Pular para o conteúdo principal

Destaques

Quem Matou Sara?: Série mexicana da Netflix prende a atenção do início ao fim

Para quem está procurando uma série de vingança, segredos e muitas reviravoltas, Quem Matou Sara? (Who Killed Sara?/¿Quién mató a Sara? ) é uma ótima indicação. A série mexicana foi produzida pela Perro Azul para a Netflix , criada por José Ignacio Valenzuela e com episódios dirigidos por David Ruiz e Bernardo de la Rosa . Se você gosta de séries com personagens complexos e situações dramáticas, sem abrir mão da ação, como Revenge, How To Get Away With Murder e The Sinner, Quem Matou Sara? Vai te conquistar do primeiro até o último episódio da primeira temporada e te deixar com gostinho de quero mais ao conferir uma prévia do que vem na próxima temporada. Depois de 18 anos na prisão por um crime que não cometeu, Alejandro Guzmán (Manolo Cardona) passou anos se planejando para o dia em que saísse e começasse sua jornada à procura da verdade e da justiça: se vingar do real culpado pela morte de sua irmã e daqueles que traíram sua confiança. Entre sua luta no presente para encontrar in

Vídeo: Folheando o livro Amityville, do Jay Anson

A nova edição do livro Amityville (The Amityville Horror), do autor Jay Anson, publicada pela DarkSide Books foi lançada no final de setembro de 2016. A obra de não ficção, de 240 páginas, foi traduzida por Eduardo Alves. Assim como o livro sobre o casal de investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren, o livro sobre a casa mal-assombrada que já ganhou várias adaptações para o cinema e até hoje desperta o interesse dos leitores e curiosos, estava entre os mais aguardados pelos amantes da caveirinha. Farsa ou sobrenatural, Horror em Amityville ainda deixa algumas pessoas com os pelos arrepiados!

"George estava arfando. Só então percebeu que havia alguma coisa estranha na sala de estar. Todos os móveis tinham sido movidos. O tapete fora enrolado. As poltronas, o sofá e as mesas foram empurrados contra as paredes, como se para abrir espaço para muitos dançarinos – ou para uma banda militar!".


Confira um trecho da sinopse de Amityville, escrita pelo reverendo John Nicola:


"O problema tratado por este livro, embora seja tão antigo quanto a humanidade, precisa ser trazido à luz dos criteriosos leitores contemporâneos. Todas as civilizações alguma vez já expressaram certo sentimento de insegurança e temor em relação a relatos inconsistentes, embora recorrentes, de fenômenos que levaram homens a se sentirem vítimas de seres hostis com poderes sobre-humanos. Seres humanos em diferentes sociedades reagiram a esses desafios de diversas maneiras. Palavras, gestos, amuletos ou outros objetos foram usados de maneira ritualística em reposta a ataques demoníacos. Isso valia tanto para as civilizações semitas, como os babilônios e seus temidos demônios Udug, quanto vale para os atuais ritos de exorcismo cristão"



Confira um trecho do prólogo do livro:


A família se mudou no dia 23 de dezembro. Pouco tempo depois, disse Bauman, os Lutz perceberam que o lugar era habitado por alguma força psíquica e passaram a temer por suas vidas. "Eles falaram sobre sentir a presença de alguma energia no interior da casa, algum mal antinatural que ficava mais forte a cada dia que eles permaneciam ali".

Garanta seu exemplar desta nova edição do livro Horror em Amityville!



Sobre o autor 


Jay Anson nasceu em 4 de novembro de 1921, em Nova York. Escritor e roteirista de diversos curtas de documentários, sua fama chegou ao ápice com Amityville, publicado originalmente em 1977. Após isso, chegou a escrever 666, livro que também lidava com a temática de casas mal-assombradas. Faleceu em 12 de março de 1980, aos 58 anos.

Em breve será publicada uma resenha do livro Amityville aqui no Blog do Ben Oliveira. Este livro foi enviado pela editora DarkSide Books, parceira do blog.

Confira algumas curiosidades sobre o caso Amityville!

E aí, você ficou curioso para conferir essa edição de Amityville?

Comentários

Mais lidas da semana