quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Jornalista fala sobre os caminhos do profissional da comunicação

A jornalista Ana Maria Assis de Oliveira visitou a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), ontem, 17 de setembro, e realizou uma palestra para os alunos de Comunicação Social sobre Jornalismo e os caminhos do profissional da comunicação.

Jornalista Ana Maria Assis de Oliveira
Formada em 2009 em Jornalismo na UCDB, a jornalista foi convidada pela Coordenadora do Curso de Publicidade e Propaganda da UCDB, Claudia Ruas, para compartilhar um pouco dos seus conhecimentos sobre a atuação profissional e de sua própria experiência.

Ana Maria Assis de Oliveira conta que apesar de ter se formado há quatro anos, neste tempo já passou por jornalismo impresso, jornalismo online e assessoria de imprensa, onde também precisou criar ações para televisão e rádio. "Uma hora tem espaço num lugar. Outra hora em outro lugar. E se você não tiver flexibilidade, no nosso mercado de comunicação, você não tem emprego", recomenda.

Assim como o publicitário Tadeu Braga que também recomendou aos alunos aproveitarem a estrutura da universidade e os professores para a obtenção de experiência e conhecimento, a jornalista Ana Maria falou que através dos trabalhos da faculdade realizados no Labcom – Laboratório de Comunicação fazem toda diferença quando os alunos concluem a graduação e entram no mercado de trabalho, além de estabelecer e estreitar relações com suas fontes e ficar conhecido.

Segundo Ana Maria Assis de Oliveira, muitas pessoas escolhem a área de comunicação porque são apaixonados, com isto em mente os alunos podem disfrutar melhor, diferente de outras graduações em que os acadêmicos, geralmente, escolhem o curso por influência da família. Para a jornalista, durante os anos de graduação em Jornalismo, assim como em outros cursos, alguns estudantes descobrem que não era o que gostariam de fazer. A palestrante deixou algumas dicas para quem deseja saber se escolheu o curso certo:

– Escrever

 Escrever é importante. Mesmo aos alunos que desejam atuar na área de telejornalismo, Ana Maria ressalta que é necessário saber escrever seus textos. De acordo com a palestrante, dependendo da área escolhida, como no jornalismo online, o profissional precisa escrever muito rápido e o mesmo é massacrado pelas pessoas quando comete algum erro de digitação. “Você tem que gostar de escrever e de ler. Porque quem não lê, não escreve”,.

– Conversar

Ana Maria afirma que o jornalista precisa ter uma conversa dinâmica com o entrevistado.

– Conhecer 

“Tem que ter uma vontade de conhecer. De entender o que o entrevistado está falando. O jornalista erra na hora de escrever uma matéria quando ela não quer entender”, declara. Ana Maria ensina que é preciso entender o assunto para passar a informação para o leitor em uma linguagem mais informal, afinal, “hoje em dia todo mundo lê notícia”, exceto quando se tratam de revistas segmentadas.

– Pesquisa

Ana Maria Assis de Oliveira contou que o estágio é uma oportunidade descobrir os seus gostos e habilidades, compartilhando um pouco do que aprendeu em cada um dos locais onde estagiou, como Assessoria de Imprensa da UCDB, Conab, Conselho Regional de Administração e Ministério Público Federal.

Na palestra a jornalista falou um pouco do perfil de cada área do Jornalismo, auxiliando quem tem dúvida, como a correria do jornalismo online, um pouco mais de tempo e aprofundamento no jornalismo impresso, a necessidade de gostar de escrever para resumir as informações na televisão e rádio e a experiência de passar por uma redação, antes de entrar na assessoria de imprensa. "Os melhores assessores de imprensa já passaram por uma redação. E o novo assessor de imprensa precisa ser multimídia", aconselha.

O que ameaça o jornalismo? Ana Maria falou que o jornalista é pessimista e crítico e sempre acha que os avanços tecnológicos vão ameaçar a área. "Nada pode impedir um bom profissional de ser bem sucedido no que faz. Apenas sua própria inerte", critica. A palestrante comentou que hoje em dia o profissional também precisa saber atuar com gestão de redes sociais, edição, pauta, abastecimento de blogs e escrever para públicos diversos. "Apenas 'fazer' nunca vai bastar. Será preciso ser o melhor naquilo que escolher. Portanto, faça o que você gosta. Ninguém é o melhor sem ter amor pelo que faz", aconselha a jornalista.

Ana Maria Assis de Oliveira já trabalhou no Capital News, O Estado, Campo Grande News, MS Repórter, Fato Notório, Agência Resultado e Fundação de Cultura de Campo Grande.

*Texto: Ben Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram