Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Good Detective: Série coreana policial sobre antigo caso e a busca pela verdade

The Good Detective é uma série coreana policial que aborda um caso antigo, cujo julgamento levou à sentença de condenação de morte do acusado. Um detetive novato no departamento e um veterano se juntam para descobrir se aconteceram falhas nas investigações policiais. A série está disponível na Netflix . Com 16 episódios em sua primeira temporada, três personagens se destacam: o detetive que participou da investigação do caso, Kang Do Chang (Son Hyeon-ju) , o jovem detetive Oh Ji Hyuk (Seung-jo Jang) e a jornalista investigativa Jin Seo Kyung (Elliya Le) . Quando um novo caso de um suposto assassino confesso da filha do homem condenado ganha a atenção da mídia, muitas dúvidas pairam no ar sobre as motivações e os possíveis envolvidos, fazendo com que os detetives discretamente se aprofundassem nas investigações, mesmo sabendo que poderiam prejudicar as próprias carreiras. Kang é movido pela consciência pesada de ter sido parte do caso do condenado possivelmente inocente sofrer pena de

Comunicação Integrada

A comunicação integrada é o trabalho conjunto entre as diversas áreas da comunicação para uma melhor forma de representação da instituição e ela acontece através de um planejamento. Este trabalho agregado permite que os conceitos institucionais transmitidos sejam alinhados a um mesmo propósito.

Se antigamente cada setor da comunicação trabalhava separadamente, atualmente, isto não é mais possível. Os profissionais de comunicação social: publicitários, relações públicas e jornalistas, devem atuar em conjunto, para que a mensagem tenha um amplo alcance e seja uniforme.


Comunicação integrada no cinema

No artigo: "Comunicação Integrada e novas tecnologias da informação", Adriana Machado Casali, traz um exemplo interessante de comunicação integrada utilizada no filme "A Bruxa de Blair". As estratégias de comunicação foram tão fortes que até mesmo os brasileiros começaram a comentar sobre a veracidade ou não do filme.

No Brasil, a campanha não foi tão forte quanto nos Estados Unidos, em que foram utilizadas várias mídias, como a história das lendas da cidade que estavam divulgadas em sites, a utilização de anúncios sobre os jovens desaparecidos, "inclusive em embalagens de leite longa vida".
 

Dualidade 

Mas nem toda comunicação empresarial é sempre positiva. Em diversos artigos, o jornalista Wilson da Costa Bueno, explica a importância de se comunicar fielmente com o público e cita inúmeros exemplos deploráveis em que a comunicação faz um "des-serviço" à população, como no caso da indústria tabagista, os fast-foods, a indústria de bebidas alcóolicas e a indústria farmacêutica.

A visão capitalista está tão predominante nestas empresas que mesmo causando algum prejuízo ou a morte dos consumidores, elas continuam investindo em pesquisas e na transmissão de informações que contrariem aos seus reais malefícios.

Referências

CASALI, Adriana Machado. Comunicação Integrada e novas tecnologias de informação (2002). Disponível em: http:[//www.eca.usp.br/alaic/material%20congresso%202002/congBolivia2002/trabalhos%20completos%20Bolivia%202002/GT%20%206%20%20margarida%20kunsch/Adriana%20Machado%20Casali%20-%20CO%20y%20RP.doc]. Acesso: 04 de abril de 2010.

BUENO, Wilson da Costa. A Comunicação des(integrada). Disponível em: http:[//www.comunicacaoempresarial.com.br/comunicacaoempresarial/artigos/comunicacao_corporativa/artigo2.php]

BUENO, Wilson da Costa. A comunicação cínica da indústria tabagista. Disponível em: http:[//www.comunicacaoempresarial.com.br/comunicacaoempresarial/artigos/comunicacao_corporativa/artigo1.php]

BUENO, Wilson da Costa. Comunicação Empresarial: transparência ou maquiagem? Disponível em: http:[//www.comunicacaoempresarial.com.br/comunicacaoempresarial/artigos/comunicacao_corporativa/artigo14.php]

Comentários

Mais lidas da semana