Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Good Detective: Série coreana policial sobre antigo caso e a busca pela verdade

The Good Detective é uma série coreana policial que aborda um caso antigo, cujo julgamento levou à sentença de condenação de morte do acusado. Um detetive novato no departamento e um veterano se juntam para descobrir se aconteceram falhas nas investigações policiais. A série está disponível na Netflix . Com 16 episódios em sua primeira temporada, três personagens se destacam: o detetive que participou da investigação do caso, Kang Do Chang (Son Hyeon-ju) , o jovem detetive Oh Ji Hyuk (Seung-jo Jang) e a jornalista investigativa Jin Seo Kyung (Elliya Le) . Quando um novo caso de um suposto assassino confesso da filha do homem condenado ganha a atenção da mídia, muitas dúvidas pairam no ar sobre as motivações e os possíveis envolvidos, fazendo com que os detetives discretamente se aprofundassem nas investigações, mesmo sabendo que poderiam prejudicar as próprias carreiras. Kang é movido pela consciência pesada de ter sido parte do caso do condenado possivelmente inocente sofrer pena de

El Inocente: Thriller explosivo de vingança é adaptação espanhola de livro do Harlan Coben

El Inocente (O Inocente) é uma minissérie espanhola adaptada do livro homônimo escrito por Harlan Coben, publicada pela primeira vez em 2005. Lançada na Netflix no final de abril de 2021, a série de mistério e thriller tem feito sucesso entre os telespectadores por suas inúmeras reviravoltas e roteiro explosivo sobre vinganças, recomeços e crimes.

Dirigida por Oriol Paulo, que ajudou na adaptação do roteiro, junto com Jordi Vallejo e Guillem Clua, a minissérie já começa de forma tumultuada e cada episódio se foca nas memórias de um dos personagens principais. 

Apesar de ver os comentários elogiando a série, confesso que comecei a assistir El Inocente sem muitas expectativas e mesmo sem saber se a adaptação é fiel ao livro, fiquei envolvido por cada segundo após o primeiro episódio e chocado com a teia sombria que conecta os personagens.

Bem escrito, o roteiro parece ter sido milimetricamente editado para despertar diferentes emoções e junto com as habilidades de atuação dos atores de personagens complexos, cria um universo fictício de efeito devastador, em que a qualquer segundo algo pode acontecer. Entre os atores que me surpreenderam na produção espanhola estão: Mario Casas, Aura Garrido, Alexandra Jiménez, Martina Gusman e Juana Acosta.

Para não revelar o que acontece na trama, vou evitar discutir um dos crimes principais explorados na minissérie, mas adianto que é um assunto de interesse público internacional, cada vez mais em destaque na mídia. Seja pelas histórias chocantes ou pela maneira que as atrizes deram a vida para as personagens, O Inocente dá vários socos no estômago e nos lembra o efeito em cadeia intoxicante do mundo do crime, destruindo vítimas de dentro para fora e, muitas vezes, saindo impunes pelo envolvimento de pessoas poderosas.

Em um mundo de vários jogos de gatos e ratos, no qual verdades e segredos se misturam, até onde você iria para provar sua inocência, mesmo sabendo que seria um tiro no escuro? O Inocente entretém e levanta várias questões universais sobre dilemas éticos e morais, como assassinatos não intencionais, a habilidade de perdoar, alimentar ressentimentos e/ou seguir em frente de perdas irreparáveis e situações traumáticas e, acima de tudo, sobre reaprender a amar e a viver.

Se você se interessou por O Inocente, pode gostar também de: Quem Matou Sara?

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana