Pular para o conteúdo principal

Destaques

Quem Matou Sara?: Série mexicana da Netflix prende a atenção do início ao fim

Para quem está procurando uma série de vingança, segredos e muitas reviravoltas, Quem Matou Sara? (Who Killed Sara?/¿Quién mató a Sara? ) é uma ótima indicação. A série mexicana foi produzida pela Perro Azul para a Netflix , criada por José Ignacio Valenzuela e com episódios dirigidos por David Ruiz e Bernardo de la Rosa . Se você gosta de séries com personagens complexos e situações dramáticas, sem abrir mão da ação, como Revenge, How To Get Away With Murder e The Sinner, Quem Matou Sara? Vai te conquistar do primeiro até o último episódio da primeira temporada e te deixar com gostinho de quero mais ao conferir uma prévia do que vem na próxima temporada. Depois de 18 anos na prisão por um crime que não cometeu, Alejandro Guzmán (Manolo Cardona) passou anos se planejando para o dia em que saísse e começasse sua jornada à procura da verdade e da justiça: se vingar do real culpado pela morte de sua irmã e daqueles que traíram sua confiança. Entre sua luta no presente para encontrar in

Coletânea LGBT: Autor dá de presente 100 exemplares do livro impresso

Fabrício Viana é jornalista, escritor e bacharel em psicologia, em seis anos ele já escreveu e publicou quatro livros com temática LGBT: O Armário (sobre a homossexualidade), Ursos Perversos (contos eróticos gays), Orgias Literárias da Tribo (coletânea LGBT premiada duas vezes em 2015) e o recente THEUS: Do fogo à busca de si mesmo (romance com temática gay).

Para comemorar mais de 20 mil leitores, Viana está dando 100 exemplares da coletânea Orgias Literárias da Tribo. A única coletânea no Brasil onde é possível encontrar pelo menos um autor representando cada segmento LGBT.


Ao contrário do que se imagina, o livro Orgias Literárias da Tribo não é um livro erótico/pornô. É um livro de contos, crônicas, poesias e textos em geral que representam o dia a dia da comunidade LGBT. Com 144 páginas, 10 autores e com dois prêmios recebidos em 2015, a coletânea permite que gays leiam textos de lésbicas, lésbicas de pessoas trans e trans de bissexuais. Ou tudo fora desta “ordem”. Afinal, como diz Viana no livro, é “uma orgia literária” e a ordem não importa tanto. A leitura da obra, sim.

Para ganhar o livro gratuitamente e autografado, você terá apenas que morar no Brasil e pagar o valor do frete (R$ 8,00). Segundo Viana, como ele separou 100 exemplares para doação, não pode bancar o frente para todos (R$ 800,00). 

Se você gostou e quer ganhar um exemplar autografado, corra, visite o link agora mesmo e leia todas as regras: http://fabricio-viana.blogspot.com.br/2016/07/coletanea-lgbt.html

Comentários

Mais lidas da semana