Pular para o conteúdo principal

Destaques

Welcome to Wedding Hell: Drama coreano sobre a pressão de organizar casamento

Das diferenças de perspectivas até opções de escolhas movidas por questões financeiras e/ou pessoais, Welcome to Wedding Hell é uma série coreana que aborda como o simples pedido de casamento e suas consequências podem se tornar algo insuportável para todos envolvidos, especialmente para o casal que sente a maior pressão. Disponível na Netflix. O que deveria ser algo prazeroso se torna rapidamente em algo doloroso e confuso para os envolvidos na preparação do casamento. Com o estresse, vem os desencontros entre os personagens, que precisam lutar para se reconciliarem até a data do evento de união. O que eles julgavam que seria mais simples e teriam mais autonomia por parte da família, acaba se transformando numa recorrente dificuldade de comunicação e expressão sobre os sentimentos. Para agradar um, outro acaba sendo desagradado e não há uma solução tão fácil de ser tomada como costumaram imaginar. Welcome to Wedding Hell é um drama coreano curtinho, ideal para quem não gosta de drama

Your Eyes Tell: Filme japonês de romance e drama sobre culpa e segundas chances

Your Eyes Tell é um daqueles filmes japoneses que tem uma história não tão incomum no cinema asiático de romances marcados por personagens que vivenciaram tragédias. O roteiro lembra, inclusive, uma obra cinematográfica que viralizou sobre cegueira. 

O filme dirigido por Takahiro Miki e roteirizado por Yûichi Toyone foi lançado em 2020 e é um remake de um filme sul-coreano chamado Always, lançado em 2011 e dirigido por Song Il-gon. O roteiro também já foi produzido na Índia e na Turquia.

Desde o início do filme, Akari Kashiwagi (Yuriko Yoshitaka) já está com um quadro de perda de visão e seu caminho cruza com o de Antonio Rui Shinozaki (Ryûsei Yokohama), um ex-lutador atormentado pelo passado que sobrevive com empregos sem estabilidade.

Uma das imagens do filme acaba servindo como uma metáfora sobre o relacionamento que vai se construindo entre os dois: a de uma pedra polida. Akari que havia estudado esculturas antes da cegueira, lembra a Rui que daquele modo, a pedra não poderia machucar.

O que até determinada parte do filme parece algo totalmente aleatório, uma relação que surge lentamente com timidez, inseguranças e cuidados, vai revelando um passado digno de tragédia grega.

O filme Your Eyes Tell é um daqueles romances sobre a necessidade se adaptar à realidade do outro. Embora em alguns momentos por não saber lidar com as próprias emoções, Rui ataca Akari com base em sua deficiência, conforme eles se conhecem melhor, uma sensação de culpa une os dois personagens e o que poderia ser só uma paixão egoísta, se revela uma história de amor incondicional.

Impossível não se emocionar com os minutos finais do filme. Entre a redenção do excesso de culpa acumulada e a oportunidade de recomeçar mesmo diante do futuro inesperado, o roteiro dá voltas de pura catarse – uma daquelas experiências que marcam pela humanização e sensibilidade, em um mundo que nem sempre lida bem com as diferenças e com os erros do passado.

Leia também: It's Okay Not To Be Okay: Série sul-coreana sobre literatura, saúde mental e a coragem de seguir em frente

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Me acompanhe nas redes sociais:

Twitter: https://twitter.com/BenOlivDreamer

Facebook: https://www.facebook.com/BenOliveiraDreamer

Instagram: https://instagram.com/benoliveiradreamer

Comentários

Mais lidas da semana