Pular para o conteúdo principal

Destaques

Diversidade Invisível: Assista a palestra com autista diagnosticada aos 35 anos

Nos últimos anos, houve um aumento da disseminação de informações sobre autismo na internet. Embora a visão de profissionais da saúde seja importante, muitos autistas têm contado o seu lado da história. Na palestra Invisible Diversity, a redatora freelancer e vlogger Carrie Beckwith-Fellows compartilha sua história de como foi diagnosticada aos 35 anos e de como isso a possibilitou enxergar a vida através de uma nova perspectiva.


Carrie conta sobre os inúmeros diagnósticos errados que recebeu ao longo da vida. Para quem não sabe. além de ser difícil encontrar profissionais que entendam de autismo em muitos países, como alguns autistas aprendem a mascarar seus traços autísticos ao longo da vida, ainda é complicado para algumas pessoas reconheceram que estão no espectro autista e/ou encontrar quem possa fechar o diagnóstico formal.

“Existe um grupo de pessoas de voz única, cuja grande diversidade está tão bem escondida que é invisível, mesmo para elas mesmas [...] As pessoas autistas vee…

Filme de Todo Dia e lançamento do terceiro livro da trilogia do David Levithan

2018 está com duas novidades boas para quem gostou do livro Todo Dia (Every Day), do David Levithan. A primeira é a de que a adaptação para filme deve ser lançada nos cinemas de alguns países a partir do dia 21 de fevereiro de 2018, embora não haja previsão se chegará aos cinemas do Brasil – estamos na torcida de que sim, ou que pelo menos seja lançado em algum serviço de streaming de vídeo (Oi, Netflix Brasil!).

E uma das mais esperadas: o terceiro livro da trilogia ganhou uma data de lançamento nos Estados Unidos. Someday (Algum Dia) chegará às livrarias no dia 2 de outubro de 2018. Ainda não tenho informações de quando a tradução do livro será lançada por aqui, mas deve ser lançada pela Galera Record (Grupo Editorial Record).


Para quem ainda não leu os dois primeiros livros da trilogia, os dois foram indicados aqui no blog e também no meu canal do YouTube. Assim que soube que o livro seria adaptado para o cinema, eu tinha anunciado aqui no blog e também tinha dado uma previsão de quando sairia o terceiro livro.



A versão original do livro Someday já está em pré-venda na Amazon norte-americana: https://www.amazon.com/Someday-David-Levithan/dp/0399553053/


Assista ao trailer de Todo Dia, do David Levithan:




Nos Estados Unidos, o livro Every Day ganhou uma edição paperback com a capa do filme. Todo Dia foi dirigido por Michael Sucsy e com adaptação de roteiro por Jesse Andrews, conta com as participações de Angourie Rice, Justice Smith e Debby Ryan no elenco.

Todo Dia tem uma mensagem poderosa, especialmente em tempos de intolerância. Torço para que o filme faça muito sucesso e que mais pessoas comprem os livros da trilogia. Quem é que nunca parou para pensar em como seria viver a vida do outro? Se nos atraímos pela alma ou pelo corpo?

David Levithan explora de forma divertida e reflexiva em seu livro e imagino que adaptar a história para o audiovisual seja um desafio e tanto, até porque grande parte da magia de Every Day está em nossas capacidades de imaginar A acordando em um corpo diferente todos os dias e sabendo que independente do hospedeiro, por dentro, ele/ela permanece com a mesma essência.

Veja também:





Confira a tradução da sinopse de Someday:


Todos os dias um novo corpo. Todos os dias, uma nova vida. Todos os dias, uma nova escolha.

Desde que A consegue se lembrar, a vida significou acordar no corpo de uma pessoa diferente todos os dias, forçada a viver como essa pessoa até o fim do dia. A sempre pensou que não havia mais ninguém que tivesse uma vida assim.

Mas A estava errado. Há outros.

A já lutou com poderosos sentimentos de amor e solidão. Agora vem uma compreensão dos extremos que o amor e a solidão podem levar – e o que é descobrir que você não está sozinho no mundo.

Em Someday, David Levithan leva os leitores mais longe nas vidas de A, Rhiannon, Nathan, e a pessoa que eles podem pensar que conhecem o Reverendo Poole, explorando de forma mais profunda as perguntas no centro de Todo Dia e Outro Dia: O que é uma alma? E o que nos torna humanos?



Encontre os livros do David Levithan: http://amzn.to/2svVjpg


Sobre o autor – David Levithan também figurou na lista de mais vendidos do prestigiado New York Times. Editor de livros infantis, é autor, ainda, de Garoto Encontra GarotoDois Garotos Se Beijando, Todo Dia, Outro Dia e de Nick e Norah —com Rachel Cohn —, que inspirou o filme homônimo.

E aí, ficou curioso para assistir ao filme baseado no livro Todo Dia? E para ler o novo livro da trilogia? Compartilhe!

Comentários

  1. Ben, eu tenh oque cirar vergonah na car para ler ele , viu
    ahaha
    mas ja fiquei ansiosa! Vou ver se coloc de meta pra esse ano - uma boa desculpa visto que vai sair o filme!
    Ja gostei do seu blog, menino e te segui :)
    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pâm! Seja bem-vinda por aqui.
      Todo Dia é muito bom. Estou bem ansioso pelo filme e pelo último livro da trilogia. O conceito da trama é muito bom! ♥

      Excluir
  2. Estou lendo todo dia, não conhecia o autor e me interessei por ter visto o apaixonante trailer do filme, estou apaixonada por esse livro, estou lendo devagar para não acabar, rsrsrs. Acabei de descobrir q é uma trilogia, comecei ontem, adorei o vídeo, gratidão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fernanda! Todo Dia é um livro encantador. Tenho certeza de que você vai adorar. Já estou ansioso pelo terceiro livro e ansioso para o lançamento do filme aqui no Brasil. A previsão de estreia nos cinemas do Brasil é para junho.
      Abraços e gratidão pela visita!

      Excluir
  3. li os dois livros em um dia, e estou ansiosa para ler o terceiro..

    ResponderExcluir
  4. Que invejaaaa. Não acredito que tu ganhasse os livros dele!! Que sonho.Rapaz, quando eu li Todo dia eu tava passando por uma fase de "descoberta" sobre mim mesma e o livro me ajudou a quebrar muitos preconceitos e a me aceitar mais. Também achava que Outro dia seria ruim por ser repetitivo e eu tava muito curiosa pra saber o que aconteceria com A e Rhiannon, não achei um fim fim. Aí fiquei levemente frustrada quando soube que Outro dia seria a mesma história, mas quando li...David me surpreendeu mais uma vez. Adorei saber da percepção de Rhiannon, enfim entendi o que fazia com que ela permanecesse num relacionamento tão ruim e abusivo com Justin. Inclusive, me reconheci nos medos dela. Enfim...estou muito ansiosa para Someday.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana