terça-feira, 27 de junho de 2017

Vídeo: 10 Curiosidades sobre Horror em Amityville

Dando continuidade às indicações de leitura de livros sobre fenômenos paranormais, o vídeo desta semana no meu canal do Youtube é sobre o caso Amityville. O caso aconteceu nos Estados Unidos, em 1975, e foi contado em livro à pedido da família Lutz pelo escritor Jay Anson. Descrita como uma obra de não ficção, a história continua levantando polêmica até os dias atuais, com acontece com todo caso poltergeist.


Assista ao vídeo com 10 Curiosidades sobre Horror em Amityville:




Para quem não gosta de assistir vídeos e prefere o conteúdo em texto, vou deixar abaixo as curiosidades mencionadas.



Confira 10 Curiosidades sobre o caso Amityville:


1) O livro Horror em Amityville (The Amityville Horror) foi publicado originalmente em 1977. O escritor Jay Anson contou em entrevistas que ele não tinha como afirmar que tudo o que aconteceu era verdade, mas parecia que a família Lutz realmente acreditava que tudo tinha acontecido.

2) Em 1974, na mesma casa aconteceu o assassinato de seis pessoas. O filho da família anterior matou os pais e os quatro irmãos. Para tentar alegar insanidade, ele disse que escutava vozes que diziam para ele fazer isso. Porém, foi comprovado que ele tinha traços sociopáticos, era viciado em drogas e tinha problemas com a família.

3) A família Lutz ficou somente 4 semanas na casa, nas quais coisas estranhas aconteceram, como sentiram cheiros estranhos, viram vultos e objetos movendo sozinhos, além da mudança de comportamento.

4) A credibilidade sobre o caso foi questionada levando em conta o interesse financeiro, como sempre acontece quando se tratam de casos poltergeist. Com a família Lutz não foi diferente. Na época, vários médiuns, investigadores paranormais (demonologistas e investigadores psíquicos) e diferentes profissionais visitaram o lugar. Muitos acabaram passando mal. Alguns acreditavam que a casa era normal e não viram nada demais, outros, que o lugar tinha uma presença maligna.

5) Já foram vendidas mais de 6 milhões de cópias do livro Horror em Amityville. Desde que a casa foi habitada por outras quatro famílias, nada de estranho foi relatado. A casa foi vendida em 2017 por US$ 600 mil, mas já chegou a ser vendida por US$ 950 mil.

6) Independente do que realmente aconteceu na casa e mesmo com as alegações de que só havia interesse no dinheiro, quem acabou ficando com maior parte do dinheiro foi o escritor que deteve os direitos de adaptação do livro para filme.

7) O caso Amityville tem algumas semelhanças com inúmeros casos de fenômenos paranormais. No final, nem mesmo quem estava envolvido entende completamente. Muitas pessoas já abandonaram suas casas porque foram atormentadas por fenômenos estranhos. Aqui no Brasil existem alguns relatos, inclusive de uma família que não só abandonou, como demoliu o imóvel.

8) O padre envolvido no caso confirmou que tentou ligar para a família, mas o telefone começou a falhar na hora.

9) A família continua acreditando que tudo aconteceu. Um dos filhos disse em entrevistas que o livro e o filme não foram fiéis à experiência e que o pai estava envolvido com o ocultismo, já o outro participou de um documentário compartilhando sua experiência e dizendo como isso acabou atrapalhando sua vida, especialmente porque ele ficou conhecido como O Garoto Amityville.

A casa onde tudo aconteceu ainda existe. Trocaram o número, mas não adiantou muito. Um dos principais problemas de casos poltergeist ou fenômenos, como os de Amityville, é o de que não só as famílias são marcadas, mas os lugares continua atraindo a atenção de curiosos e fanáticos. Isso aconteceu com a atual moradora da casa onde aconteceu o caso sobrenatural que serviu de inspiração para o filme Invocação do Mal. A casa já foi invadida várias vezes por pessoas que também fizeram fotos e vídeos sem a permissão dela. Ela acabou gravando um vídeo tentando expor algumas das mentiras relacionadas ao caso.

10) Vários filmes de terror relacionados direta ou indiretamente com o caso Amityville foram lançados. O mais recente, Amityville: O Despertar já teve a data de lançamento alterada várias vezes ao longo dos últimos anos.

Vale lembrar, que para quem ficou interessado em comprar o livro, Amityville se foca no ponto de vista da família. Para quem tiver curiosidade sobre os desdobramentos, é preciso fazer pesquisas na internet. Existem várias entrevistas sobre o caso que foi considerado uma farsa (hoax). Independente de ser verdade ou mentira, Horror em Amityville continua despertando o interesse de várias pessoas e servindo de inspiração para livros e filmes de terror. A casa é citada de forma breve em Invocação do Mal 2, que abordou o caso semelhante que aconteceu na Inglaterra.

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e do livro de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1), disponível no Wattpad.

2 comentários:

  1. Ben, amei a postagem! Eu lembro que quando li esse livro fiquei com medo a semana inteira, pois achei muito forte. Uma curiosidade: Essa edição contém os desenhos que a menina fazia dos porcos? A edição que eu li era muito velha e ela tinha uns desenhos feitos pela própria menina e umas fotos do casal também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabrielle! Tem um desenho do porco e não tem foto do casal. Acredito que esse livro já foi tão alvo de polêmicas e processos judiciais, que devem ter optado deixar fora (ou seja lá qual foi o motivo de não terem colocado a foto). Geralmente, eles precisam de autorização por cada imagem usada, né? É algo a se pensar!
      O projeto gráfico dessa edição ficou lindo demais. Mostrei ela um pouco por dentro lá no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=PG_GbRyIxnc&t=1s

      Beijos e obrigado pela visita!

      Excluir

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram