Pular para o conteúdo principal

Destaques

Neurodiversidade: Autismo não só biológico ou só identidade social

A Neurodiversidade dá um tiro no pé ao tratar o autismo como algo meramente social (identidade social), ignorando as particularidades neurobiológicas de CADA autista. Mas o extremismo científico também erra ao ver como algo meramente biológico, ou até mesmo patológico.


O ideal seria ver o melhor dos dois mundos, algo impossível diante da polarização. Todo mundo sai perdendo.

É utopia esperar que a sociedade vá se adequar completamente aos autistas, especialmente porque cada autista pode ser completamente diferente do outro. O ambiente adaptado para um autista, é o ambiente desadaptado para o outro – isso entre os próprios autistas.

Enquanto as pessoas continuarem tratando o autismo como algo 'universal', ignorando as especificidades, esse debate não vai para frente.

O Asperger que não precisa interagir com os outros, não precisa trabalhar, não precisa fazer nada que o tire da zona de conforto, talvez não sinta muita dificuldade em viver em um mundo não adaptado. Mas não é a re…

Asperger: Bate-papo com a blogueira Calinca Alcantara na página Lagarta Vira Pupa

Você quer quebrar tabus @? Bate-papo com a Calinca Alcantara: blogueira, artista, designer, modelo, Asperger/autista.


Hoje (08 de maio de 2019) na página da Lagarta Vira Pupa, a partir das 21h.

De todas pessoas que conheci no mundo autista, uma das que me acolheu desde o início foi ela.

No grupo da Rivotrip pude conhecer outros Aspergers como eu e me sentir menos deslocado, pois existe uma variação muito grande dentro do espectro autista.

Não existem dois autistas/aspies iguais. Mas em alguns grupos, conseguimos encontrar pessoas com hiperfocos BEM DIFERENTES, mas que conseguem dialogar com respeito.

Assim como eu, a Cali teve que lidar com vários trolls questionando o diagnóstico dela; tretas de todos lados e já tivemos nossa cota de combater antivacinas e demais pessoas promovendo pseudotratamentos de autismo 👑

Os aspergers 'diferentes' sofrem preconceito de todos lados. Espaços que deveriam ser de acolhimento se transformam em um inferno.

Meu grupo Autísticos foi inspirado na moderação do Rivotrip: a melhor moderação de grupos de autismo que já existiu. Aprendi muitas coisas, desde moderação até saber quem merece minha atenção ou não no perfil pessoal. Gratidão!



Veja também: Aspergers: Tabu e o preconceito contra autistas artísticos

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana