Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Jurassic Park – Michael Crichton

Jurassic Park (O Parque dos Dinossauros) foi uma leitura nostálgica para mim. À medida que me aventurava pelas páginas do romance, foi como se eu desenrolasse várias memórias relacionadas ao universo ficcional dos dinossauros, popularizado pela adaptação cinematográfica dirigida por Steven Spielberg, em 1993. O livro de ficção científica escrito por Michael Crichton foi republicado em 2015, pela Editora Aleph, com tradução de Marcia Men.


Compre o livro Jurassic Park (Michael Crichton): https://amzn.to/2pKUq7R

Mais do que entretenimento para os amantes de dinossauros, Jurassic Park é um conto caucionário sobre ciência, genética, ética e ambição humana. Hammond é um homem rico que idealiza um parque de diversão com dinossauros reais, sem se dar conta dos potenciais perigos de dar vida às criaturas.

Antes da abertura do parque, uma equipe de profissionais é convidada a visitar a Ilha Nublar, na Costa Rica, entre eles um matemático que alerta sobre as chances do projeto se tornar caótico e…

Vídeo: 10 Curiosidades sobre o livro Exorcismo

O vídeo desta semana do meu canal do YouTube traz 10 curiosidades sobre o livro Exorcismo (Possessed), do jornalista e escritor Thomas B. Allen. A edição traduzida para o português mais recente da obra de não ficção foi publicada no Brasil pela editora DarkSide Books, em 2016.


Assista ao vídeo com 10 Curiosidades sobre o livro Exorcismo:



Não gosta de vídeos? Prefere ler o conteúdo? Não tem problema! Confira abaixo as curiosidades sobre o livro!




1) Este livro foi publicado originalmente em 1993 e mais de 20 anos após sua publicação, o livro está entre os mais vendidos na Amazon Brasil, mostrando que as pessoas ainda têm curiosidade sobre o assunto.

2) O jornalista ficou interessado no caso de exorcismo após ler o relato em uma coluna de jornal e com a pesquisa, isso acabou levando ele até o padre Halloran, que tinha uma cópia do diário escrito por um padre jesuíta que ajudou no exorcismo. Esta cópia deveria permanecer secreta devido aos pedidos da Igreja, mas o padre confiou ao jornalista.

3) Curiosamente, o escritor William Peter Blatty, autor do livro O Exorcista, que ficou famoso e foi adaptado para o cinema, tentou pedir o apoio de um dos padres envolvido diretamente com o exorcismo, mas recebeu um não. Ele escreveu o livro de terror mesmo assim e publicou em 1971, que acabou fazendo sucesso no mundo inteiro.

4) O diário do padre que testemunhou o exorcismo está presente nesta edição e segundo os padres, foi registrado por causa da falta de literatura sobre casos de possessão demoníaca, o que acabou atrapalhando bastante eles a lidar com a situação naquele momento e poderia servir de ajuda para outros exorcistas.

5) O caso do Robbie intrigou os envolvidos que testemunharam diferentes fenômenos, como o movimento de objetos pesados, cheiros estranhos, marcas pelo corpo, arranhões na parede, mudanças de comportamento e outros idiomas. Segundo a história, tudo teria começado por causa do garoto que brincava com a tábua de Ouija, um instrumento supostamente usado para a comunicação com espíritos.

6) O autor do livro tentou entrar em conta com Robbie, que agora é adulto, mas ele não respondeu as perguntas enviadas.

7) O caso de Robbie foi testemunhado por 14 pessoas diferentes. O psiquiatra que consultou o garoto disse que ele era normal. Mesmo que seja descartada a possibilidade de fenômeno espiritual ou demoníaco, ainda assim permanecem mistérios sobre os diferentes fenômenos testemunhados.

8) Em entrevista feita por mim a pedido da DarkSide, publicada na revista deles, o jornalista disse que tentou contar a história conforme ele pesquisava, sem se deixar levar para o sobrenatural. Mesmo tentando ser bem imparcial, o livro acaba atraindo a atenção de pessoas interessadas no fenômeno da possessão.

9) Também em entrevista, quando questionei se ele acreditava que o garoto realmente tinha sido possuído, ele contou que Robbie e os padres que o ajudaram acreditavam que ele estava possuído por um demônio. Ele disse que não acredita em demônios, mas que muitas pessoas acreditam. Do ponto de vista da ciência, ele diz que não sabemos os poderes absolutos do cérebro.

10) As opiniões sobre o caso, como sempre acontece quando se tratam desses fenômenos, se dividem: há quem acredita que se tratava de alguma doença e ou habilidade de mover as coisas com a mente e quem acredita que se tratou de um dos casos modernos mais documentos sobre possessão demoníaca.

Lembrando que é um livro de não ficção, então, a estrutura é diferente de um livro de terror e não tem recursos para provocar medo ou tensão no leitor, embora possa acontecer nos que tiverem medo. Ele tem algumas semelhanças com O Exorcista, então, para quem é curioso na temática, vale a pena ler os dois e fazer suas próprias comparações. É um livro para curiosos, escritores e estudiosos do assunto.

Inscreva-se no canal e fique por dentro das novidades!

Veja também: Legião: Sequência do livro de terror O Exorcista será republicada pela editora DarkSide



*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e do livro de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1), disponível no Wattpad.

Comentários

  1. Olá Ben :)
    Gostei muito do seu post, embora eu não tenha coragem de ler livros assim :)
    Sim, eu sou muito medrosa kkkkk....
    Mas é bem interessante :)
    ótima terça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tati! O livro não chega a dar medo, mas se te faz mal, é melhor evitar mesmo.
      Gratidão pela visita! Tenha uma ótima semana ♥

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana