Pular para o conteúdo principal

Destaques

Happy Old Year: Filme explora a linha tênue entre o desapego e a nostalgia

O filme tailandês Happy Old Year , de 2019, nos faz pensar sobre as relações que construímos com as coisas que guardamos ao longo da vida. Com direção e roteiro de Nawapol Thamrongrattanarit, a obra está disponível na Netflix. Chutimon Chuengcharoensukying interpreta Jean, uma mulher que deseja fazer um escritório em sua casa, mas se dá conta de que há uma pilha de objetos inutilizados pela casa. Interessada e inspirada pelo minimalismo, se dependesse só dela, ela colocaria tudo em sacos de lixo e jogaria fora, o que ela descreve como buracos negros, porém, à medida que ela coloca o seu plano em ação, Jean percebe que não será tão fácil como imaginava. Com a resistência da família a mudar, Jean encara de frente sua missão, doa em quem doer. O que deveria ser fácil e prático para ela, cuja necessidade é vista até mesmo como egoísmo, acaba se desdobrando em várias situações, fases e etapas conforme ela mergulha nas histórias, memórias e emoções que estão vinculadas aos objetos, especialm

Livro que reúne contos de Edgar Allan Poe estreia coleção Medo Clássico

Sexta-feira 13 já passou, data em que a editora DarkSide Books anunciou um dos tão esperados livros pelos seus leitores: o primeiro volume da obra Edgar Allan Poe: Medo Clássico, que reúne contos do escritor. Um dos diferenciais da edição nacional da caveirinha foi a divisão das narrativas em blocos temáticos, como a morte, narradores homicidas, mulheres imortais, aventuras e as histórias do detetive Auguste Dupin, que serviu de inspiração não só para Sherlock Holmes, mas se tornou referência para a literatura policial. A previsão de lançamento do livro é para o dia 2 de fevereiro de 2017.

O livro conta com tradução de Marcia Heloisa e será edição limitada de capa dura, com 384 páginas e conta com ilustrações do artista gráfico Ramon Rodrigues. Edgar Allan Poe: Medo Clássico terá um volume 2, que já está sendo organizado pela editora DarkSide. Outros autores que farão parte desta coleção da editora são Mary Shelley, Bram Stoker e H. P. Lovecraft.



“O melhor de Poe nunca envelhece. Seus contos ainda nos deixam maravilhados. E suspeito que eles serão eternos”Neil Gaiman


Saiba mais sobre o livro Edgar Allan Poe:


É meia-noite. As asas de um corvo se misturam à escuridão. A velha casa em ruínas observa com janelas que pareciam olhos. Você jura ouvir a voz de alguém que já partiu para o outro lado, bem na hora em que um gato preto cruza seu caminho.



Tudo o que hoje conhecemos como terror começou a ganhar forma na obra de Edgar Allan Poe. Genial e maldito, Poe é considerado o mestre dos mestres da literatura fantástica. Stephen King, Clive Barker ou H.P. Lovecraft são apenas alguns de seus discípulos mais sombrios. Porém, com certeza não são os únicos. Desde o século XIX, o criador de “O Corvo” vem influenciando gerações de escritores consagrados, dos mais diversos gêneros, como Henry James, Franz Kafka, Arthur Conan Doyle, Júlio Verne, Vladimir Nabokov, Oscar Wilde e Jorge Luis Borges.


Mais de duzentos anos após seu nascimento, Poe continua atual. Sua obra se mantém em catálogo por todos os continentes, nos mais diversos idiomas, e é tema comum em teses de mestrado. Do mundo acadêmico para a cultura pop, de tempos em tempos as histórias fantásticas do autor ganham novas adaptações no cinema, na tv, na literatura. De Iron Maiden a Green Day e Os Simpsons; de Vincent Price a Tim Burton; nos quadrinhos de Neil Gaiman ou nas séries The Following e na brasileira Edgar.

Onde você procurar, existe o toque do gênio. E agora chegou a sua vez de reencontrar — ou mesmo conhecer — a obra original em toda a sua grandeza. Os contos que mudaram os rumos da literatura ocidental. Os personagens eternos. A prosa e a poesia escritas à pena, manchadas de sangue. Finalmente, uma edição nacional à altura do mestre.

Leia: Edgar Allan Poe: A Filosofia da Composição

Há tempos que os leitores clamavam: “Queremos Edgar Allan Poe na DarkSide!”. E como desejo de DarkSider é lei, a primeira editora brasileira inteiramente dedicada ao terror e à fantasia preparou a edição que todos os fãs esperavam. Seguindo o padrão quase psicopata de qualidade que os leitores já esperam da DarkSide® Books, o livro é uma homenagem a Poe em todos os detalhes: da capa dura à nova tradução feita por Marcia Heloisa, pesquisadora e tradutora do gênero, além das belíssimas ilustrações em xilogravura feitas pelo artista gráfico Ramon Rodrigues. E o mais importante: o conteúdo selecionado que recheia as 384 páginas deste primeiro volume de Edgar
Allan Poe: Medo Clássico. E que conteúdo!

O livro traz ainda o prefácio do poeta Charles Baudelaire, admirador confesso de Poe e o primeiro a traduzi-lo para o francês. Os contos são comentados na voz do personagem mais famoso de Poe, um certo pássaro de asas escuras como a noite. E por falar nele, Edgar Allan Poe: Medo Clássico apresenta “O Corvo” na sua versão original, em inglês, além de reunir suas mais importantes traduções para o português: a de Machado de Assis (1883) e a de Fernando Pessoa (1924).

A obra já está cadastrada nas duas maiores redes sociais para amantes de livros: Goodreads e Skoob!

Veja também: 10 Ilustrações Inspiradas nos Contos de Mistério de Edgar Allan Poe

Edgar Allan Poe nunca é demais! E você, ficou com vontade de ler essa edição da DarkSide Books?

Comentários

  1. Respostas
    1. Oi, Maurício! É provável que antes do lançamento, a editora solte a pré-venda em lojas como Amazon, Submarino e nas livrarias tradicionais. O livro vai ser lançado no dia 2 de fevereiro!
      Abraços e obrigado pela visita ;)

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana