Pular para o conteúdo principal

Destaques

Para Toda a Eternidade: Livro explora rituais funerários diversos

Entre a naturalidade e o espanto, o tradicional e o moderno, o ocidental e o oriental, Caitlin Doughty transmite ao leitor histórias de suas visitas a espaços e profissionais envolvidos com o universo mortuário. Uma das obras pedidas por quem já tinha lido Confissões do Crematório, o novo livro foi publicado no Brasil pela editora DarkSide Books, em junho de 2019, com tradução de Regiane Winarski e ilustrações de Landis Blair.


Compre o livro Para Toda a Eternidade (Caitlin Doughty): https://amzn.to/2R2FwqN

“Eu passei a acreditar que os méritos de um costume relacionados à morte não são baseados em matemática [...] mas em emoções, numa crença na nobreza única da própria cultura da pessoa. Isso quer dizer que consideramos os rituais de morte selvagens apenas quando eles não são como os nossos” – Caitlin Doughty, Para Toda a Eternidade
Dá para ler tranquilamente Para Toda a Eternidade sem ter lido Confissões do Crematório, mas acredito que as duas leituras são complementares. Enquanto na p…

Escrita Jornalística para Dispositivos Móveis

O artigo Propostas para uma boa escrita jornalística em ambientes portáteis, escrito por Mario Lima Cavalcanti e publicado em Maio de 2006, na Biblioteca On-line de Ciências da Comunicação (BOCC) busca discutir e refletir maneiras de melhorar o conteúdo para os usuários de dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

Smarphones, tablets e outros dispositivos móveis devem ser levados em conta
na hora de produzir conteúdo jornalístico para os ambientes portáteis.

Segundo o trabalho, entre os canais de conteúdo disponíveis no aparelho celular que podem ser usado para transmitir notícias e anúncios publicitários estão a Web (sites e páginas), SMS (Short Message Service ou torpedo de celular, mensagens textuais), Video on Demand e Transmissão ao vivo de vídeos e Aplicativos (Java Applets).

O autor fala sobre alguns serviços de notícias portáteis criados para informar os usuários de smartphones e PDAs (Assistentes Pessoais Digitais), cujos detalhes você encontra no artigo na íntegra:

- Notícias em tempo real via SMS

- Notícias em tempo real via página Web

- Notícias em tempo real via interface gráfica

- Revistas portáteis via página Web

Os textos jornalísticos presentes nos webjornalismo móvel se diferencia dos utilizados no jornalismo impresso e meio online convencional (acessado a partir de computadores pessoais, não-portáteis).

Entre os pontos que devem ser levados em conta da escrita jornalística para dispositivos móveis estão: formato de conteúdo (conteúdo granular - redução do texto sem a perda da essência da informação, eliminação de dados supérfluos), adequar a extensão do texto e utilizar recursos multimídia de acordo com os dispositivos usados pelo público-alvo e hipertextualidade (links externos e internos).

Características do texto jornalístico para meio móvel:

- Frases curtas (objetividade e leitura rápida);

- Título persuasivo e objetivo (chamar a atenção do leitor no menor tempo possível);

- Ordem direta (sujeito - verbo - complemento);

- Texto coloquial;

- Pirâmide Invertida (Ordem decrescente de importância);

- Divisão por blocos;

- Formatação de texto;

- Contextualização hipertextual (inserir links em palavras estratégicas).

Leia o artigo na íntegra: Propostas para uma boa escrita jornalística em ambientes portáteis 

Comentários

Mais lidas da semana