Pular para o conteúdo principal

Destaques

Happy Old Year: Filme explora a linha tênue entre o desapego e a nostalgia

O filme tailandês Happy Old Year , de 2019, nos faz pensar sobre as relações que construímos com as coisas que guardamos ao longo da vida. Com direção e roteiro de Nawapol Thamrongrattanarit, a obra está disponível na Netflix. Chutimon Chuengcharoensukying interpreta Jean, uma mulher que deseja fazer um escritório em sua casa, mas se dá conta de que há uma pilha de objetos inutilizados pela casa. Interessada e inspirada pelo minimalismo, se dependesse só dela, ela colocaria tudo em sacos de lixo e jogaria fora, o que ela descreve como buracos negros, porém, à medida que ela coloca o seu plano em ação, Jean percebe que não será tão fácil como imaginava. Com a resistência da família a mudar, Jean encara de frente sua missão, doa em quem doer. O que deveria ser fácil e prático para ela, cuja necessidade é vista até mesmo como egoísmo, acaba se desdobrando em várias situações, fases e etapas conforme ela mergulha nas histórias, memórias e emoções que estão vinculadas aos objetos, especialm

Vídeo: Livros que ganhei do David Levithan

Nesta quarta-feira, 28 de junho, Dia Internacional do Orgulho LGBTQ, recebi um pacote de um dos meus escritores favoritos dos últimos tempos: David Levithan. Fiquei muito feliz e quis compartilhar com vocês a novidade.


Ficou curioso? Assista ao vídeo no meu canal do Youtube: 



Fiquei bastante emocionando com os presentes, principalmente com as dedicatórias. Significa bastante para mim. Quem acompanha minha jornada há anos, sabe que meus primeiros contos publicados foram de temática gay. O mercado editorial era bem fechado na época e algumas editoras brasileiras e internacionais ainda resistem na hora de publicar livros com personagens gays.

O sucesso de escritores como David Levithan é importante, pois mostra que além da mensagem importante e de dar visibilidade, também há potencial comercial. Os leitores querem narrativas com as quais possam se identificar, não somente através de personagens secundários.

Os livros que recebi:
  • You Know Me Well (David Levithan e Nina LaCour)
  • The Twelve Days of Dash & Lily (David Levithan e Rachel Cohn)
  • Another Day (David Levithan)
  • How They Met and other stories (David Levithan)

Compre os livros do David Levithan através deste link e ajude o blog a continuar crescendo: http://amzn.to/2tr5Txo

*O Blog do Ben Oliveira é associado da Amazon Brasil. A cada compra, o blog ganha um pequeno percentual do valor.

Resenhas de livros do David Levithan publicadas aqui no blog:

Recentemente indiquei o livro Todo Dia (Every Day) lá no canal do Youtube. David Levithan tem tudo a ver com esse mês do orgulho LGBTQ. Um autor que já deixou seu legado no universo das letras e veio para somar com suas histórias envolventes e tramas vão além do entretenimento e nos fazem refletir sobre a vida.


Inscreva-se e fique por dentro das novidades. Me acompanhe nas redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/benoliveira/

Twitter: https://twitter.com/Ben_Oliveira

Facebook: https://www.facebook.com/benoliveiraautor/

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e do livro de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1), disponível no Wattpad. 

Comentários

Mais lidas da semana