quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Remetente N15: Projeto do livro é financiado com sucesso no Catarse

Recentemente, divulguei aqui no blog que o projeto do livro Remetente N15 tinha alcançado a meta mínima no Catarse, plataforma de financiamento coletivo. Vocês podem imaginar a alegria dos autores ao saberem que o prazo final chegou e foram levantados 105% do valor necessário para a publicação?


Foram 50 dias de campanha, termo utilizado para descrever o período em que os idealizadores do projeto precisaram divulgar o RN15 para que ele fosse financiado. Cada projeto tem sua meta definida desde o início e o produtor pode escolher um prazo de captação que varia de 1 a 60 dias. Antes mesmo de ir ao ar, o Catarse também define que seja desenvolvido um Vídeo de Campanha (obrigatório para os projetos com meta acima de R$ 5 mil), descrição e quais serão as recompensas dos usuários que irão ajudar.

No caso do Remetente N15, quem organizou e cadastrou o projeto no Catarse foi o escritor Paulo Sérgio Moraes. Foram definidas cotas de apoio de reserva dos exemplares do livro e de apoiadores (além de garantir o livro, o usuário terá o nome no agradecimento), nos valores de R$ 30 e R$ 100, respectivamente. Com os diferenciais de que os primeiros leitores a comprarem a pré-venda da obra também receberão uma embalagem exclusiva e brindes surpresas.

Conquistamos um total de R$ 7.400 e 176 apoiadores que ajudam a tornar o projeto de literatura (http://catarse.me/pt/n15) possível. O fato de sermos 14 autores e uma desenhista ajudou bastante na hora de divulgar. Creio que se eu estivesse em um projeto solo, por exemplo, dificilmente conseguiria mobilizar tantas pessoas a contribuírem.

A todos os que ajudaram, deixo aqui o meu agradecimento especial! Vocês ajudaram a financiar a primeira publicação de alguns autores e mais um filho de outros. Para os que estão ansiosos, afinal, é normal depois de ter colaborado, Paulo Sérgio Moraes avisou que o livro entra na gráfica a partir da segunda quinzena de Janeiro de 2015.

Em algumas cidades deve acontecer o lançamento do livro, devido ao maior número de leitores e de autores que moram no mesmo lugar. As chances de ter aqui em Campo Grande (MS), no entanto, são bem difíceis. Infelizmente, não tive tantos apoiadores para organizar um evento. Aos que são meus amigos e conhecidos, devo autografar pessoalmente e dar um abraço de agradecimento!

Para quem acompanhou o andamento do Remetente N15, mas por motivos financeiros não pôde ajudar ou decidiu para ter certeza de que o livro seria publicado, o site do Paulo Sérgio Moraes será um dos canais oficiais de venda: http://www.paulosergiomoraes.com.br/

Com base na experiência dos autores do livro RN15, preparei algumas informações especiais para dar uma ajudinha.

Bônus: Dicas para quem está com projeto de livro no Catarse ou pensa em cadastrar:

1- Crie um teaser ou trailer do seu livro. É uma ótima forma de deixar os leitores instigados pelo que vem pela frente! Você pode usar a sinopse e imagens que estejam relacionadas à identidade visual do seu projeto.

2- Crie imagens de divulgação do projeto. No nosso caso, o Guilherme Olí desenvolveu diferentes banners do livro, com sinopse, sem sinopse, grandes, médios e pequenos, além de uma faixa para colocar nas fotos dos perfis das redes sociais.

3- Divulgue alguns trechos do livro. Você pode divulgar em forma de texto ou criar imagens com os trechos para divulgação nas mídias sociais (Facebook, Twitter, Blog, Google Plus, Instagram e por aí vai...). No caso do Remetente N15, como são 14 autores, foi selecionado um trecho de cada um, com a respectiva foto de quem escreveu. Novamente, é importante manter a identidade visual.

4- Divulgue o projeto em diferentes veículos de comunicação. Você pode escrever um release e enviá-lo para jornais, colunistas e blogueiros (blogs de literatura e cultura). Toda ajuda é bem-vinda! Não espere que as pessoas vão se interessar e divulgar por vontade própria, às vezes, é preciso um empurrãozinho. Conseguir entrevistas com os autores também é uma boa (Entrevistei o Guilherme Olí). O Heller de Paula, por exemplo, criou uma página especial sobre o livro no blog dele, com mais recursos visuais e interativos do que os disponíveis no Catarse.

5- Explore as vantagens de cada rede social, mas saiba que elas também têm suas limitações. Por exemplo, se você tem página no Facebook (fan page), leve em conta que o alcance orgânico está limitado. Muitas vezes vale a pena divulgar no perfil pessoal. Explore os grupos e comunidades das redes sociais, hashtags, enfim, meios alternativos que estejam relacionados ao seu livro. Não se esqueça de conferir as regras de cada grupo, antes de sair publicando e ficar queimado. Se você é autor e blogueiro, há grupos voltados para divulgação de escritores, livros e blogs literários. Pode acontecer de seus colegas não verem suas postagens sobre o projeto, devido ao volume de informações no feed. Uma boa estratégia é conversar via inbox ou até mesmo ao vivo, para explicar melhor como funciona e sobre o que se trata o livro.

6- Tente conseguir patrocínio de empresas. Elabore um documento explicando sobre o projeto e onde seria divulgada a logomarca da apoiadora.


7- Descubra outros projetos no Catarse, se possível apoie e descubra que estratégias eles utilizaram para conseguir o financiamento.

8- Leia todas as dicas deixadas pelo Catarse. No site da ferramenta de financiamento coletivo estão disponíveis diversos artigos com dicas para que o seu projeto seja bem-sucedido.

O que não fizemos, poderia ter sido feito e você pode fazer:

1- Divulgação de trechos, sinopse e apresentação do projeto no formato de áudio. Tente conseguir divulgação nas rádios tradicionais, online e universitárias.

2- Transmitir ao vivo o lançamento do projeto no Catarse. A ideia de ter vários autores e de cidades diferentes dificultaria um pouco a ideia. O Hangout do Google Plus é uma boa alternativa, entre outras plataformas que permitem o serviço de vídeo-chamada. O que nós fizemos? Todos os autores trocaram as imagens de perfis no horário combinado e divulgamos o link no mesmo horário. Antes da divulgação do projeto, foi combinado que os escritores manteriam segredo.

3- Criar infográficos para ficar mais claro ao possível apoiador como será gasto o dinheiro arrecadado. Se o seu projeto é de um livro, você pode detalhar em valores e porcentagens qual será a estimativa de custo de cada processo: Revisão final de texto, Catalogação e ISBN, Desenvolvimento da arte da capa, Diagramação, Impressão e Operação de Envio dos Livros.

Confira 5 artigos do Catarse com informações que podem ser úteis:

6 dicas para divulgar sua campanha de financiamento coletivo no Facebook

Diretrizes para a criação de projetos

Quais são todos os passos envolvidos em uma campanha no Catarse?

Promovendo seu projeto

Como eu sei se meu projeto está caminhando bem?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram