Pular para o conteúdo principal

Destaques

Documentário da Netflix aborda caso Elisa Lam e histórico mórbido do Cecil Hotel

Dependendo da sua idade e do quanto você é ligado às notícias e ao mundo online, é bem provável que você tenha ouvido falar sobre o caso da Elisa Lam , uma canadense descendente de chineses que  viajou para os Estados Unidos e morreu em um hotel de Los Angeles . O caso polêmico na época foi explorado na série documental Cena do Crime – Mistério e Morte no Hotel Cecil (Crime Scene: The Vanishing at the Cecil Hotel) , dirigido pelo norte-americano Joe Berlinger e distribuído pela Netflix , em 2021. Em quatro episódios, de forma linear, é contada a história de como Elisa Lam foi parar no Cecil Hotel e um pouco de sua personalidade no mundo digital e afinidade com o Tumblr. Importante mencionar que o documentário não traz entrevistas com os familiares de Elisa Lam. Se nem os próprios familiares conhecem a fundo uma pessoa, me pergunto por que há tantas pessoas aleatórias na internet e fãs de teorias da conspiração que se sentem no direito de dizer que algo poderia ou não ter acontecido. 

Jean-Paul Sartre: Documentário sobre o filósofo francês e a defesa pela liberdade do ser humano

O terceiro e último documentário da série da BBC Humano, Demasiado Humano aborda a vida do filósofo francês Jean-Paul Sartre, intitulado "O Caminho para a Liberdade". São 48 minutos de duração, nas quais são comentados algumas ideias do pensador, como a liberdade do ser humano, seus livros escritos, como O Ser e o Nada (Being and Nothingness) – obra em que ele discute algumas das ideias levantadas pelo filósofo alemão Heidegger, em Ser e Tempo.

No documentário é possível perceber a forte influência que Sartre tinha sobre as pessoas, principalmente os jovens. No seu enterro, por exemplo, estiveram presentes milhares de franceses que se sentiram perdidos sem o filósofo, que era comparado a uma “Bussola da Ética”, tocando em assuntos que muitos preferiam ignorar.

É interessante como a filosofia de Sartre, assim como a dos outros filósofos, está fundada na maneira que eles querem que os outros o vejam diante do mundo. Sarte perdeu o pai quando era novo e, como é mostrado no documentário, ele aprendeu a buscar as suas próprias verdades e a reinventar sua identidade. Todavia, com o sucesso de suas ideias e publicações de seus livros, Jean-Paul Sartre, que buscava a liberdade individual, percebeu que era cada vez mais difícil ser livre, sem ter outras pessoas para julgar: “O Inferno são os outros”.

Além de trazer algumas imagens de Sartre, o documentário traz depoimentos de amigos, de sua biógrafa e outros filósofos que comentam alguns dos principais acontecimentos e pensamentos elaborados pelo escritor francês.

Sinopse: “Neste episódio, a vida e a obra do mais famoso filósofo existencialista europeu, Jean-Paul Sartre (1905-1980), são abordadas. O homem que passou a vida desafiando a lógica convencional amava os paradoxos. O documentário expõe estes paradoxos de sua vida e sua obra, ao mesmo tempo em que questiona ambos. A pergunta central colocada é: Se o ser humano é livre para fazer o que quiser, como postula Sartre, então como devemos viver nossas vidas no dia a dia?”.

Assista ao Documentário sobre o filósofo Jean-Paul Sartre: 


Veja também:

Documentário: Marcel Proust – Uma Vida de Escritor 

Documentário sobre o escritor Franz Kafka e sua vida marcada por fragilidades

Documentário sobre Edgar Allan Poe – Contos de Terror

Documentário Paulo Coelho: O Alquimista das Palavras 

Comentários

Mais lidas da semana