Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Entre fofocas e intrigas

Aviso aos bonitos e bonitas que sempre jogam meu nome e dos colegas nos grupos de Facebook e WhatsApp: alguém de vocês sempre solta algo e de um jeito ou de outro, chega até mim.


Minha dica é: quer falar mal? Fala à vontade. Se quiser, eu falo junto. Não tenho vergonha de fazer autocrítica, aliás, recomendo a todos.

Agora, se me difamar e/ou queimar minha reputação, o bicho pega.

Nesta página, não trabalho com indiretas. Só com diretas mesmo.

Já disse que nem todo autista é bonzinho, né? 😈

Dica para os anjinhos e neurotípicos: Arranjem hobbies e outros hiperfocos, ocupem a cabeça com outras coisas que não sejam só esse mundinho de intrigas do autismo.

Um grande filósofo pós-moderno, Benstein Oliveira disse que a fofoca viaja à velocidade da luz e que ela vem de todos cantos e cores do autismo. Nem WhatsApp eu uso, mas as conversas de lá sempre chegam aqui. Por que será, gente?

Formado em Harvard na arte das fofocas chegarem até mim. Parece que sou ímã para embuste.


Para os trolls que…

Resenha: O Prazer de Ler – Heloisa Seixas

O Prazer de ler, da escritora Heloisa Seixas, como lembra o próprio título, é ideal para quem é apaixonado por livros. A obra foi publicada pela Editora Casa da Palavra, em 2011 e possui 78 páginas.

Capa do livro O Prazer de Ler, Heloisa SeixasUm dos meus trechos favoritos do livro e que vem escrito no texto na contracapa é: “O prazer de ler é, como alguém já disse, um fenômeno parecido com ser inoculado por um vírus. A partir do momento em que isso acontece, não há mais volta. Nunca mais, pelo resto de nossas vidas, conseguiremos ficar sem um livro por perto”.

O livro está dividido em pequenos textos sobre diversos assuntos relacionados à leitura, como a diversão, o livro amado, obras-primas da literatura, romance, clássicos, a importância da crônica aos escritores brasileiros, livrarias, sebos e bibliotecas.

Na última parte do livro, Heloisa faz uma lista de 68 livros que levaria para uma ilha deserta, entre as recomendações literárias a predominância é de literatura inglesa e americana de ficção, no entanto também indica literaturas: francesa, portuguesa, brasileira e outras. As indicações são uma ótima maneira de descobrir porque vale a pena ler tais livros clássicos ou não, de acordo com suas preferências, afinal, a proposta de O Prazer de Ler é estimular a leitura com uma boa dose diversão.

Os amantes dos livros certamente se identificarão com a escrita de Heloisa Seixas, que através de sua relação com a literatura, seja como escritora ou leitora, acaba incentivando a leitura. O Prazer de Ler é um daqueles livros fáceis de ler e práticos, em que sempre que sentir necessidade você pode relê-lo ou procurar as recomendações que deseja. Me identifiquei bastante com a autora, seja naquela sensação boa que grande parte dos leitores sente ao entrar numa livraria, sebo ou biblioteca ou na mania de anotar quais livros leu durante o ano. Já conhecia muitos dos clássicos recomendados e li alguns deles, o desafio agora é ler os que achei interessante e ainda não li.

Para quem gosta de escrita, principalmente de ficção, as dicas de leitura são fundamentais. Afinal, além de escrever e estudar as técnicas de construção de um romance ou conto, uma das principais orientações é a de ler os clássicos da literatura, para melhorar o vocabulário, aumentar a bagagem cultural, sair da zona de conforto proporcionada pelos livros contemporâneos e analisar o estilo dos autores.

Sobre a autora – A escritora carioca Heloisa Seixas é autora de mais de dez livros e foi por três vezes finalista do Prêmio Jabuti (com os livros Pente de Vênus, A Porta e Pérolas Absolutas). Heloisa, que durante dez anos escreveu a coluna “Contos mínimos” na Folha de São Paulo e no Jornal do Brasil, é também autora de um livro de não ficção sobre o mal de Alzheimer, O Lugar Escuro.

Comentários

Mais lidas da semana