Pular para o conteúdo principal

Destaques

Antraz: Documentário da Netflix revela investigações feitas pelo FBI durante anos

Um pouco após os atentados terroristas contra as torres gêmeas, em Nova Iorque, Estados Unidos, no 11 de setembro de 2001, uma ameaça de antraz colocou as autoridades, como o FBI em alerta, e espalhou pânico nos norte-americanos devido à facilidade de se espalhar sem as pessoas saberem.  Dirigido e roteirizado por Dan Krauss e produzido pela Netflix e pela BBC, 21 anos após o ataque e o primeiro caso de circulação do antraz, o documentário Antraz: EUA Sob Ataque (The Anthrax Attacks) leva o telespectador para as investigações do FBI que duraram anos. O que a princípio foi alvo de muita pressão para a solução do caso, principalmente pelo medo dos norte-americanos do esporo da bactéria continuar se espalhando pelas cartas e fazendo mais pessoas adoecerem e/ou morrerem, logo foi caindo no esquecimento conforme as investigações desenrolavam fora dos holofotes.  Com a proximidade do caso do ataque às torres gêmeas, à primeira vista, o pânico generalizado fez com quem os norte-americanos

Tribo TDAH: Podcast brasileiro ajuda a espalhar informações sobre o transtorno neurológico

No Brasil, muitos transtornos ainda são mal compreendidos. A Tribo TDAH, uma comunidade que produz podcast sobre TDAH tem ajudado a espalhar mais informações pelo país, mas também pode ser acompanhado pelos falantes de língua portuguesa que moram em diferentes partes do mundo.

É importante a criação de mais conteúdos sobre transtornos, como o TDAH e Autismo, pois muitas questões são do cérebro, mas para um público mais leigo e profissionais de saúde desatualizados são lidas como se fosse da mente. 

Também vale ressaltar que assim como acontece no universo do espectro autista, muitas pessoas com TDAH só descobrem seus diagnósticos na adolescência e vida adulta. Diferente de crianças e familiares que cresceram com orientações de profissionais especialistas, muitos ficam sedentos por conteúdos que sejam inclusivos e proporcionem para si mesmos e para os outros uma melhor compreensão sobre seus comportamentos e como seu cérebro funciona.

Além de ajudar a reduzir o estigma, conteúdos sobre transtornos podem ajudar a reduzir uma ‘culpa’ que algumas pessoas carregam de seus comportamentos sobre coisas que fazem ou costumavam fazer, mas são naturais para quem tem o transtorno e até mesmo ajudar na orientação de estratégias para lidar com essas situações no dia a dia. 

Um ponto importante ressaltado pelo Tribo TDAH é o de subdiagnósticos. O mesmo acontece na comunidade do Espectro Autista. Geralmente quem tem um ou os dois transtornos (já que o TDAH pode ser comorbidade de autistas) não só escuta depoimentos de várias pessoas que não conseguiram ser diagnosticadas de forma apropriadas, como se tornam tão ‘especialistas’ em si mesmas, que logo percebem ao redor a quantidade de pessoas sem diagnósticos e que sofrem com questões que poderiam ser melhor compreendidas.

O podcast da Tribo TDAH pode ser ouvido em várias plataformas, entre elas: Spotify, Deezer, Apple Podcasts e Google Podcasts. 

Para conferir todos links de mídias sociais e de podcasts, acesse: https://beacons.ai/tribotdah 

Leia também:

Transtornos da Aprendizagem: 5 Motivos para ler o livro sobre abordagem neurobiológica e multidisciplinar 

Vencendo o TDAH: 10 Motivos para ler o livro sobre adultos com o transtorno 

Wondermind: Selena Gomez é co-fundadora de projeto sobre saúde mental   

A História do Autismo: 10 Motivos para ler o livro Outra Sintonia 

Avaliação Neuropsicológica: 5 Motivos para ler o livro 

Autismo: Pedagoga e Neurologista dão orientações no livro Mentes Únicas 

Loucura de Amor: Filme sobre jornalista e mulher com Transtorno Bipolar passando pelos desafios do amor 

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana