Pular para o conteúdo principal

Destaques

Documentário da Netflix aborda caso Elisa Lam e histórico mórbido do Cecil Hotel

Dependendo da sua idade e do quanto você é ligado às notícias e ao mundo online, é bem provável que você tenha ouvido falar sobre o caso da Elisa Lam , uma canadense descendente de chineses que  viajou para os Estados Unidos e morreu em um hotel de Los Angeles . O caso polêmico na época foi explorado na série documental Cena do Crime – Mistério e Morte no Hotel Cecil (Crime Scene: The Vanishing at the Cecil Hotel) , dirigido pelo norte-americano Joe Berlinger e distribuído pela Netflix , em 2021. Em quatro episódios, de forma linear, é contada a história de como Elisa Lam foi parar no Cecil Hotel e um pouco de sua personalidade no mundo digital e afinidade com o Tumblr. Importante mencionar que o documentário não traz entrevistas com os familiares de Elisa Lam. Se nem os próprios familiares conhecem a fundo uma pessoa, me pergunto por que há tantas pessoas aleatórias na internet e fãs de teorias da conspiração que se sentem no direito de dizer que algo poderia ou não ter acontecido. 

Asperger: Bate-papo com a blogueira Calinca Alcantara na página Lagarta Vira Pupa

Você quer quebrar tabus @? Bate-papo com a Calinca Alcantara: blogueira, artista, designer, modelo, Asperger/autista.


Hoje (08 de maio de 2019) na página da Lagarta Vira Pupa, a partir das 21h.

De todas pessoas que conheci no mundo autista, uma das que me acolheu desde o início foi ela.

No grupo da Rivotrip pude conhecer outros Aspergers como eu e me sentir menos deslocado, pois existe uma variação muito grande dentro do espectro autista.

Não existem dois autistas/aspies iguais. Mas em alguns grupos, conseguimos encontrar pessoas com hiperfocos BEM DIFERENTES, mas que conseguem dialogar com respeito.

Assim como eu, a Cali teve que lidar com vários trolls questionando o diagnóstico dela; tretas de todos lados e já tivemos nossa cota de combater antivacinas e demais pessoas promovendo pseudotratamentos de autismo 👑

Os aspergers 'diferentes' sofrem preconceito de todos lados. Espaços que deveriam ser de acolhimento se transformam em um inferno.

Meu grupo Autísticos foi inspirado na moderação do Rivotrip: a melhor moderação de grupos de autismo que já existiu. Aprendi muitas coisas, desde moderação até saber quem merece minha atenção ou não no perfil pessoal. Gratidão!



Veja também: Aspergers: Tabu e o preconceito contra autistas artísticos

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana