Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

6 Ilustrações do francês Édouard Manet inspiradas no poema O Corvo, de Edgar Allan Poe

A internet está cheio de preciosidades para quem gosta de mergulhar no universo das obras que estão em domínio público. Essa relação entre a literatura, a arte e a história nos faz perceber a importância cultural de escritores, mesmo que eles não tenham sido tão valorizados quando estavam vivos, como Edgar Allan Poe.

Depois de compartilhar com vocês aqui no blog as ilustrações feitas por Harry Clarke para a primeira edição do livro Contos de Mistério e Imaginação do Edgar Allan Poe, publicada em 1919, em Londres e as ilustrações originais de Sir John Tenniel feitas para primeira edição do livro Alice no País das Maravilhas, do escritor Lewis Carroll, publicada em 1865, quis mostrar para vocês algumas das artes feitas para uma edição bilíngue do poema O Corvo (The Raven / Le Corbeau).

A edição da obra Le Corbeau d'Edgar Poe, com tradução para o francês de Stéphane Mallarmé e ilustrações de Édouard Manet, foi publicada pelo escritor e editor francês Richard Lesclide, em 1875. As imagens foram disponibilizados no eBook do Projeto Gutenberg com apoio da Biblioteca Nacional da França.

Édouard Manet foi um pintor e artista gráfico francês. Em 1876, ele pintou um retrato de Edgar Allan Poe. Neste mesmo ano, Manet também pintou o amigo escritor, Stéphane Mallarmé, com o qual manteve uma amizade de dez anos e trabalhou na edição ilustrada do poema mais conhecido de Poe. De acordo com informações do Museu de Orsay, os dois gostavam de conversar sobre literatura e arte.


O Corvo foi uma das obras mais conhecidas de Edgar Allan Poe. Assim como Charles Baudelaire, o poeta e crítico literário francês Stéphane Mallarmé ajudou a divulgar a produção literária de Poe na França. Na época, havia uma resistência em relação ao estilo do escritor norte-americano. A publicação da versão francesa de O Corvo foi uma fracasso. Segundo informações da Biblioteca Britânica, a edição bilíngue Le Corbeau foi publicada em uma tiragem apenas de 240 exemplares.

Para quem tem preconceito com autores independentes, vale mencionar que Edgar Allan Poe custeou a autopublicação de seu livro Tamerlane and Other Poems, em 1827. O Corvo foi publicado originalmente em 1845 pela New York Evening Mirror. O poema foi bem-recebido, abrindo as portas para a publicação de narrativas do Poe, embora não tenha garantido seu sucesso financeiro.

Confira as 6 ilustrações de Édouard Manet inspiradas no poema O Corvo:








Confira a versão bilíngue (inglês e francês) de O Corvo disponível gratuitamente no Projeto Gutenberg: http://www.gutenberg.org/files/14082/14082-h/14082-h.htm 

Gostou das ilustrações? Compartilhe o post!

***
Para quem gosta de edições ilustradas, vale conhecer o livro com textos do Edgar Allan Poe publicado pela editora DarkSide Books. A obra traz ilustrações do Ramon Rodrigues. 



Confira também: 

12 Contos de Edgar Allan Poe para Ouvir Grátis 

Documentário sobre Edgar Allan Poe – Contos de Terror 

Edgar Allan Poe: Monografia sobre a vida do escritor e seus contos de terror 

O Gato Preto: Assista ao curta de animação baseado no conto de Edgar Allan Poe 

Resenha: Edgar Allan Poe: O Mago do Terror – Jeanette Rozsas 

Edgar Allan Poe: A Filosofia da Composição 

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e do livro de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1), disponível no Wattpad.

Comentários

  1. Ilustrações fantásticas! Dignas do Poe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! As ilustrações captaram bem a essência do Edgar Allan Poe.
      Abraço

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana