Pular para o conteúdo principal

Destaques

Coronavírus e Saúde Pública: O momento não pede negação nem omissão | Ben Oliveira

Me tirar do sério não é fácil. Tenho mais de 8 anos de prática de yoga e uma paciência quase infinita. Mas quando se trata do que tem acontecido nos últimos tempos, impossível seria me silenciar.


Para começar: muitas pessoas religiosas e espiritualizadas acham erradamente que cultivar a não-violência é se silenciar diante do caos que esse DesPresidente tem causado. Não poderiam estar mais errados, afinal, ser omisso à violência é uma forma de aumentá-la.

O momento não pede negação nem omissão. Os brasileiros elegeram um homem sem empatia, que sempre se demonstrou ser frio, manipulador e ignorante.

Sim, ele é um reflexo de muitos que não tiveram acesso à educação ou desprezam a intelectualidade, mas é também alguém que não está colocando só a própria vida em perigo, mas de milhares de brasileiros ao ignorar as recomendações de saúde, protocolos de pesquisas com medicamentos e conhecimentos BÁSICOS de saúde: qualquer pessoa que tenha um conhecimento raso de biologia, química e estatísti…

Leituras da Semana: Dose dupla de Karina Dias

Chegaram nesta sexta-feira, 02 de maio, minhas próximas leituras. Os livros Diário de uma Garota Atrevida (Editora Brejeira Malagueta) e As Rosas e a Revolução (ENC), ambos da escritora Karina Dias.

As Rosas e a Revolução é o mais recente livro publicado pela autora e foi lançado em São Paulo, no dia 24 de abril, e no dia 02 de maio, no Rio de Janeiro. Assim que terminar de ler, escreverei resenhas e publicarei aqui no blog.

Enquanto ainda não tem resenha, vai um pouco sobre cada livro. A história de As Rosas e a Revolução (confira a resenha) se passa em 1968, época da ditadura militar no Brasil e aborda o relacionamento entre duas mulheres. Já Diário de uma Garota Atrevida (Confira a resenha) narra as experiências de uma adolescente que aos 14 anos tem a sua primeira experiência homossexual.

Semana que vem devo receber o exemplar do livro Orgias Literárias da Tribo, organizado pelo escritor Fabricio Viana e publicado pela Editora Orgástica. A escritora Karina Dias também tem texto publicado na coletânea LGBT.

Quem é Karina Dias? Pseudônimo da escritora, jornalista e pesquisadora, Eliana Natividade, nascida no Rio de Janeiro, com residência em São Paulo. Além de Diário de uma Garota e Rosas e a Revolução, Karina é autora do livro Aquele dia junto ao mar (2009), também publicado pela Editora Brejeira Malagueta e do conto "Al encuentro del amor", publicado em espanhol no livro Voces para Lilith, primeira antologia lésbica da América Latina, lançado em 2011.

Para saber mais informações, entre no site da escritora Karina Dias, onde também é possível encontrar os livros escritos por ela.

Comentários