Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Candyman – Clive Barker

Um presente para os leitores de Clive Barker, assim é a edição para colecionadores de Candyman, publicada pela editora DarkSide Books, em janeiro de 2019, com tradução de Eduardo Alves e posfácio de Carlos Primati.


Encontre o livro Candyman (Clive Barker): https://amzn.to/2ZdA32y

Candyman (The Forbidden) é um conto, portanto a leitura é enxuta, mas envolvente, e transporta o leitor para o clima de lendas urbanas. Embora já não sejam mais comuns na tradição oral e tenham ganhado o ambiente virtual, histórias sobre acontecimentos assustadores e questionáveis fazem parte da existência humana.

Com uma atmosfera sombria e mais urbana, Clive Barker leva o leitor ao gueto, onde a violência e a criminalidade por si só já contrastam com a realidade de outros bairros da cidade e acabam tão banalizadas que a história faz a personagem principal, Helen, se interessar pelo caso contado por uma das moradoras.

“E as histórias que contaram para ela – seriam confissões de crimes não cometidos, relatos do …

Lançamento: Confissões do Crematório – Caitlin Doughty

O livro Confissões do Crematório: Lições para toda a vida (Smoke Gets in Your Eyes: And Other Lessons from the Crematory) é um dos lançamentos da DarkSide Books para julho de 2016. A obra de não ficção foi escrita pela agente funerária, escritora e youtube Caitlin Doughty, de 256 páginas, e foi traduzida do inglês para o português por Regiane Winarksi.


“Uma menina nunca esquece seu primeiro cadáver” – Caitlin Doughty


Saiba mais sobre o livro Confissões do Crematório, de Caitlin Doughty:


É a única certeza da vida. Então, por que evitamos tanto falar sobre ela? A morte é inevitável, sentimos muito. Mas pelo menos, como descobriu Caitlin Doughty, ficar a sete palmos do chão ainda é uma opção.

Ainda jovem, Caitlin conseguiu emprego em um crematório na Califórnia e aprendeu muito mais do que imaginava barbeando cadáveres e preparando corpos para a incineração. A exposição constante à morte mudou completamente sua forma de encarar a vida e a levou a escrever um livro diferente de tudo o que você já leu sobre o assunto.

Confissões do Crematório reúne histórias reais do dia a dia de uma casa funerária, inúmeras curiosidades e fatos históricos, mitológicos e filosóficos. Tudo, é claro, com uma boa dose de humor. Enquanto varre as cinzas das máquinas de incineração ou explica com o que um crânio em chamas se parece, ela desmistifica a morte para si e para seus leitores.

O livro de Caitlin – criadora da websérie Ask a Mortician – levanta a cortina preta que nos separa dos bastidores dos funerais e nos faz refletir sobre a vida e a morte de maneira honesta, inteligente e despretensiosa – exatamente como deve ser. Como a autora ressalta na nota que abre o livro, “a ignorância não é uma benção, é apenas uma forma profunda de terror”.

O título é a primeira obra de não ficção a integrar a coleção DarkLove, a linha especial da DarkSide® Books para corações valentes. Sua escrita divertida e realista será muito bem representada na edição em capa dura que chegará às mãos dos leitores brasileiros em julho de 2016.

“As memórias sinceras, hilariantes e transformadoras de Caitlin são leitura obrigatória para todos aqueles que planejam morrer.” — KATHARINE FRONK, BOOKLIST 

“Um livro forte e mórbido como esse poderia facilmente enredar seus leitores em tristeza e dor, mas Caitlin Doughty – uma confiável guia através do repulsivo e impressionante mundo da morte – nos mantém rindo.” — RACHEL LUBITZ,WASHINGTON POST 

“Divertido e instigante.” JULIA JENKINS, SHELF AWARENESS 


“Relatos diabolicamente engraçados.” — O MAGAZINE 

Sobre a autora

Caitlin Doughty é agente funerária, escritora e mantém um canal no YouTube onde fala com bom humor sobre a morte e as práticas da indústria funerária. É criadora da websérie Ask a Mortician, fundadora do grupo The Order of the Good Death (que une profissionais, acadêmicos e artistas para falar sobre a mortalidade) e também autora de Confissões do Crematório. Saiba mais em orderofthegooddeath.com.

Sobre a tradutora


Regiane Winarski é tradutora há 7 anos, mas nem antes disso era muito normal. As vozes sempre disseram que devia trabalhar com algo que envolvesse escrita e inglês, mas ela foi teimosa e tentou ser engenheira química. O bom-senso veio, e foi estudar Produção Editorial na ECO-UFRJ, mas a teimosia permaneceu, e deu aula de inglês por 10 anos antes de aceitar que a verdadeira felicidade estava nos livros. É leitora compulsiva desde que se entende por gente, mas se encontrou de verdade em um conto de Stephen King aos 13 anos. Atualmente, vive feliz traduzindo full-time e fazendo bolos nas horas vagas.

Adicione o livro à sua estante do Skoob!

Ficou curioso para ler Confissões do Crematório? Comente!

Comentários

  1. olá, adorei o post... esse com certeza está na minha lista de leitura!
    Beijos, Jana!

    Blog Eu Li nas EntreLinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jana!
      Muito obrigado pela visita.
      Gratidão. Fico feliz que tenha se interessado.
      Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana