Pular para o conteúdo principal

Destaques

I Missed You: Filme taiwanês de drama relaciona os bloqueios emocionais aos digitais

As redes sociais já se tornaram tão parte das nossas vidas que, muitas vezes, servem como um baú de memórias, o qual podemos abrir e fechar conforme nossas necessidades. No filme taiwanês I Missed You , de 2021, dirigido por Chih-Yen Hsu e Mag Hsu , a protagonista é confrontada a encarar os seus bloqueios emocionais e digitais, para descobrir a causa de sua infelicidade. Kuo Chinchin (Eve Ai) é uma programadora viciada em trabalho. Por trás de sua personalidade durona, o telespectador conhece um pouco do seu passado conforme ela decide desbloquear duas pessoas do seu Facebook – de forma paralela a quem está assistindo, a personagem vai mergulhando cada vez mais no seu interior e martelando as memórias, as emoções e as escolhas. Sem exageros dramáticos, o filme tem um toque intimista e promove uma boa reflexão sobre como a tecnologia se tornou uma ferramenta não só para conhecer novas pessoas, mas também para criar mais proximidade ou afastamento das conexões com o passado, servindo pa

Heidegger: Documentário sobre o filósofo alemão e seu envolvimento com o Nazismo

Hoje assisti ao documentário sobre o filósofo Martin Heidegger: Projeto para Viver, produzido pela BBC, da série Humano, Demasiado Humano, de 1999. No vídeo de 49 minutos, é abordado de forma breve o livro Ser e Tempo, de 1927, e explicada a relação entre Heidegger e o partido Nazista.

Heidegger Filósofo AlemãoComo todo documentário, assistir ao vídeo não substitui a leitura do livro, mas pode facilitar bastante na hora de entender melhor o personagem retratado, sua história de vida e alguns de seus conceitos. Fiquei com muita vontade de ler Ser e Tempo e outras de suas obras.

No momento estou sem tempo para ler mais livros, ando numa febre de leitura que está atrapalhando até mesmo a minha escrita, portanto os documentários sobre autores, escritores e filósofos têm sido uma ótima maneira de continuar aprendendo.

Alguns pontos no documentário me impressionaram:

– Mesmo analisando a vida, o pensamento e a linguagem, Martin Heidegger apoiou as ideias de Hittler (Nazismo) e foi responsável pela participação de muitos jovens no movimento nazista;

– O filósofo alemão entregou alguns de seus colegas judeus, inclusive um professor que sempre tinha o apoiado;

– Como a ambição por crescer e o poder em mãos erradas pode causar danos irreversíveis;

– Nem todo autor de livros, que transformaram a vida de muitas pessoas, tem bom caráter.

Assista ao documentário Martin Heidegger – Projeto para Viver (BBC):



Este é o segundo documentário da série Humano, Demasiado Humano. O primeiro foi sobre o filósofo Friedrich Nietzsche. Já estou ansioso para assistir ao documentário sobre Jean-Paul Sartre: O Caminho para a Liberdade.

Veja também:

Documentário: Marcel Proust – Uma Vida de Escritor 

Documentário sobre o escritor Franz Kafka e sua vida marcada por fragilidades

Documentário sobre Edgar Allan Poe – Contos de Terror

Documentário Paulo Coelho: O Alquimista das Palavras 

Comentários

Mais lidas da semana