Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autísticos: Reclame para quem se importa

Vez ou outra, eu recebo reclamações na página da Autísticos de pessoas querendo dizer o que eu posso postar ou não.

Desde o início, eu já deixei DEZENAS de indicações de livros e artigos por aqui. Muita gente não lê por preguiça. Alguns porque os livros não são acessíveis. Também deixei dezenas de avisos, é só procurar.


Porém, aos que só sabem reclamar, um aviso: Eu não me importo. O choro é livre nessa página.

"Achei que fosse uma página de autismo, não sobre LGBT/política/outros assuntos".

Que pena, querida. Eu falo do que quiser aqui. Quer reclamar? Procure quem se importa e, quem sabe, um psicólogo.

Tem um aviso fixado na página inicial. Aos que incomodam muito, eu uso o botão de banir sem dó.

Aos coleguinhas que tentam jogar comigo, um aviso: leia meus vários posts sobre hiperfocos em comportamento. Eu percebo todos movimentos de manipulação do mundo do autismo e me divirto. Cada lado tentando empurrar suas pautas.

Avisei algumas vezes e muita gente não viu: Antes de ten…

White Hat e Black Hat - SEO

Você sabe o que é White Hat e Black Hat? Na aula 8 do Curso de SEO, da #OpenSEO, ministrada por Diego Ivo, da Agencia Conversion, ele explica quais são as principais técnicas utilizadas para atrair usuários para os sites e conseguir melhor posição no Google, distinguindo quais podem ser usadas e quais podem gerar punição.

Segundo Diego Ivo, White Hat é quem segue todas as diretrizes do Google, já o Black Hat é quem tenta manipular os algoritmos do buscador. Ou seja, o ministrante do curso de SEO ensina que é preciso tomar cuidado, pois o usuário pode estar fazendo estratégicas, sem saber suas consequências e ser punido.

Para entender o que é White Hat, Diego Ivo recomenda que os usuários tenham conhecimento das Diretrizes de Qualidade do Google. Fazer algo para melhorar a posição e interação com os visitantes, para isto é preciso entender o usuário. "Fazem bem intencionado o que é melhor para o usuário", Diego Ivo define o White Hat.

Entre os conteúdos da aula estão:

SEO White Hat: Diretrizes de Qualidade; Intenção; Entender Usuário; Produção de Conteúdo; Fazer o melhor site; Ser inovador.

SEO Black Hat: Texto Escondido; Link Escondido; Keyword Stuffing; Doorway Pages; Cloaking; Cópia de Conteúdo; Plágio Parcial; Textos Gerados; Link Farms; Troca de Links; Links Recíprocos; Compra de Links sem nofollow; Publieditoriais sem nofollow; Links com Redirect 301; Submissão Automática; SPAM em Fórum; SPAM em Posts; Link-bait SPAM; Infográfico SPAM; Robot CTR; Perfis falsos.

Confira a aula 8 do Curso de SEO - SEO White Hat vs Black Hat


Veja também:

Curso de SEO - Cauda Longa e Pesquisa de Palavras-chave

Curso online gratuito de SEO

Link Building - Curso de SEO

Comentários

  1. Acho que o google simplesmente nem pontua.. na minha visão o google enxerga basicamente como se fosse uma sociedade de sites, igual a das pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bruno!
      Há uma série de sistemas que o Google usa para avaliar o site. A cada ano ou semestre (não há algo fixo), os códigos são alterados, levando aos profissionais de marketing, blogueiros, donos de sites e lojas virtuais a ficarem atentos às novidades. Pode ter certeza de que existe, sim, monitoramento por parte deles. Talvez pelo excesso de domínios, não seja tão rápida essa varredura.
      Obrigado pela visita e pelo comentário! Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana