Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Ed e Lorraine Warren: Vidas Eternas – Robert Curran e Jack & Janet Smurl

Entre o ceticismo e a curiosidade, as histórias de Ed e Lorraine Warren conquistaram pessoas de vários países graças às adaptações para filmes de terror inspiradas em casos investigados pelo casal de investigadores paranormais. Levando em conta o interesse dos leitores, a editora DarkSide Books publicou o livro Ed e Lorraine Warren:Vidas Eternas, escrito por Robert Curran que conta a experiência vivida por Jack e Janet Smurl. A obra foi lançada em 2019, com tradução de Eduardo Alves.


Compre o livro Vidas Eternas: https://amzn.to/2nwUw5A

Histórias como a da família Smurl, ainda que sejam questionáveis sobre o que teria realmente acontecido, quais partes foram aumentadas e/ou inventadas pela família, pelo escritor e/ou pelos próprios investigadores paranormais, deixam um gosto de nostalgia e também nos fazem pensar no sucesso de adaptações com temáticas semelhantes para o cinema.

A humanidade sempre tenta explicar o que não consegue entender. Divididos entre ficar em negação e se acostum…

Dia do Orgulho Autista: Amor próprio e autoaceitação das diferenças

Hoje, 18 de junho, é Dia do Orgulho Autista. Muitos colegas no Brasil e em vários países estão lutando por uma sociedade menos preconceituosa.


Orgulho duplo para alguns


Existem muitas pessoas no espectro autista que são LGBTQ. Comemoramos de forma dupla em junho. O símbolo da Neurodiversidade também é colorido. 🌈

No dia 18 de Junho, é comemorado o Dia do Orgulho Autista (Autistic Pride Day). A data foi criada pelo grupo Aspies for Freedom, celebrada pela primeira vez em 2005. De lá pra cá, muitas coisas mudaram: temos muito mais informações sobre autismo do que tínhamos, porém, o preconceito ainda é um problema.

A vida seria melhor e mais leve se as pessoas estudassem mais os próprios comportamentos, pensamentos e funcionamentos neurológicos. O brasileiro deveria ser obrigado a estudar neurociências e funcionamento cerebral/mental desde a infância, para ver se amadurece um pouco.

14 anos após a primeira edição do Dia do Orgulho Autista: alguns problemas permanecem e provavelmente sempre permanecerão. Muitas pessoas não entendem a importância da data para autistas, pois presumem que temos vergonha de quem somos e se esquecem de que somos todos diferentes (Neurodiversidade).

A data é importante, pois as taxas de suicídio entre autistas é altíssima, muitas vezes, pela exclusão, bullying, depressão, solidão, desemprego e outras questões relacionadas ao estigma e preconceito.

E também é um lembrete de que não somos invisíveis e não precisamos nos envergonhar de nossas diferenças. Para hoje, desejo que as pessoas tenham em mente que: não existem dois autistas iguais e que não há nada de errado em se amar e se aceitar.


Algumas pessoas no espectro autista adoram beber, dançar, beijar, se divertir, explorar seus hiperfocos (interesses específicos), usar a estimulação sensorial para obter mais prazer, paz e equilíbrio, aproveitar os pequenos momentos da vida que podem ser invisíveis ou imperceptíveis para não-autistas, como escutar detalhes de músicas, enxergar coisas que os outros não vêem, repetir nossas frases favoritas de filmes e séries, ouvir dezenas de vezes as mesmas músicas, ensinar aos outros sobre nossos hiperfocos e ajudar a fazer a diferença na vida das pessoas e, acima de tudo, encontrar felicidade no dia a dia, mesmo com tantos desafios.

A data de hoje é para celebrar o positivo: as limitações nós temos o ano inteiro para lembrar.

Sofre muito quem foge de si mesmo. Dá sempre para enganar os outros, mas nunca correr de si mesmo. O fato de eu falar abertamente sobre autismo incomoda muitas pessoas. Continuarei incomodando. 🌈

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro, jornalista por formação e Asperger. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.




Muitas mulheres no espectro autista deixam de procurar ajuda por medo do constrangimento:






Algumas notícias relacionadas ao Dia do Orgulho Autista:


Dia do Orgulho Autista: Max Wilson tem a vida transformada após conhecer o jiu-jítsu

Menino autista de Catanduva ganha prêmio internacional de pintura

Garoto autista escreve livro sobre recuperar a própria voz, em Goiânia

Menino autista inspira criação de boneco com a sua condição

Autismo: o jovem com transtorno que desafiou diagnósticos e se formou em medicina

Menino com autismo escreve carta a prefeito de Vassouras pedindo a proibição de 'fogos barulhentos'

Com autismo e altas habilidades, curitibana de 15 anos vai cursar medicina na UFPR

‘Sou privilegiada porque conheci os três graus de autismo’, diz mãe de três jovens autistas no AP

Autista de Mogi cria curta-metragem na escola

'As pessoas não precisam ter receio de fazer amizade', diz jovem que descobriu ser autista aos 13 anos

A formação do artista autista 


Menino autista de Barra do Piraí, apaixonado pela TV Rio Sul, visita emissora 

Crianças autistas são estimuladas a conhecer o mundo das artes em Salto  

Crianças com autismo podem desenvolver talentos específicos 

Autista, baterista de 14 anos supera bullying tocando em banda de metal em MS 

Conheça 15 filmes sobre o autismo 

"O autismo não está na cara." Mitos e verdade sobre a Síndrome de Asperger 


Aluno autista produz revistas em quadrinhos na Serra 

Inclusão do autista no mercado de trabalho 


Dia do Orgulho Autista é comemorado por escola de Araguaína 

Movimentos sociais cobram leis para garantir assistência e prioridade a autistas 


Comissão do Senado faz audiência pelo Dia do Orgulho Autista

Primeira advogada autista da Flórida: “diferente pode ser extraordinário” 



Para ficar por dentro das minhas novidades:


Facebook: https://www.facebook.com/benoliveiraautor/

Twitter: https://twitter.com/Ben_Oliveira

Instagram: https://www.instagram.com/benoliveira/

YouTube: http://www.youtube.com/c/BlogdoBenOliveira

Comentários

Mais lidas da semana