Pular para o conteúdo principal

Destaques

Coronavírus e Saúde Pública: O momento não pede negação nem omissão | Ben Oliveira

Me tirar do sério não é fácil. Tenho mais de 8 anos de prática de yoga e uma paciência quase infinita. Mas quando se trata do que tem acontecido nos últimos tempos, impossível seria me silenciar.


Para começar: muitas pessoas religiosas e espiritualizadas acham erradamente que cultivar a não-violência é se silenciar diante do caos que esse DesPresidente tem causado. Não poderiam estar mais errados, afinal, ser omisso à violência é uma forma de aumentá-la.

O momento não pede negação nem omissão. Os brasileiros elegeram um homem sem empatia, que sempre se demonstrou ser frio, manipulador e ignorante.

Sim, ele é um reflexo de muitos que não tiveram acesso à educação ou desprezam a intelectualidade, mas é também alguém que não está colocando só a própria vida em perigo, mas de milhares de brasileiros ao ignorar as recomendações de saúde, protocolos de pesquisas com medicamentos e conhecimentos BÁSICOS de saúde: qualquer pessoa que tenha um conhecimento raso de biologia, química e estatísti…

Trilogia do Desejo: Dose tripla de Roberto Muniz Dias em pré-venda

O escritor Roberto Muniz Dias reuniu seus três primeiros romances em Trilogia do Desejo (Adeus a Aleto, Um Buquê Improvisado e Urânios), livro que está em pré-venda e será publicado pela Metanoia Editora.


Os personagens, na maioria sem nomes, juntam-se nestas histórias que os unem pela descrição psicológica repetida nos três romances. O fio condutor desta pisque plural é o desejo; o desejo pela vida, pelo sexo, pela descoberta, pela entrega.

As histórias compõem o que se chama de um romance de formação (Bildungsroman): um homem se transforma físico, moral, psicológica, estética e socialmente durante sua própria trajetória. Os protagonistas são pessoas perturbadas por uma justificativa de seu desejo seja na boemia, na monogamia ou na permissão da reinvenção.

Nesta trilogia ADEUS A ALETO, UM BUQUÊ IMPROVISADO e URÂNIOS subsistem numa tentativa de se criar um espaço físico para os personagens psicológicos de Roberto Muniz Dias. O leitor vai atravessar a mente de uma personagem ávida por conhecer a si mesmo, tanto faz o que a construiu no passado ou o que a espera no futuro. A leitura carregará o leitor até certo momento, depois vai soltá-lo no meio da jornada inventada para se desvirtuar. O encontro com certa compreensão vem nas imagens que o leitor vai fazendo de si mesmo e do inexorável Outro.

Trilogia do Desejo está disponível para pré-venda no site da Metanoia Editora

Ficou curioso? Leia mais sobre o autor e seus livros:

Resenha: Adeus a Aleto – Roberto Muniz Dias 

Resenha: Um Buquê Improvisado – Roberto Muniz Dias 

Resenha: Urânios – Roberto Muniz Dias  

Entrevista: Roberto Muniz Dias fala sobre sua escrita intuitiva, estilo reflexivo e livros publicados 

Comentários