Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Good Detective: Série coreana policial sobre antigo caso e a busca pela verdade

The Good Detective é uma série coreana policial que aborda um caso antigo, cujo julgamento levou à sentença de condenação de morte do acusado. Um detetive novato no departamento e um veterano se juntam para descobrir se aconteceram falhas nas investigações policiais. A série está disponível na Netflix . Com 16 episódios em sua primeira temporada, três personagens se destacam: o detetive que participou da investigação do caso, Kang Do Chang (Son Hyeon-ju) , o jovem detetive Oh Ji Hyuk (Seung-jo Jang) e a jornalista investigativa Jin Seo Kyung (Elliya Le) . Quando um novo caso de um suposto assassino confesso da filha do homem condenado ganha a atenção da mídia, muitas dúvidas pairam no ar sobre as motivações e os possíveis envolvidos, fazendo com que os detetives discretamente se aprofundassem nas investigações, mesmo sabendo que poderiam prejudicar as próprias carreiras. Kang é movido pela consciência pesada de ter sido parte do caso do condenado possivelmente inocente sofrer pena de

Lançamento: Uma Breve História dos Zumbis – Eliel Barberino

Os mortos-vivos estão presentes em várias narrativas e continuam despertando o interesse das pessoas. Após a publicação do livro A Era dos Mortos-Vivos, o estudioso da temática, Eliel Barberino aposta em mais uma obra sobre o assunto: Uma Breve História dos Zumbis, lançada pela Mésmer Edições, neste outubro de 2017. Aproveita o clima de Halloween e vem conhecer um pouco mais sobre o lançamento.


Confira a sinopse do livro Uma Breve História dos Zumbis:


Os Zumbis hoje em dia são os queridinhos da mídia. Estrelam não somente filmes, mas games, séries, quadrinhos e estão até mesmo presentes em cursos universitários. O especialista em zumbis Eliel Barberino nos apresenta o monstro como um fenômeno cultural amplo, que abrange não somente o campo da arte ficcional, mas que se estende até à psicologia, à antropologia e mesmo à religião - remetendo necessariamente à mitologia. Nessa obra, as origens dessas criaturas serão buscadas muito além do folclore haitiano e dos filmes de Hollywood. A tese principal do livro é que o zumbi com sua cosmologia do apocalipse é um remanescente dos mitos tradicionais numa sociedade secularizada. O autor num trabalho original e instigante, investiga a História dos mortos-vivos desde a Antiguidade aos dias atuais, tentando entender como esse fenômeno folclórico e psicológico característico das comunidades humanas – nosso medo dos mortos e nossa reflexão sobre nossa extinção – veio desembocar nos mortos-vivos modernos.

Sobre o autor – Eliel Barberino nasceu no Rio de Janeiro em 1983. Estudou Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pesquisador independente e entusiasta, tem se destacado como um dos principais especialistas em Zumbiologia. Publicou em 2016 a obra A Era dos Mortos-Vivos: zumbis, mito, modernidade (Cultura em Letras Edições). O livro é uma análise filosófica do zumbi como fenômeno cultural, que apresenta a questão do Apocalipse zumbi como metáfora das crises do mundo moderno. Eliel Barberino nasceu no Rio de Janeiro em 1983. Estudou Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pesquisador independente e entusiasta, tem se destacado como um dos principais especialistas em Zumbiologia. Publicou em 2016 a obra A Era dos Mortos-Vivos: zumbis, mito, modernidade. O livro é uma análise filosófica do zumbi como fenômeno cultural, que apresenta a questão do Apocalipse zumbi como metáfora das crises do mundo moderno.

Relembre a entrevista publicada aqui no blog: Eliel Barberino, seu livro e zumbis como fenômeno cultural 

O livro pode ser encontrado no site da Mésmer Edições.

Comentários

Mais lidas da semana