Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Medicina dos Horrores – Lindsey Fitzharris

O ambiente do hospital causa pavor em algumas pessoas. Se nos dias atuais com tantos avanços, a ideia ainda é assustadora para alguns; tente imaginar como era a prática médica nos séculos passados. O livro Medicina dos Horrores, de Lindsey Fitzharris, narra a história de um médico que revolucionou o mundo das cirurgias do século XIX. A obra foi publicada no Brasil pela Editora Intrínseca, em 2019, com tradução de Vera Ribeiro.


Compre o livro Medicina dos Horrores (Lindsey Fitzharris): https://amzn.to/30e1xL0

Dá para imaginar que algumas pessoas gostavam de assistir cirurgias ao vivo? Ou que o cirurgião e o médico não tinham tanta importância quanto tem nos dias atuais? Medicina dos Horrores é uma viagem para um período em que muitas pessoas morriam dentro dos hospitais por causa das infecções.

Para quem não é muito fã de hospitais, algumas descrições das cirurgias podem causar um aperto no estômago, especialmente levando em conta os equipamentos e cenários da época, bem como era feita …

Observatório da Imprensa e a análise da mídia brasileira

Surgido na internet em abril de 1996, o Observatório da Imprensa é um veículo jornalístico focado na crítica da mídia que apresenta regularmente artigos para discussão e reflexão sobre os meios de comunicação de massa, o papel dos jornalistas, a ética jornalística, a repercussão sobre a cobertura de reportagens produzidas pelos principais jornais do mundo.


Além da sua versão online, desde maio de 1998, o Observatório da Imprensa começou a ser transmitido na televisão. O programa é produzido pela TVE do Rio de Janeiro e TV Cultura de São Paulo, transmitido semanalmente pela Rede Pública de Televisão e disponível no Youtube para reprodução.

O meio radiofônico também é ambiente do Observatório da Imprensa. Desde maio de 2005, o programa de rádio é transmitido pela rádio Cultura FM de São Paulo, rádios MEC AM e FM do Rio de Janeiro e rádios Nacional AM e FM de Brasília.

A ideia de criar o Observatório da Imprensa surgiu de um projeto do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo, da Universidade Estadual de Campinas, uma iniciativa do Projor – Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo.

Com o propósito de analisar o desempenho da mídia brasileira, o Observatório possibilita a interação com o público e verificar a opinião de profissionais, jornalistas, pesquisadores e estudiosos. Acreditando na importância do produto jornalístico na prestação de serviço público com seus deveres e responsabilidades sociais, o Observatório da Imprensa critica os veículos de comunicação que não atendem às demandas da população e cidadania, se preocupando somente com os interesses das empresas privadas.

O Projor é mantenedor do Observatório da Imprensa e é uma organização social sem fins lucrativos que realiza atividades de formação, treinamento, reciclagem e consultoria nos campos profissional e empresarial.

A equipe do Observatório da Imprensa é formada pelos jornalistas Alberto Dines, Diretor Editorial; Carlos Eduardos Lins da Silva, Presidente do Projor; Caio Túlio Costa, Diretor de Operações do Projor; Luiz Egypto, Redator-Chefe do Observatório da Imprensa e Eugênio Bucci, Diretor do Projor.

*Com informações do Observatório da Imprensa / Projor

Comentários

Mais lidas da semana