Pular para o conteúdo principal

Destaques

Antraz: Documentário da Netflix revela investigações feitas pelo FBI durante anos

Um pouco após os atentados terroristas contra as torres gêmeas, em Nova Iorque, Estados Unidos, no 11 de setembro de 2001, uma ameaça de antraz colocou as autoridades, como o FBI em alerta, e espalhou pânico nos norte-americanos devido à facilidade de se espalhar sem as pessoas saberem.  Dirigido e roteirizado por Dan Krauss e produzido pela Netflix e pela BBC, 21 anos após o ataque e o primeiro caso de circulação do antraz, o documentário Antraz: EUA Sob Ataque (The Anthrax Attacks) leva o telespectador para as investigações do FBI que duraram anos. O que a princípio foi alvo de muita pressão para a solução do caso, principalmente pelo medo dos norte-americanos do esporo da bactéria continuar se espalhando pelas cartas e fazendo mais pessoas adoecerem e/ou morrerem, logo foi caindo no esquecimento conforme as investigações desenrolavam fora dos holofotes.  Com a proximidade do caso do ataque às torres gêmeas, à primeira vista, o pânico generalizado fez com quem os norte-americanos

Chegaram os Livros da Editora Empíreo – Parceira do Blog!

Chegaram nesta quarta-feira, 06 de maio, os livros enviados pela Editora Empíreo para o Blog do Ben Oliveira: Zon: O Rei do Nada, do Andrei Simões e Lupe Vasconcelos e Sete Cabeças, do Bruno Godoi. As cortesias são fruto da parceria por meio da qual eu vou ler e resenhar o livro para vocês, leitores.


Para quem gosta de conhecer novos livros de ficção publicados no Brasil, ficam aqui mais duas opções de leitura. Zon traz um tom de literatura fantástica, enquanto Sete Cabeças puxa mais para a literatura policial e sobrenatural. Imagina a minha vontade de começar a ler os livros?

Confira as sinopses dos livros:

Zon: O Rei do Nada – Como seria reinar sobre absolutamente nada? Zon é um invasor de mentes. Para viver, ele precisa entregar na consciência das pessoas e destruir suas crenças antigas. Assim, abre espaço para que ele mesmo as substitua e se torne a grande divindade do universo. 

Porém, quando descobre que existem outras forças trabalhando em sua própria mente, um paradoxo se revela e ele já não tem certeza de que conseguirá dominar a realidade com tanta rapidez, principalmente quando percebe que, ao construir novas crenças, também está destruindo a si mesmo.

Leia Zon – O Rei do nada e embarque numa aventura onde verdade e mentira, realidade e ficção se misturam, e o resultado fará até o mais calmo leitor estremecer diante de profundas descobertas.

Sete Cabeças – A vida pode ser apenas um borrão de tinta. Um corpo inerte no chão do banheiro de um restaurante intriga o experiente detetive Anton Levey. A cena não é nova para ele. Ainda assim, algo parece não fazer sentido quando estranhos sinais começam a surgir. Para solucionar o mistério, o detetive precisará enfrentar pesadelos que jamais imaginou.

Num frigorífico, reféns lutam para sobreviver. Três desconhecidos – um professor, um açougueiro e um detetive – despertam num lugar estranho, sem saber como chegaram ali. Para encontrarem uma saída, precisam resolver enigmas, muitas vezes mortais. Cada etapa passada revela mais sobre a verdadeira natureza do jogo e de seus participantes.

Conseguirão sobreviver? O que há em comum entre Anton Levey e os três desconhecidos? Sangue inocente foi derramado e agora não há mais volta. Seguir em frente á única opção, mas qual caminho seguir? A Luz? As Trevas? Aceitar as conseqüências das decisões tomadas é o que resta para os personagens desse suspense de tirar o fôlego.

Ficou curioso? Difícil não ficar depois de ler essas sinopses... Quer comprar os livros? Zon – O Rei do Nada e Sete Cabeças podem ser comprados através do site da Editora Empíreo

*Peço desculpas pelo menor número de postagens aqui no blog. Estou numa correria! Fim de semana passada foi gasto inteiramente fazendo a análise do conto Tlön, Uqbar, Orbis Tertius do escritor argentino Jorge Luis Borges, um trabalho da disciplina de Teoria da Literatura I – por ser a primeira atividade de análise literária, foi preciso muitas leituras para poder entender a essência do escritor... Tive que ler outros contos e textos do Borges (O Rouxinol de Keats, A Forma da Espada, Aproximação a Almotásim, As Ruínas Circulares, A loteria em Babilônia, Tema do traidor e do herói bem como trabalhos acadêmicos, artigos e entrevistas. No final, foi bem produtivo!

**Estou lendo no momento o livro A Hora da Tormenta, do escritor Luis Maldonalle. Infelizmente, a falta de tempo não está me deixando terminar logo. Toda semana tenho muitas leituras teóricas para fazer, a desta vez é Linguística (Saussure). E no sábado tenho aula de inglês. Legal, né? Domingo acaba sendo o dia para ler as leituras obrigatórias para a próxima semana... Letras tem me consumido.

***Estou participando de um grupo de estudos literários. Tem sido muito prazeroso e interessante poder conversar com outros alunos sobre literatura, sob orientação de uma professora maravilhosa! Ou seja, mais leituras paralelas... Acreditem, mesmo com toda a fadiga mental, está sendo ótimo. Também não ando tendo tempo para escrever. Aos poucos vou ajeitando as coisas. Em breve devo iniciar a leitura do livro Os Ratos, romance do escritor Dyonélio Machado. Um dos livros lidos no grupo de discussão foi O Que É Herói, do Martin Cezar Feijó, cuja resenha foi publicada aqui no blog!

Comentários

  1. Que livros interessantes! É sempre bom descobrir que na literatura nacional há coisas boas :D
    A minha fila de livros esperando para serem lidos está enorme mas espero poder ler esses que você citou também.
    Beeju!
    Maricando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marianna! Muito obrigado por sua visita. Também adoro conhecer novos livros nacionais. Creio que nosso mercado editorial está crescendo e possibilitando a entrada de novos autores. Já em relação ao gosto literário e/ou qualidade, tudo é muito subjetivo. Não dá para generalizar e dizer que tudo é ruim ou bom, como muitos blogueiros, críticos e leitores fazem. Estou muito curioso para começar a ler, mas estou naquela correria!
      Beijos

      Excluir
  2. Legal ver brasileiros escrevendo meus gêneros favoritos, e que sinopses hein. Quanto à sua rotina de estudos, só de ler já cansa. Mas se tem o lado exaustivo, tem também o prazer de se enriquecer mergulhando na literatura. E obrigado por se preocupar com seus leitores e compartilhar conosco sua rotina de estudos, suas leituras e os livros de parceria. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ronaldo! Nem me fale... Estou muito cansado. O pior de tudo é que não posso diminuir esse ritmo ou fico para trás... De qualquer forma, aprender mais sobre Literatura e Linguagem vai acrescentar muito na minha formação como escritor, leitor e blogueiro-resenhista.
      Grato pela sua visita! Prometo não deixar o blog morrer. E, ah, como sempre... Parabéns pelo seu blog! Sempre que tenho uns minutinhos, dou uma passadinha lá. Estou louco para ler Escuridão Total Sem Estrelas, do Stephen King!!

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana