Pular para o conteúdo principal

Destaques

Revolutionary Love: Série coreana de drama explora o abismo que divide as classes sociais

Embora muitos dramas coreanos pequem na representatividade de diversidade racial e deem pouquíssimo espaço para estrangeiros e imigrantes, a série Revolutionary Love (2017) da tvN e no Brasil disponível temporariamente pela Netflix , acaba indo além dos elementos de comédia e romance, mostrando o drama das diferenças de classes sociais , os preconceitos e a possibilidade de imersão nesse mundo desconhecido pelo filho do dono de um dos maiores conglomerados de empresas da Coreia do Sul . A ingenuidade e a ignorância da realidade das classes trabalhadoras tornam o protagonista um tanto embaraçoso, lembrando de forma vaga a jornada de Buda quando conheceu a realidade fora do palácio e foi confrontado com a fome, a doença, a pobreza e a morte. Longe de ser uma série com alguma alegoria espiritual, mas do ponto de vista do comportamento é interessante acompanhar como Byun Hyuk (Choi Si-won) se torna mais empático e humanizado quando seu caminho cruza com o de Baek Joon (Kang So-ra) . E

QuarenTea: Jornalista reúne relatos de autistas e familiares nos dias de isolamento

Nesses dias de isolamento para evitar mais circulação de pessoas e o risco de infecção/transmissão de Coronavírus, famílias de pessoas no espectro autista e autistas também estão lidando com o desafio de ficar em casa.


Para contar um pouco dessa realidade, a jornalista Maria Gabriela Bandeira está reunindo depoimentos de autistas e familiares de pessoas no espectro autista.

Confira o texto do post publicado na página Autismo, da jornalista Maria Gabriela Bandeira:


#quarenTEA do Ben Oliveira:
📍
Cidade: Blumenau (SC)

📈 Casos de coronavírus confirmados: 33

💪 Dias de isolamento: 15

A #quarenTEA do Ben não está sendo tão diferente do dia a dia comum. Ele é escritor e blogueiro, então, passa bastante tempo lendo, pesquisando e produzindo conteúdo. Mas como tem hipersensibilidade auditiva, tem gostado do silêncio da rua. 🙉

Além do trabalho com as palavras, tem aproveitado para se aventurar em diferentes ideias criativas e organização da casa. 💡

Apesar de amar ficar dentro de casa, também adora caminhar. Essa tem sido a parte mais difícil. Ainda não começou a rotina de exercícios físicos em casa, tirando o Yoga, mas está se planejando. 🧘

Também tem aproveitado para cuidar de suas plantas, um dos seus interesses específicos. Tirando um pouco do tédio, tem conseguido desfrutar dos dias em casa.

Link original da postagem: https://www.facebook.com/olharesdoautismo/photos/a.268435880248402/887596304999020/

Confira outras postagens sobre a Quarentea na página Autismo: https://www.facebook.com/olharesdoautismo/

Sobre a jornalista – Gabriela Bandeira é autora do livro-reportagem Singulares: Um Olhar Sobre o Autismo e estuda o tema há sete anos. Conheça o site Olhares do Autismo: http://olharesdoautismo.com.br/

Leia também: Coronavírus: 10 Dicas para lidar com autistas na quarentena 



Sobre o autor – Ben Oliveira foi diagnosticado autista (Síndrome de Asperger) aos 29 anos, é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Para ficar por dentro das minhas novidades:

Comentários

Mais lidas da semana