Pular para o conteúdo principal

Destaques

Criminologia, Jessica Jones e Mulher-Maravilha: Ficar do lado do agressor é sinal de perigo à sociedade – Ben Oliveira

Que dia lindo para servir Karma Coletivo para Diana, Lilith e Nêmesis ao mesmo tempo:  Resistam julgar as pessoas pela aparência. Meus 2 ex-namorados manipuladores se faziam de vítimas e todo mundo ficava ao lado deles e como eu sou porra louca, como Jessica Jones e Malévola, era injustiçado entre quatro paredes e julgado por todos ao redor. Como sou uma vaca, só há duas pessoas com a qual me importo no mundo, minhas duas chamas gêmeas, o resto é indiferente. Ainda assim... Vocês criam cada distorção cognitiva que só por Deus... É muita falta de terapia, autoconsciência, reflexão e bom senso.  Foi você que tava dentro do carro capotado? Foi você que quase morreu? Foi você que teve que recomeçar várias vezes na vida? Foi você que saiu como vilão quando a pessoa era tóxica pra cacete? Não foi. Então, boca fechada, sempre. Opinião só se dá quando é pedida. Sem falar os DELUSIONAIS que ficaram comentando: Que pena, achei que vocês iam casar. Quem quiser casar com ele, passo até o perfil KK

Freud for Beginners

Andando em Viena, Aústria, conhecendo os pontos turísticos da cidade, entrei na loja do Museu do Freud. Devido à falta de tempo não foi possível visitar o local em que Freud trabalhou e morou em grande parte da sua vida, mas foi dentro da loja cheia de souvenirs e livros sobre a vida de Freud, obras do psicanalista e outros livros da área, que comprei o livro Freud for Beginners (editora Pantheon) e aprendi de forma simples e didática sobre a vida fascinante de Freud.

Livro sobre Freud

Escrito pelo romancista canadense Richard Appignanesi e ilustrado pelo latino americano Oscar Zarate, o livro introduz o leitor à vida e descobertas revolucionárias do 'pai da Psicanálise', Sigmund Freud.

Originalmente publicado em 1979, por meio de ilustrações e texto, o livro narra desde a infância do psicanalista e o relacionamento com sua família, a formação médica de Freud, que queria ser um cientista, não um doutor, os conceitos e pesquisas realizadas, casos interessantes acompanhados e estudados, até a morte dele em 1939, aos 83 anos de idade, por causa da piora do seu câncer bucal.

O livro não substituiu a necessidade de andar pela casa e observar onde o psicanalista viveu com a família por cerca de 50 anos e escreveu suas obras, mas de forma prazerosa preencheu o vazio superficial e a escuridão que habitavam em minha mente sobre um revolucionário que deveria ser conhecido por todos, não somente estudantes e profissionais da área. Fica a dica de leitura.

Leia também:

Contribuições de Freud para a Cultura Ocidental

Documentário relata vida e descobertas de Sigmund Freud

Resenha - A Lógica da Emoção

Resenha Eros e Civilização - Herbert Marcuse

Comentários

Mais lidas da semana