gênios é como conversar com alguém interessante e querer saber mais e mais sobre o que a pessoa está falando ou planejar aquela viagem com direito a visitas a vários lugares em que viveram importantes artistas, escritores e pensadores, que revolucionaram o mundo com suas ideias. Eric Weiner tem uma escrita bem fluida, tornando o assunto bem leve e, ao mesmo tempo, proporcionando uma navegação pelo presente e passado, contextualizando como as coisas mudaram com o passar dos anos e como as visões das sociedades sobre os gênios também acabaram se transformando.

“Uma das percepções mais equivocadas sobre lugares geniais, estou descobrindo, é que eles são parecidos com o paraíso. Não são. O paraíso é antitético à genialidade. O paraíso não faz exigências, e o gênio criativo surge ao atender a demandas de maneiras novas e imaginativas” – Eric Weiner

Pessoas com extraordinárias capacidades intelectuais, os gênios tiveram e ainda têm a importância não só de deixar seus legados para a humanidade, mas servem como modelos inspiradores – mitos que foram contados e continuam sendo transmitidos. Os mais recentes exemplos, como conta o autor, é o mito da genialidade no Vale do Silício, como muitos jovens começaram em suas garagens até inventarem produtos ou programas que revolucionaram o universo da tecnologia e comunicação. Segundo Eric Weiner, por ainda estarmos fazendo parte desta época, é difícil alegar até que ponto essas personalidades podem ser consideradas geniais, já que ao longo da história, foram inventadas inúmeras ferramentas, mas nem todas permaneceram e vivemos no período da obsolescência – muitos dos inventos atuais tornam-se ultrapassados em um curto período de tempo, enquanto outros gênios deixaram marcas que ultrapassaram séculos.

Durante a leitura, viajamos para Viena, Florença, Calcutá, Hangzshou, Atenas e Vale do Silício. Percorremos casas e locais de trabalho – muitas que viraram museus e atraem turistas do mundo todo interessados em presenciar esses ambientes. Eric Weiner nos faz refletir sobre diferentes aspectos relacionados ao universo dos gênios. Por que algumas pessoas da mesma área de trabalho, arte, ciência ou estudo conviveram em ambientes tão parecidos, tiveram trajetórias semelhantes, mas algumas brilharam mais e outras não tiveram os mesmos destaques e/ou caíram no esquecimento? O autor apresenta algumas visões sobre o assunto, principalmente atribuindo ao marketing.

“Nossos conceitos de criatividade e genialidade estão profundamente enraizados em nossos mitos sobre a criação. Esses mitos são extremamente poderosos. Mesmo que você não seja nem um pouco religioso, é bem capaz que os tenha internalizado. “No começo, Deus criou o Céu e a Terra”. O impacto dessas palavras, tanto sobre os religiosos quanto sobre os seculares, é enorme” – Eric Weiner

Mas o que o marketing tem a ver com a genialidade? Basta lembrar que pessoas com invenções parecidas, por exemplo, não tiveram os mesmos reconhecimentos. Alunos que superaram os seus mestres, familiares e colegas, bem como pessoas geniais de mesmas regiões ou de lugares bem distantes, mas com propostas convergentes. Segundo Eric Weiner, pessoas influentes acabavam ajudando a espalhar os nomes – enquanto aqueles que não tinham a mesma sorte, permaneciam no escuro.


Condições financeiras, estímulos psicológicos, influências culturais, problemas familiares, caos, mentores, trocas de ideias, solidão… Existe uma combinação de fatores que Eric Weiner pesquisou para colocar em seu livro, sempre fazendo uma ponte com o nosso mundo, se inserindo não só como um narrador, mas participando das próprias narrativas que ele vai construindo ao entrevistar diversas pessoas.

“Por que a história é tão desprovida de gênios mulheres? O motivo é simples: até recentemente, a maior parte do mundo não permitia. Nós temos exatamente os gênios que queremos e merecemos. Se alguma coisa enfatiza a importância do ambiente na criação do gênio criativo, é a escassez gritante de mulheres no panteão. Historicamente, negavam-se às mulheres os recursos necessários para a excelência criativa: acesso a mentores, recompensas (intrínsecas e extrínsecas), patronagem, um público. Na idade que a maioria dos gênios produz seus primeiros trabalhos notáveis, os vinte anos, as mulheres eram sobrecarregadas cuidado dos filhos e da casa” – Eric Weiner

O jornalista Eric Weiner costura tantas narrativas com informações sobre pesquisas relacionadas à criatividade, inteligência e genialidade, abrindo espaço para mais perguntas e inquietações ao desenrolar do livro. Onde Nascem os Gênios é o tipo de leitura para quem sabe que para buscar conhecimento não é preciso se entediar, pelo contrário, pode ser uma atividade bem prazerosa. O leitor interessado em se aprofundar mais nos assuntos dos diferentes capítulos pode usar a extensa bibliografia selecionada disponível no final do livro. Outro ponto interessante da obra é o índice remissivo, possibilitando durante as releituras ou até mesmo a leitura – para quem não gosta de ler linearmente – encontrar os principais tópicos. Uma deliciosa jornada pelas terras dos gênios, que só aumenta o apetite por mais informações e conhecimentos.



Sobre o autor – Eric Weiner é um viajante filosófico e insatisfeito em recuperação. Seus livros incluem The Geography of Bliss, best-seller do New York Times, e Man Seeks God. Ex-correspondente internacional da National Public Radio, seu trabalho já apareceu no New York Times, Slate, Quartz, Los Angeles Times, Foreign Policy, BBC, AFAR, The Best American Travel Writing, entre outros. Por algum motivo, ele mora na região de Washington, DC. Saiba mais em EricWeinerBooks.com

*Este livro foi enviado pela editora DarkSide Books, parceira do Blog do Ben Oliveira, para que eu pudesse ler e resenhar para os leitores.

E você, já leu Onde Nascem Os Gênios? Ficou curioso? Comente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram