segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Viagens, lembranças e dicas

Cada viagem que já fiz me marcou de alguma maneira, seja através dos bons momentos, da companhia, dos pontos turísticos e observar coisas que eu nunca tinha visto antes ou pela frustração.

Sempre que volto de um lugar já estou pensando nas outras cidades que desejo visitar e também em quais eu quero retornar para aproveitar melhor e conhecer mais, como Paris, destino que está sempre presente nos meus sonhos.

Confira abaixo alguns dos destinos que já visitei e um pouco da minha experiência e do que fazer lá:

Aquidauana (MS) – O município pantaneiro não tem muito a oferecer em infra-estrutura, mas a natureza e sua culinária são fatores que devem ser levados em conta. A noite da cidade não é convidativa para turistas com as poucas opções de lugares para frequentar.


O restaurante Casarão com sua diversidade de carnes e pratos da culinária do Pantanal é garantia de um ótimo almoço. O restaurante localizado na Estação Ferroviária tem menos opções de comidas do que O Casarão, no entanto o seu preço é mais barato e geralmente oferece pratos feitos com peixes.

A cidade pode ser visitada de carro, ônibus ou através do Trem do Pantanal.

Bonito (Mato Grosso do Sul)Um dos destinos de ecoturismo mais visitados por turistas do mundo inteiro. É uma pena que nem todos os sul-mato-grossenses ainda conheçam o município e pessoas de outros estados e países valorizem mais a região do que os próprios moradores das cidades próximas.

O que falta em estrutura no meio urbano da cidade é compensado pelas paisagens espetaculares nos diferentes passeios turísticos, principalmente para quem gosta de aventura e natureza.

O Balneário Municipal é uma boa opção para quem gosta de tomar banho no rio de águas cristalinas, observar peixes e passar o dia relaxando, com um preço acessível aos visitantes.

A maioria dos passeios têm um preço elevado em relação a outros destinos turísticos como os do Nordeste, porém vale a pena pela segurança, conforto, diversão e preservação da natureza. Com tantas atividades para realizar, resta ao turista escolher a que mais lhe agrada.

Entre os passeios estão: Cavalgada, Flutuação, Banho em Cachoeiras, Mergulho, Observação de Aves, Boia-Cross e outras. A culinária da região é deliciosa e pode ser desfrutada nos diferentes restaurantes, como o sofisticado Restaurante Casa do João, além de alguns passeios como o Recanto Ecológico Rio da Prata e a Estância Mimosa Ecoturismo oferecem almoço no fogão a lenha. Dica de hospedagem: Bonito HI Hostel.

Caxias do Sul e Gramado (Rio Grande do Sul) – Quando penso nesta região do Sul do Brasil três palavras vêm à minha cabeça: Frio, Vinho e Chocolate. As visitas às vinícolas e fábricas de chocolate são boas pedidas.


Para quem está acostumado a morar em cidades de climas quentes, Caxias e Gramado têm temperaturas mais agradáveis. Nas noites geladas um dos destaques é sair para comer fondue.

Na noite gay um dos destaques é a boate Nox Versus, com uma programação repleta de várias atrações. As cidades próximas, como Canela (RS), são ideais para comprar roupas de lã, como casacos.

Florianópolis (Santa Catarina) – Sou suspeito para falar sobre a Ilha da Magia, um dos meus destinos turísticos do Brasil favoritos. Morei por aproximadamente um ano na cidade e pude conhecer as diferentes praias, um pouco da história e da rica cultura da região. Além dos brasileiros de diferentes estados, o destino também é visitado pelos turistas da América do Sul.



Com tantos pontos legais em Floripa para conhecer, como a Lagoa da Conceição, a Costa da Lagoa, Praia dos Ingleses, Praia de Canasvieiras, Praia Brava, Santo Antônio de Lisboa, Sambaqui, Campeche, Lagoa do Peri, o visitante também pode viajar até cidades próximas como Balneário Camboriú, Palhoça, São José ou até mesmo para Penha, onde fica o Parque Beto Carrero World.

Guarujá (São Paulo) – Viajar para o litoral sempre traz expectativas. Você logo pensa em festas, diversão, praia, bronzeamento, compras. Não encontrei muitas opções de boates gays no Guarujá quando visitei o destino e os sites, isto é quando as baladas possuem um, trazem pouquíssimas informações sobre a noite da cidade. No calor não dá para ficar sem tomar um açaí bem gelado com frutas, muita água e sucos. Dica de hospedagem: Guarujá Flat Hotel.

Natal e Pirangi (Rio Grande do Norte) Quem visita pela primeira vez o Nordeste fica impressionado com o sol e o clima convidativo para praia. A água de coco, geralmente, é mais barata do que em outras regiões. Vale a pena conhecer as diferentes praias e dunas, visitar o maior cajueiro do mundo, realizar passeios de barco e flutuação, além de perder alguns minutos comprando lembrancinhas para si mesmo e para os amigos, como as famosas garrafinhas de areia colorida.

Santos (SP) – Sempre que penso na cidade do litoral paulista, logo me lembro dos prédios tortos. Quando visitei o local eu era adolescente e me recordo de ficar impressionado com a quantidade de pessoas fumando na cidade e como as praias eram sujas.

São Paulo (SP) – A capital paulista tem tantas opções de lugares para visitar que nem mesmo os seus moradores conhecem grande parte do que a metrópole tem para oferecer. Não importa quantas vezes você viaje para Sampa, sempre vai existir algo que você ainda não conhece. A última vez em que fui para lá visitei a famosa Rua Augusta, o shopping Oscar Freire, fiquei encantado com o tamanho da Livraria Cultura e a quantidade de livros disponíveis para compra em diversas línguas e gêneros, me diverti na boate Hot Hot e não gostei muito da Cat’s Lounge Bar – O Gato, mas gosto é gosto.

Rio de Janeiro (RJ) – Quando fui ao Rio visitei três praias em um só dia caminhando, ora pela areia com o pé no mar, ora pelos calçadões, conhecendo Copabacana, Ipanema e Leblon, em um percurso que pode ser feito rapidamente, principalmente para quem gosta de exercícios físicos.



Achei o táxi muito barato em relação ao da minha cidade. Em Leblon tem um restaurante pizzaria ótimo e tradicional chamado Guanabara. Vale a pena conhecer os bares da Devassa espalhados em diferentes cantos da cidade.

Em dezembro devo retornar à cidade e visitar os lugares que ainda não conheci e tenho vontade como o Saara, a Lagoa Rodrigo de Freitas, Praia de Botafogo, entre outros pontos que não tive a oportunidade de frequentar quando estive lá, pois estava participando de um Congresso de Jornalismo Ambiental. Recomendo como hospedagem o Z.Bra Hostel, local moderno, descolado e confortável.

Paris (França) – Nunca vou me esquecer dos ratos que eu vi no MC Donald’s. O estabelecimento estava lotado, muitas pessoas queriam comer lá e o restaurante estava quase fechando. Eu estava com tanta fome que nem me importei com os animais, mas pensei no escândalo que seria se algo assim acontecesse no Brasil.


Fiquei impressionado com a quantidade de negros e muçulmanos na cidade e como as mulheres com véus e burcas se ajoelham no meio da calçada pedindo dinheiro, atitude que não é vista com bons olhos pelos franceses.

Apesar de ter sentido vontade de conhecer diversos restaurantes da cidade, para um turista sai muito mais barato comer nos fast foods conhecidos pelo mundo todo. Da próxima vez que eu for para lá quero ter mais tempo e paciência para conhecer o Louvre e comer pratos da culinária francesa. Os crepes são uma ótima pedida para quem não tem muito dinheiro e está cansado de comer as mesmas coisas que já comeu no próprio país.

Berlim e Frankfurt (Alemanha) – De todos os destinos que eu visitaria da Europa o que eu menos tinha expectativas era Berlim, e talvez por isto seja o que mais me impressionou. Gostei de como na cidade é possível ver o contraste entre as velhas construções com os prédios modernos. Tantos shoppings enormes e bonitos na cidade contrastam com as belas paisagens naturais. Desde a manhã é possível ver jovens, adultos e velhos bebendo cerveja. Recomendo o Baxpax Hostel.

Londres (Inglaterra) – Talvez por ter sido o último destino que eu visitei quando fiz um mochilão pela Europa, foi o local que eu menos aproveitei pela falta de dinheiro. Fiquei com vontade de assistir os diversos musicais em SoHo, como Priscila A Rainha do Deserto, especial do Michael Jackson e Os Miseráveis. A cidade tem vários cinemas, parques, museus e atrações. Se você for gay não pode deixar de conhecer SoHo e os inúmeros bares e boates para gays e lésbicas, como a G-A-Y.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram