Pular para o conteúdo principal

Destaques

12 Graphic Novels que você precisa ler

Começou como uma forma de experimentação na leitura. Apesar de gostar de tirinhas, nunca tinha me aventurado pelo universo das graphic novels, como aconteceu há alguns anos – pelo menos, não de forma que me interessasse.

Percebo que cada vez mais pessoas estão se interessando pelos diferentes formatos de narrativas. Acho válida toda forma de contação de histórias e acredito que elas podem criar experiências complementares. Há espaço para todos gostos.


Com doze indicações de leitura, dá para ler um livro por mês ou ler todos em um só mês, dependendo do ritmo de leitura e da fome por histórias de cada um. Entre temáticas mais sociais e outras mais fantasiosas, as graphic novels podem ser uma porta de entrada para outros livros, como podem ocupar um espaço central no coração de quem é aficionado por histórias ilustradas.

Histórias que podem ir muito além de um passa-tempo, como se acreditava antigamente, mas também proporcionar reflexões sobre a vida, juntando o melhor dos dois mundos: d…

Homossexualidade e Homofobia devem ser discutidas em sala de aula

A revista Filosofia: Ciência e Vida traz em sua edição nº 83, de Junho de 2013, um encarte para professores sobre a homossexualidade e a homofobia, e como esses assuntos podem ser abordados com os seus alunos dentro da sala de aula.

O encarte traz um artigo sobre o crescimento da homofobia, trazendo uma série de informações, conhecimentos, atividades e exercícios que podem ser propostos aos alunos, contribuindo desta forma para desmistificar algumas questões sobre a homossexualidade.

Escrito com a curadoria da graduada em Filosofia, Carolina Desoti e do professor, roteirista, redator e produtor cultural, Victor Costa, segundo o encarte, o conhecimento elimina barreiras, ajudando na integração e eliminação de diferenças, portanto é importante discutir e ensinar a não violência nas escolas.

Ana Augusta Carneiro abordou a heteronormatividade em um dos artigos publicados no encarte, definindo-a como "a crença dos heterossexuais em determinar sua orientação sexual, não só como predominante, mas também como uma possibilidade unânime absoluta".

Assuntos polêmicos e essenciais são comentados na revista, como o casamento gay, a adoção por casais do mesmo sexo, inseminação artificial, o sexo exclusivamente para procriação, crimes de ódios, o respeito pelo outro e a igualdade de direitos.

Vale a pena conferir a revista Filosofia: Ciência e Vida não só pelo encarte sobre a homofobia em sala de aula, como também pelas entrevistas, artigos, textos críticos e sugestões de leitura relacionados à filosofia, literatura, artes, sociologia, psicologia e educação. Uma ótima maneira de compreender melhor a sociedade em que vivemos.

Comentários

Mais lidas da semana