quinta-feira, 17 de julho de 2014

Resenha: O Delicioso Livro de Histórias Coloridas de Monsieur Nova – Rafael Nova

O Delicioso Livro de Histórias Coloridas de Monsieur Nova é uma coletânea de contos do escritor Rafael Nova, disponibilizada em formato digital, de forma gratuita, em comemoração aos três anos da Editora Escândalo. O ebook tem 124 páginas e traz 13 contos, alguns microcontos e outros textos do autor.
Capa do livro O Delicioso Livro de Histórias Coloridas de Monsieur Nova
Capa do livro O Delicioso Livro de
Histórias Coloridas de Monsieur Nova.

Antes de iniciar a leitura dos contos, na introdução “Oração ao leitor desconhecido”, Rafael Nova de forma criativa e hilária convida o leitor a ler a obra, mostrando desde o início sua habilidade de alcançar quem está lendo, através de suas palavras. É como se o autor estivesse prevendo o futuro, desejando coisas boas para quem apreciar a leitura e amaldiçoando quem pegar no sono com o livro, tudo isso na brincadeira, é claro, vai que tem alguém que interprete tudo ao pé da letra. Um dos meus trechos favoritos da introdução foi esse:

“Possa tua jornada ser leve, e teu voo sobre as páginas acolher vosso coração em alegria e boa companhia. Mas ai daquele que dormir, levando para a cama este livro, pois sobre ele recairá a minha cólera e seu sono será recheado de atividades oníricas insanas e torturantes!”.

Alguns contos me cativaram mais do que outros, mas não teve uma história que não me tocou. A diversidade dos contos demonstram a habilidade e criatividade do Rafael Nova: comédia, drama, romance, espiritualidade. Só pelo título do livro dá para ter noção o que o leitor terá, um livro delicioso, ou seja, que será prazeroso de ler, e a parte das histórias coloridas ficam por conta da temática gay (LGBT). Aliás, as cores, mais do que indicarem os personagens gays, lésbicas e trans da coletânea, também indicam vida e suas diferentes emoções.

Cada personagem do livro tem vida própria, alma, desejos e conflitos; vícios e virtudes; manias e defeitos. Rafael Nova consegue encantar o leitor e fazê-lo viajar pelas páginas do livro eletrônico. Há histórias que me envolveram tanto, que em alguns minutos me perguntei se a narrativa não era uma história real, e não simplesmente ficção. Como se ele tivesse conhecido essas pessoas, sonhado com elas, enxergado suas essências – o que, talvez, seja o que realmente aconteceu – ou se não fosse uma das facetas do autor.

Acredito que quando o autor dilui essa barreira entre ficção e realidade, e o leitor imagina, ri, sente curiosidade ou se derrete com o texto, ele cumpriu o seu objetivo, o de transformar a pessoa que estiver lendo – antes e depois de ler o livro, a pessoa nunca mais será a mesma, pois novas vivências foram acrescentadas a sua bagagem cultural, ao seu próprio delicioso livro de histórias que todos nós carregamos em nossas mentes.

Não pretendo falar sobre todos os contos, pois pelo texto acima, tenho certeza de que deu para você, leitor, ter noção sobre o que encontrará, e também porque não quero que esta resenha fique enorme, e você possa perder o interesse. Vou citar de forma breve alguns dos contos que mais gostei e dizer o porquê, de acordo com a ordem da publicação.

Por Elise é um conto comovente. Narrado em primeira pessoa, a personagem reflete sobre a própria vida, relembrando tudo o que gostava e teve que deixar ao longo do caminho, suas mudanças, perdas e aceitações. Não dá para não se emocionar lendo a história ou deixar de se identificar, pois todos nós temos nossas cotas de sonhos despedaçados, desejos que nunca se realizaram e fragmentos (não deixe de ler minha crônica Fragmentos de Mim). Um diferencial do conto é o link para escutar a música tocada pela protagonista (uma das vantagens do livro digital). Confira dois trechos do conto:

“O estranho é que fui perdendo tantas coisas e partes de mim”.
“Você aceita como manda a Bíblia, e passa pelas provações. E no final vai sobrando uma coisa, que não é mais você. Um retrato desfigurado”.

Ponte de Vidro conta a história de um rapaz que desde a infância conviveu com um personagem transgênero, Leandro que lutou contra o preconceito, pois tinha a alma feminina. Uma história que se desenvolve de forma triste, mas tem um final feliz – afinal, às vezes, é preciso manter a esperança e acreditar que tudo vai dar certo, não importa o quanto tudo ao seu redor pareça desmoronar. Confira um trecho do conto que descreve bem a revelação da personagem:

“’Ele’ era uma mulher por dentro... A cada ano que passava, sentia-se como uma, e sofria porque estava no corpo errado”.

Presentes sob a Árvore foi o conto mais nostálgico para mim, por uma série de motivos: por se passar no Natal, uma época que nem sempre me sinto bem; pela história se passar em Florianópolis (SC), cidade em que tive a oportunidade de viver durante um ano e desfrutar dos encantos da Ilha da Magia e relembrar os lugares descritos pelo autor. A história narra o relacionamento entre dois personagens de Floripa, Luan e Cauê, ambos com suas personalidades diferentes, histórias e contextos sociais diferentes que mesmo assim conseguem se entenderem bem. Para quem gosta de romance, Rafael Nova acertou em cheio, mostrando que nem sempre a vida é gentil, porém que o amor pode torná-la menos pesada, mais agradável. Confira meu trecho favorito do conto:

"Os olhos incrédulos de Luan acompanharam o movimento da mão de Cauê, tirando do bolso da bermuda de dormir uma caixinha preta. Se fosse apenas uma caixinha inofensiva, nada demais, mas era um tipo de caixinha específico. Daquelas que guardam algumas das promessas mais bonitas e sinceras que às vezes embalam os corações da humanidade".

Um Pássaro é um conto lindo, onde a solidão e a velhice são retratadas. O protagonista é um homem que perdeu o seu marido, além de lidar com o ninho vazio, ele decide tentar pela última vez um contato com o seu falecido amor. Rafael Nova toca o leitor e de quebra o faz refletir sobre a importância de valorizar as pessoas quando elas estão por perto. Meu trecho favorito do conto:

"Inevitavelmente relembrou as noites em que o marido, acanhado, buscava seu peito para adormecer. Sentia-se pleno ao ofertar-lhe isso, era sua realização, e sequer poderia desconfiar que aquele simples gesto pudesse representar tanto para o outro, como todas as pequenas coisas ali descritas: a cor de seus olhos, seu coração".

Capa do livro Cidade do Anjo, Rafael Nova
Romance do escritor Rafael Nova, Cidade do Anjo,
publicado pela Editora Escândalo.
Reencontrando Minha Cidade é um conto com dois personagens utilizados pelo Rafael Nova, em seu romance Cidade do Anjo – infelizmente, ainda não li o livro (que agora está em sua 2ª edição), mas quando tiver a oportunidade, deve rolar uma resenha para o blog. Para quem gosta de romance, a história traz dois personagens, antigos amores que se reencontram. Suas personalidades são bem construídas e são apaixonantes por ver duas pessoas tão diferentes se dando bem. Tem um tom melancólico e romântico ao mesmo tempo. Viajei pela narrativa. Foi o tipo de conto que, quando acaba, você deseja mais. Confira um trecho do conto:

“Em seus braços eu era o Anjo, aquele Anjo. O menino que perdera a mãe no acidente de carro... O que apanhava do pai bêbado. O que havia sido salvo por ele. Aquele que amava comer bolo, e que era preguiçoso. O garoto que escrevia num diário, e cuidava de seu gato Momo. O menino dos olhos que ele comparava a lagos. O simples e bobo Anjo”.

Veja os nomes dos contos publicados na coletânea: A Última Oração; Por Elise; O Gordo Profeta; Ponte de Vidro; Garoto do Mercado; A Fantástica Lésbica de Taba-K; Diário de Camila; A Batalha de Campos; Presentes sob a Árvore; Um pássaro; Reencontrando Minha Cidade; Vento Triste; A Noite Histórica.

Deu para notar como o Rafael Nova conseguiu me tocar com suas histórias coloridas. Além dos contos acima (tem um de ficção científica, outro de fantasia e muitos engraçados), o autor presenteia o leitor com histórias curtas e algumas de suas frases. Um dos bônus é a auto entrevista, em que ele com muita descontração, compartilha um pouco sobre sua carreira de escritor. Desta entrevista, cito dois trechos que me interessaram e acredito que também possa interessá-los:

Dica aos jovens escritores:

"... a todos que identificam em si um talento e um sonho. Exercite-o, busque inspirações e referências, e pratique até desenvolver um estilo próprio. Acima de tudo, compartilhe seu talento onde você estiver; isso te dará o sentimento de realização que traz energia para continuar. Não leve as críticas pro lado pessoal, tire o bom delas. E esteja aberto a crescer e se renovar, as oportunidades vêm e a vida te prepara para elas se você estiver disposto a isso".

O processo criativo:

"Muitas vezes os elementos iniciais de uma história vêm por inspiração ou sonhos. Outro meio que tenho de criar é através dos desenhos: quando desenho personagens e lugares das histórias, começo a ter tipos de insights que me ajudam a desenvolver a trama e as personalidades presentes ali...".

Bom, acho que é isso... Espero que o livro seja tão prazeroso a você quanto foi para mim. O Delicioso Livro de Histórias Coloridas do Monsieur Nova é uma refeição completa, com direito a pratos quentes e sobremesa no final, tem até um certificado para quem quiser imprimir e comprovar que leu o livro. É possível perceber como o autor consegue unir o seu interesse pelas boas energias e espiritualidade na coletânea, pois ao terminar de lê-la o leitor fica com aquela sensação de bem-estar.
Escritor Rafael Nova

Sobre o autor – Rafael Nova, gaúcho, nascido a 11 de maio de 1985. Graduado em Naturologia Aplicada (UNISUL), estudante de especialização em Arteterapia no Contexto Social e Institucional (INFAPA), e autor do livro Cidade do Anjo (Editora Escândalo). Desde cedo teve muito interesse pela arte, espiritualidade e cura, e esses assuntos orientam sua atividade profissional.

Se você leu esta resenha e se interessou pelo livro, não custa nada baixá-lo, é de graça! Saiba como: Ebook grátis: O Delicioso Livro de Histórias Coloridas de Monsieur Nova

Vamos incentivar a leitura! Não deixe de comentar e compartilhar com seus amigos! ;-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram