Pular para o conteúdo principal

Destaques

Happy Old Year: Filme explora a linha tênue entre o desapego e a nostalgia

O filme tailandês Happy Old Year , de 2019, nos faz pensar sobre as relações que construímos com as coisas que guardamos ao longo da vida. Com direção e roteiro de Nawapol Thamrongrattanarit, a obra está disponível na Netflix. Chutimon Chuengcharoensukying interpreta Jean, uma mulher que deseja fazer um escritório em sua casa, mas se dá conta de que há uma pilha de objetos inutilizados pela casa. Interessada e inspirada pelo minimalismo, se dependesse só dela, ela colocaria tudo em sacos de lixo e jogaria fora, o que ela descreve como buracos negros, porém, à medida que ela coloca o seu plano em ação, Jean percebe que não será tão fácil como imaginava. Com a resistência da família a mudar, Jean encara de frente sua missão, doa em quem doer. O que deveria ser fácil e prático para ela, cuja necessidade é vista até mesmo como egoísmo, acaba se desdobrando em várias situações, fases e etapas conforme ela mergulha nas histórias, memórias e emoções que estão vinculadas aos objetos, especialm

As aventuras do escritor Tales Gubes em São Paulo

Quem é que nunca desejou mudar de cidade e correr atrás dos seus sonhos? O escritor Tales Gubes desejou e está realizando. Recentemente, ele deixou sua vida em Goiânia para morar na Selva de Pedras brasileira, também conhecida como São Paulo.

Escritor Tales Gubes. Foto: Reprodução.
No blog do escritor Tales Gubes é possível acompanhar um pouco de suas aventuras e desafios diários nesta jornada em busca de uma escrita melhor, oportunidades, cultura, conhecimento. Antes deste site, o escritor atualizava o site Raposa Antropomórfica.

Coragem, ousadia e persistência fazem parte desta jornada do escritor. Tales tem saído da sua zona de conforto diariamente, aliás, desde o momento em que decidiu vender seus livros e desapegar do que pudesse atrapalhar a sua nova vida, ele provou que está empenhado e deve logo conquistar o que deseja: se tornar um escritor profissional.

Embora existam escritores que enxergam o ofício simplesmente como arte, há também aqueles que sonham em construir uma carreira e sobreviver com os seus livros, assim como Tales Gubes. Antes de se mudar para São Paulo, Tales era professor. Formado em Jornalismo, Mestre, pesquisador, ele também trabalha como revisor. Com a mudança de cidade, ele ainda está ajeitando a vida aos poucos e à procura de serviços como freelancer.

O blog do Tales Gubes inaugurou no dia 1º de janeiro de 2014. Uma ótima forma de simbolizar o início de uma nova jornada e época onde as pessoas estão cheias de expectativas e gás para correrem atrás dos seus objetivos. Entre os objetivos de 2014 de Tales estão escrever diariamente, conviver com escritores, editores e profissionais do meio literário, publicar seus trabalhos, ler um livro por semana e outros que estão relacionados ao seu estilo de vida.

Sou suspeito para falar já que tenho contos em duas coletâneas que o Tales participou (Loveless e Homossilábicas Vol. 3 – livros publicados pela Editora Escândalo), mas adoro ler as histórias deste escritor raposa. Como toda raposa, animal que simboliza o jornalismo, mas também ideal para representar o escritor, Tales é curioso e está sempre procurando uma maneira de melhorar sua escrita. E que cidade melhor do que São Paulo para isto, onde são ministrados cursos de escrita e eventos voltados para escritores com maior frequência em relação às outras capitais do Brasil? Eu mesmo já considerei me mudar para lá ou para o Rio de Janeiro, mas isto é uma conversa para outra hora.

Símbolo e logo do escritor, a raposa.
Foto: Reprodução / Raposa Antropomórfica.
Gosto de ler o blog do Tales porque me identifico com alguns textos e é uma ótima maneira de continuar aprendendo mais sobre escrita, compartilhar as mesmas angústias e vitórias. Para mudar de cidade, o escritor precisou aprender a se desapegar dos seus bens materiais – algo muito difícil para quem é amante dos livros, mas precisa reconhecer que não tem como levar todos contigo. Então, durante o ano passado, ele vendeu algumas obras para os amigos e colegas pela internet por preços amigáveis.

Além de falar sobre o seu cotidiano, Tales também usa o espaço para recomendar filmes, livros, dicas sobre escrita, eventos e cursos para escritores. Fica aqui a minha recomendação de leitura no ciberespaço para quem quer saber mais sobre o dia-a-dia de um escritor ou também está seguindo este caminho das pedras.

Para quem ficou curioso e com vontade de conhecer, acesse: http://talesgubes.com/

Não deixe de conferir também o blog Raposa Antropomórfica!

Comentários

Mais lidas da semana