Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: O dever de combater o charlatanismo como autista, escritor e jornalista

Admiro artistas que se posicionam. Admiro pessoas que não ficam em silêncio quando vêem coisas erradas acontecendo. Neste mês, aproveitando o embalo da conscientização, estou fazendo campanha contra o charlatanismo e tratamentos falsos de autismo (Mais de 8).


Mesmo sem muito apoio, sigo em frente. E ao mesmo tempo, colegas estão fazendo campanha para acabar com o MMS no Brasil – um produto corrosivo e proibido que muitos pais de autistas usam neles achando que vão curá-los e pode matar.

Eu poderia ficar omisso, afinal, sou Asperger com Altas Habilidades, tive diagnóstico só aos 29 anos e sei como me camuflar – do espectro autista inteiro, faço parte daqueles que estão mais próximos do que é ser um neurotípico (não-autista) aos olhos de quem não entende do assunto e dizem frases como 'não parece autista', mas me nego a ficar calado vendo tanta coisa errada acontecendo.

É o mínimo que posso fazer como escritor, jornalista e pessoa no espectro autista; usar minha voz para ajudar …

Autismo: Alerta sobre Tratamentos Sem Comprovação Científica

Todo dia derrubando uma informação falsa diferente 🔥


Muitos tratamentos sem comprovação científica se popularizam fora do Brasil e chegam aqui anos depois de terem sido derrubados, mas muita gente não fica por dentro dos estudos atuais.

Já recomendei várias vezes: façam um curso de idiomas, leiam bons livros sobre autismo e fiquem por dentro dos estudos e pesquisas. Não confiem muito em depoimentos emocionais: não são a mesma coisa que evidência científica.

"O filho do Fulano faz e deu certo" não é a mesma coisa que evidência científica. Mais responsabilidade.

Confira 4 recomendações da FDA sobre tratamentos que clamam 'tratar o autismo' e um lembrete sobre dieta:


  • Quelação
  • Oxigenioterapia Hiperbárica
  • Banho de argila desintoxicante
  • Produtos que alegam curar o autismo
  • Dieta sem glúten (se a pessoa não tem intolerância/alergia ao glúten)

“As evidências que suportam uma dieta sem glúten e/ou sem caseína para quem tem Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) são limitadas e de baixa qualidade” – Departamento de Alergia, Imunologia e Reumatologia da SGP

No Brasil, falta fiscalização e ética. A Anvisa deveria fazer alertas como o FDA faz para informar os pais, autistas e profissionais.

Leia: Autismo: Importância da leitura crítica para combater o Charlatanismo

Trecho do alerta da FDA: A Associação para a Ciência no Tratamento do Autismo, uma organização sem fins lucrativos de pais e profissionais comprometidos com a melhoria da educação, tratamento e cuidado de pessoas com autismo diz que desde que o autismo foi identificado pela primeira vez, tem havido uma longa história de tratamentos fracassados e modismos. [https://www.fda.gov/ForConsumers/ConsumerUpdates/ucm394757.htm]

Cuidado com quem lucra com produtos que não são liberados pela Anvisa e órgãos de saúde de diferentes países. Além de jogar dinheiro fora, muita gente coloca a vida de crianças autistas em perigo. ⚠️

Lembrando: testemunhos pessoais não são evidências científicas. Autistas podem melhorar ou piorar comportamentos ao longo da vida – isso não significa que eles deixaram de ser autistas.

4 Dicas para fugir de charlatãos e tratamentos falsos, segundo a FDA (Agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos):


▪️ Suspeite de produtos que alegam tratar uma ampla gama de doenças.

▪️ Depoimentos pessoais não são substitutos para evidências científicas.

▪️ Poucas doenças ou condições podem ser tratadas rapidamente, por isso desconfie de qualquer terapia reivindicada como uma “solução rápida”.

▪️ As chamadas "curas milagrosas", que alegam avanços científicos ou contêm ingredientes secretos, podem ser uma farsa.

“Não há cura para o autismo. Assim, produtos ou tratamentos que alegam “curar” o autismo não funcionam como reivindicado. O mesmo acontece com muitos produtos que alegam “tratar” autismo ou sintomas relacionados ao autismo. Alguns podem ter riscos significativos para a saúde” – Agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos

Veja também: Autismo: Estatísticas Erradas, Subdiagnósticos e Vulnerabilidade Social

Bônus: 5 tratamentos falsos/sem comprovação científica para autismo:

Dietas restritivas

Disciplina

Terapia magnética

Terapia de Oxigênio Hiperbárico

Homeopatia

Fonte: Análise do Comportamento Aplicado [https://www.appliedbehavioranalysisedu.org/5-pseudo-science-myths-about-treating-autism/]

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Leia também:

Médico dos EUA que lançou moda da vitamina D recebe dinheiro da indústria: Estudos têm mostrado que a substância não traz os benefícios alardeados por Michael Holick: https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2018/08/medico-dos-eua-que-lancou-moda-da-vitamina-d-recebe-dinheiro-da-industria.shtml 

Cápsulas de ômega-3 não trazem benefícios à saúde, dizem cientistas: https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Saude/noticia/2018/07/capsulas-de-omega-3-nao-trazem-beneficios-saude-dizem-cientistas.html 

Saiba como identificar as fake news na área de saúde: https://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/saude-e-bem-estar/fake-news-em-saude-se-alastram-porque-nossa-mente-crente/

Comentários

Mais lidas da semana