Pular para o conteúdo principal

Destaques

My Shy Boss: Série de drama sul-coreano tem protagonista com fobia social e segredos

My Shy Boss (Introverted Boss/Naesungjukin Boseu/내성적인 보스) é uma série de drama romântico sul-coreano sobre a relação entre um chefe de uma empresa de Relações Públicas e uma jovem atriz extrovertida tentando descobrir a verdade sobre um acontecimento do passado que envolveu sua irmã. Lançada em 2017, a série da tvN (canal de televisão da Coreia do Sul) está disponível na Netflix Brasil por tempo indeterminado. Para quem sente falta de ver personagens com dificuldades de comunicação e interação em seriados, My Shy Boss tem Eun Hwan-ki (Yeon Woo-Jin) , um protagonista que evita o máximo possível falar com os funcionários de sua empresa, de forma que gera estranhamento nos outros. Sempre com seu casaco preto de capuz, sua timidez chama a atenção de forma negativa por onde passa. Até se acostumar com o personagem principal, fica difícil compreender alguns dos seus comportamentos. Se é contraditório para os próprios funcionários, para a família dele e até mesmo para alguns clientes insat

Blogs sobre Livros e o Interesse pela Leitura no Brasil

Nos últimos anos, houve um boom de blogs literários no Brasil. As resenhas de livros, que antes eram presentes somente nos jornais, revistas e publicações acadêmicas sobre literatura, conquistaram espaço na internet.


Resenhas de livros influenciam o consumo


Leitores de diferentes idades, níveis de escolaridade e áreas de atuação profissional compartilham suas opiniões sobre suas leituras, recomendando clássicos da literatura e contemporâneos, autores estreantes e best-sellers, autores independentes e autores publicados por editoras e obras literárias publicadas por pequenas, médias e grandes editoras, além de ebooks disponibilizados em diversas plataformas, como o KDP da Amazon e Wattpad – as duas que mais estão se destacando recentemente.

A mais recente edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil (2015) perguntou aos entrevistados se os blogs os influenciaram na escolha de um livro. Segundo a pesquisa, os blogs tiveram menos de 1% das menções. Por outro lado, as redes sociais tiveram 2%, críticas e resenhas 5% e dicas de outras pessoas 11%.

Me pergunto se os blogueiros de literatura não se enquadrariam também nesses outros números, afinal, quem tem um blog sobre livros não se limita ao próprio espaço para falar sobre suas leituras, mas acaba levando as discussões para o dia-a-dia, para seus perfis nas diversas mídias sociais, como Skoob  e GoodReads, essas duas voltadas especificamente para amantes dos livros – autores e leitores –, além de outras bastante usadas pelos usuários do Brasil, como Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat, Pinterest, Tumblr e Google Plus.

Confira: Skoob e sua ferramenta para reunir vídeos sobre livros

O tema do livro é o principal fator que influenciou na escolha de um livro para compra (55%), segundo os entrevistados pela pesquisa. As recomendações em sites especializados, blogs ou redes sociais influenciaram 3% dos leitores na hora de comprar um livro, porém eu me pergunto quantos dessas pessoas que responderam não tiveram que marcar só uma opção e optaram por marcar críticas ou resenhas (4%) e recomendações de amigos ou familiares (20%), e essas não vieram de blogueiros. Não dá para ignorar esses números e por mais que não sejam altos, quando se trata da leitura no Brasil, as transformações são bem-vindas, principalmente quando mais pessoas passam a se interessar por livros que talvez por conta própria ou pelos meios tradicionais não atrairia tanta atenção.

Os blogs literários acabam servindo não só para a leitura de resenhas, mas também de entrevistas com autores, divulgação de informações sobre lançamentos, trechos de livros, listas de livros de acordo com temáticas, além de ajudar a aprofundar o conhecimento sobre temas relacionados à literatura.


Segundo a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, as atividades relacionadas à leitura realizadas na internet são:


  • 52% – Ler notícias e informações em geral
  • 35% – Estudar, fazer trabalho escolar ou pesquisar temas escolares
  • 32% – Aprofundar conhecimento sobre os temas do seu interesse
  • 19% – Compartilhar em blogs, fóruns ou nas redes sociais sobre literatura, temas de livros, autores, trechos de livros etc
  • 16% – Ler jornais
  • 15% – Ler livros
  • 13% – Buscar informações sobre literatura, temas de livros, autores, trechos de livros, editoras, lançamentos
  • 11% – Ler revistas
  • 8% – Escrever em blogs, fóruns ou nas redes sociais sobre literatura, temas de livros, autores, trechos de livros etc
  • 2% – Participar de elaboração de histórias coletivas, como Fanfic, por exemplo
  • 6% – Não respondeu

Os blogs literários são ótimas ferramentas para ajudar na difusão da leitura no Brasil, contribuindo para que mais pessoas conheçam diferentes livros, escritores e encontrarem informações suficientes, antes de decidirem pela compra. Independente da quantidade de leitores que um blog sobre literatura tem, cada leitor que ele consegue tocar faz toda diferença, especialmente, para todos nós que lutamos por um país e um mundo com mais pessoas que apreciam os livros.

E você, tem o hábito de comprar livros recomendados por blogueiros literários? Acredita que os blogs ajudam a estimular a leitura? Comente sua opinião!

Comentários

  1. Super concordo. Quanto mais as pessoas falarem sobre livros mais chance de despertar o interesse pela leitura. E uma vez plantada a sementinha... :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marinéia! Muito obrigado por compartilhar sua opinião.
      Vamos torcer para que mais pessoas se interessem pela leitura.
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana