Pular para o conteúdo principal

Destaques

4 Curiosidades do livro O Cérebro Autista

Existem mais de 2 milhões de pessoas no espectro autista no Brasil e os números seriam bem maiores se ainda não houvesse tanta dificuldade de encontrar profissionais especialistas no assunto. É bem provável que ao longo da vida você tenha conhecido um autista, mesmo que não saiba ou até mesmo que a pessoa não soubesse – como acontece com quem tem diagnóstico tardio na vida adulta de Síndrome de Asperger. Entender um pouco sobre a condição neurológica diversa é essencial para a inclusão social.


Compre o livro O Cérebro Autista (Temple Grandin e Richard Panek):https://amzn.to/2QMYXWP

Estamos em 2018 e ainda há muita desinformação sobre o autismo, especialmente na internet com a explosão de informações falsas. Ainda há um déficit de profissionais da saúde especializados no transtorno do espectro autista no Brasil, mas com o aumento do número de diagnósticos no mundo todo, mais autistas, familiares e profissionais estão buscando mais conhecimentos e informações.

Temple Grandin foi e ainda é…

Meditação: Prática ajuda a aliviar a ansiedade e o estresse

A meditação está em alta. Com os altos índices de ansiedade e depressão pelo mundo, especialmente no Brasil, muitas pessoas estão recorrendo à prática como uma forma complementar de aliviar o estresse, a ansiedade, a dor e a depressão.


Encontre livros sobre meditação: https://amzn.to/2TWD8CS

No livro Aprendizados, a modelo Gisele Bündchen compartilha como encontrou na meditação e no yoga ferramentas para encontrar um pouco de paz interna diante da correria e da pressão do seu dia a dia profissional. Diante de ataques de pânico e crises de ansiedade, Gisele comentou que chegou a pensar em suicídio e foi somente após alguns meses cuidando da própria respiração e alterando alguns hábitos que ela sentiu a nuvem negra se afastando.

“A meditação ajuda a cultivar a sensação de estar presente no momento. O presente é uma dádiva, e, para mim, sentir essa presença era o presente mais maravilhoso que poderia ter recebido”Gisele Bündchen, Aprendizados

Canais no YouTube, livros sobre meditação, aplicativos para celular, embora a tecnologia tenha amplificado o acesso às informações e, muitas vezes, contribuído para o aumento da ansiedade, professores, psicólogos/psiquiatras e diferentes praticantes de meditação têm usado a internet para tornar o conhecimento mais acessível.

Existem vários tipos de meditação e diferente do que algumas pessoas acreditam, nem todas estão incorporadas em práticas religiosas. A meditação tem sido ensinada em algumas escolas e empresas, seja para tranquilizar e ajudar na regulação emocional, melhorando as relações sociais ou por conta dos benefícios à concentração e à memória, melhorando a performance.

“Como a maior parte dos humanóides, carrego o fardo daquilo que os budistas chamam de “mente de macaco” […] problema de toda essa pulação pelos galhos do pensamento é que você nunca está onde está. Você está sempre remoendo o passado ou especulando sobre o futuro, mas raramente pára no momento presente […] No entanto, permanecer no presente exige que a pessoa se concentre inteiramente em um só ponto. Diferentes técnicas de meditação ensinam a concentração de diferentes formas – por exemplo, fixar os olhos em um único ponto de luz ou observar o ir-e-vir da respiração” – Elizabeth Gilbert, Comer, Rezar, Amar

Quando a escritora Elizabeth Gilbert passou por uma das piores crises depressivas da sua vida, ela percebeu que não podia mais ignorar sua angústia. Após um doloroso divórcio e uma sensação de desconexão com a sua própria produção literária e vida pessoal, ela partiu em uma jornada à procura de novas emoções e experiências, sem abrir mão de sua prática espiritual.

Comer, Rezar, Amar entrou para a lista de livros mais vendidos de vários países e foi adaptado para o cinema. Elizabeth Gilbert transformou não só sua relação com a própria escrita e criatividade ao se aprofundar na prática meditativa, como conseguiu tratar a depressão e ansiedade paralisantes. Embora a autora tenha viajado para diferentes países e visitado lugares e pessoas voltados para a jornada espiritual, ninguém precisa ir tão longe para cultivar o estado de atenção plena e meditação com frequência.

“Quando se observa o processo de ruminação, é fácil perceber o quanto ele constitui um fator de perturbação. É indispensável nos libertarmos dos grilhões das reações mentais que a repetição alimenta sem cessar. Precisamos aprender a deixar os pensamentos se elevarem e se dissiparem assim que eles aparecem, em vez de deixá-los invadir nossa mente. No frescor do momento presente, o passado não existe mais e o futuro ainda não chegou; se permanecemos na pura consciência desperta – a verdadeira liberdade –, os pensamentos que teriam o poder de nos perturbar se elevam e se dissolvem sem deixar vestígios” – Matthieu Ricard, Cérebro e Meditação

No livro Cérebro e Meditação, o monge budista Matthieu Ricard e o neurocientista Wolf Singer discutem sobre os benefícios da prática meditativa e de que forma ela transforma o cérebro, além de revelar as convergências e divergências da neurociência e da filosofia milenar.

O simples ato de tirar um tempo do dia para autocuidado pode fazer toda diferença neste período de transformações e desafios cada vez mais frequentes. Tornar a prática da meditação uma atividade frequente pode contribuir para a melhora da saúde mental, desenvolver paciência e compaixão (especialmente consigo mesmo) e ajudar a se desconectar dos pensamentos ruminantes, muitas vezes, relacionados com transtornos, como ansiedade, depressão e pânico.

Para quem está à procura de um aplicativo para celular para meditação, recomendo o Insight Timer. Mais de 5 milhões de pessoas usam o programa para escutar meditações guiadas, podcasts e músicas relaxantes.

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Leia também:

Infográfico: Ler livros é uma das atividades mais relaxantes, segundo pesquisa

7 Comentários de Natalie Goldberg sobre a arte da Escrita Zen

5 Trechos do livro Cérebro e Meditação (Wolf Singer e Matthieu Ricard)

Resenha: Despertar: Uma vida de Buda – Jack Kerouac

5 Trechos do livro Zen e a Arte da Escrita (Ray Bradbury)

Comentários

Mais lidas da semana