Pular para o conteúdo principal

Destaques

12 Graphic Novels que você precisa ler

Começou como uma forma de experimentação na leitura. Apesar de gostar de tirinhas, nunca tinha me aventurado pelo universo das graphic novels, como aconteceu há alguns anos – pelo menos, não de forma que me interessasse.

Percebo que cada vez mais pessoas estão se interessando pelos diferentes formatos de narrativas. Acho válida toda forma de contação de histórias e acredito que elas podem criar experiências complementares. Há espaço para todos gostos.


Com doze indicações de leitura, dá para ler um livro por mês ou ler todos em um só mês, dependendo do ritmo de leitura e da fome por histórias de cada um. Entre temáticas mais sociais e outras mais fantasiosas, as graphic novels podem ser uma porta de entrada para outros livros, como podem ocupar um espaço central no coração de quem é aficionado por histórias ilustradas.

Histórias que podem ir muito além de um passa-tempo, como se acreditava antigamente, mas também proporcionar reflexões sobre a vida, juntando o melhor dos dois mundos: d…

Crônica: Jornalismo ou Literatura?

Escrito por Yolanda Maria Muniz Tuzino, da Universidade Estadual de Ponta Grossa, o artigo ‘Crônica: uma intersecção entre o Jornalismo e Literatura traz pesquisas sobre as origens e justificativas entre estas duas áreas que se cruzam, formando um gênero textual híbrido.

Yolanda Tuzino aborda informações interessantes como a de que a crônica no Brasil se diferencia da produzida em outros países, levando a conclusão de que ela pode ser considerada um gênero genuinamente brasileiro.

Segundo a pesquisa realizada pela autora do artigo e as fontes apresentadas, a crônica brasileira tem características como sua forte relação com o jornal impresso. Mais do que um simples relato cronológico, no país este texto tem um caráter literário.

Dentro do jornalismo, a crônica possibilita ao jornalista um texto mais livre, subjetivo, analítico, possibilitando ao leitor uma reflexão sobre o assunto abordado, lazer, quebrando a barreira da imparcialidade.

No artigo é apresentado o conceito de crônica, seu surgimento e evolução histórica no Brasil, diferentes classificações da crônica, tanto para estudiosos do jornalismo, quanto para os da literatura e a natureza híbrida deste gênero.

Confira o artigo na íntegra: http://www.bocc.ubi.pt/pag/tuzino-yolanda-uma-interseccao.pdf

Comentários

  1. achei bacana, e ficou muito bem explicado por que as crônicas são brasileiras.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana