Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Os Céus de Van Gogh: Livro de Poesias do escritor Thiago da Silva Prada

O livro de poesias do escritor Thiago da Silva Prada, Os Céus de Van Gogh, será lançado em São Paulo, no dia 30 de agosto. A obra foi publicada pela Caligo Editora, com capa feita por Marcelo Pietragalla.

Capa do livro Os Céus de Van Gogh, poeta Thiago da Silva PradaConfira um trecho do texto da orelha do livro, escrito por Fabio Shiva (autor de O Sincronicídio):

"A Poesia é tão necessária e vital quanto o ar que respiramos. Para muitos, que não percebem isso, tal afirmação pode parecer um completo desvario, no mínimo um grande exagero. Quem dera fosse assim. Mas a Poesia é tão fundamental para a sobrevivência humana no planeta como são as abelhas. Se a Poesia sumisse do mundo hoje, a humanidade não tardaria a se transformar em um imenso deserto de árvores ressequidas. Pois é a Poesia que mantém vivo o espírito humano.

O poeta é aquele que enxerga o óbvio, em seu esforço heroico de olhar o mundo como se sempre o estivesse vendo pela primeira vez. E a obviedade maior é que o óbvio só pode ser expresso no mundo dos homens sob a linguagem sutil da Poesia".

O livro Os Céus de Van Gogh será lançado no bar e restaurante Canto Madalena, em São Paulo (SP), junto com os livros RedRum: Contos de Crime e Morte e A Forma da Sombra (Fernando de Abreu Barreto).

Local – Canto Madalena. Rua Medeiros Albuquerque, 471, Vila Madalena, São Paulo (SP).

Os Céus de Van Gogh está disponível na loja virtual da Caligo Editora

Link do livro Os Céus de Van Gogh no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/401894-os-ceus-de-van-gogh

Comentários

Mais lidas da semana