Pular para o conteúdo principal

Destaques

Criminologia, Jornalismo e Ativismo Social: Uma Tríade Maquiavélica, Subjetiva e Tosca – Ben Oliveira

Uma coisa que precisa ser dita sobre Ciências Humanas e Criminologia . Vocês distorcem quase tudo com subjetividade. Nem todo assassinato de LGBTQ é LGBTQFOBIA , racismo etc etc. Estudem mais e passem menos vergonha na internet por ativismo burro.  Já falei e repito: quem define a motivação do crime é o assassino. Quem descobre? Quem está investigando. Não é a 'opinião' da sociedade nem todos mimimis que muita gente leva nas costas, como se fosse a vida deles, e sempre sofrem, sofrem e sofrem. Iluminação significa enxergar as coisas com clareza. Equilibrar ciência e magia, yin-yang, wicca e yoga. Mas muitos de vocês não estão e nunca estarão prontos para essa conversa. É triste? Mas real.  Se for para fazer ativismo burro é melhor não fazer, pois presta desserviço à sociedade e pânico desnecessário. Para quem é jornalista, responsabilidade SEMPRE. Vida profissional e vida pessoal, identidade pessoal e coletiva, justiça pessoal e coletiva, coisas completamente diferentes. Eu po

Sobre Lugares Amaldiçoados, Coração Estilhaçado e o outro Enterrado – Ben Oliveira

Imaginem que este miniconto é um spin-off de Haleb: Hanna e Caleb, de Pretty Little Liars ou um cross-over com It's Okay not to be Okay (Tudo Bem Não Ser Normal).

Uma Hanna bruxa intuitiva e um Caleb sem intuição e preso em Ravenswood com a Miranda (a cópia barata de Hanna).

“Visitei um lugar amaldiçoado hoje. Diz a lenda escrita por este escritor que uma bruxa concedeu um desejo a um humano que queria ficar longe dela. E enquanto ele chorava e o coração dele quebrava em mil pedaços, ela engolia o choro enquanto o coração se desintegrava. 

O humano foi embora e não viu a bruxa enterrar o coração dela, que permanece escondido de todos e só ele poderia desenterrar. 

O humano seguiu em frente com raiva da bruxa que o amava de forma livre e só queria que ele fosse feliz, ainda que não fosse com ela e ainda que ele não soubesse.

A bruxa continuou presa naquele lugar, pagando karma dia após dia, atormentada por sinais, sonhos, musicas, e tudo que lembrasse dele” – Ben Oliveira

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo e bruxo há 25 anos. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Leia também: 

Tarot para Virgem no Mercúrio Retrógado: Pessoas cortadas dos signos de Ar e Fogo no período

Twin Flames: Das escolhas quando o juramento de amor e proteção se torna tóxico 

Resenha: O Tarô da Deusa Tríplice – Isha Lerner 

Twin Flames – Nikki Rowe 

Dica de livro: O Tarô de Marselha Revelado 

Twin Flames: Chamas gêmeas devoradas pelo ouroboros – Ben Oliveira 

6 Quotes de Penny Dreadful: Vanessa Ives 

6 Conselhos para Bruxos Iniciantes – Ben Oliveira 

Comentários