Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Good Detective: Série coreana policial sobre antigo caso e a busca pela verdade

The Good Detective é uma série coreana policial que aborda um caso antigo, cujo julgamento levou à sentença de condenação de morte do acusado. Um detetive novato no departamento e um veterano se juntam para descobrir se aconteceram falhas nas investigações policiais. A série está disponível na Netflix . Com 16 episódios em sua primeira temporada, três personagens se destacam: o detetive que participou da investigação do caso, Kang Do Chang (Son Hyeon-ju) , o jovem detetive Oh Ji Hyuk (Seung-jo Jang) e a jornalista investigativa Jin Seo Kyung (Elliya Le) . Quando um novo caso de um suposto assassino confesso da filha do homem condenado ganha a atenção da mídia, muitas dúvidas pairam no ar sobre as motivações e os possíveis envolvidos, fazendo com que os detetives discretamente se aprofundassem nas investigações, mesmo sabendo que poderiam prejudicar as próprias carreiras. Kang é movido pela consciência pesada de ter sido parte do caso do condenado possivelmente inocente sofrer pena de

Impeachment de Bolsonaro: Pesquisa do Datafolha mostra que mais da metade da população brasileira apoia

A maré virou. Mais de 50% da população já apoia o Impeachment de Bolsonaro. Chega a ser surreal como levou tudo isso para os brasileiros acordarem.

Se interessa em conhecer mais informações sobre o processo de impeachment? Compre o livro que aparece na foto, Como Remover Um Presidente (Rafael Mafei): https://amzn.to/3xzgp39

Quem ainda não se posiciona a favor não deve estar assistindo a CPI da Pandemia ou ciente dos inúmeros escândalos e investigações sobre irregularidades na Pandemia. 

O momento não pede alienação. Quem se incomodava com corrupção dos governos anteriores, mas fecha os olhos para corrupção na Pandemia por cegueira política diz muito sobre si. 

As pesquisas já revelam que centenas de milhares de vidas poderiam ter sido salvas, se o governo não tivesse se omitido na compra de vacinas quando recebeu as ofertas, além dos erros em divulgar tratamentos sem comprovação científica e espalhar desinformação constantemente sobre a Pandemia. 

Sem falar as ameaças à democracia, aos jornalistas e instituições. Bolsonaro será lembrado como o pior presidente que o Brasil já teve.

Alguns números relacionados ao Impeachment:

– Mais de 120 pedidos de impeachment do Bolsonaro já foram protocolados na Câmara, sendo um deles considerado um superpedido por reunir vários pedidos anteriores e contar com apoio de políticos de diversos partidos e vários movimentos. Bolsonaro é o presidente do Brasil que recebeu mais pedidos de impeachment;

– Segundo o Instituto Datafolha, uma pesquisa divulgada neste dia 10 de julho de 2021, pela primeira vez, há mais pessoas no Brasil defendendo a abertura de impeachment de Jair Bolsonaro, sendo 54% a favor, 42% contrários e 4% não souberam responder;

– Até o momento do texto, o site que reúne assinaturas em apoio ao pedido de impeachment, Vidas Brasileiras já reuniu mais de 860 mil assinaturas; 

– O site SuperImpeachment já contou com o apoio de mais de 100 mil pessoas que enviaram e-mail para o presidente da câmara Arthur Lira, pressionando pela abertura do impeachment de Bolsonaro;

– Nas mídias sociais, é possível ver um aumento das pessoas apoiando o pedido de impeachment, seja por meio de textos e imagens de quem participou das manifestações, seja por quem apoia pela internet. Se antes, as postagens era mais frequentes nos círculos da Esquerda, atualmente, há pessoas de diferentes posicionamentos políticos, partidários e ideológicos apoiando o impeachment;

– Até o momento, já foram realizados três grandes manifestações de impeachment neste período de pandemia. Além dessas manifestações, pessoas que ainda foram às ruas, seja por causa dos riscos do Covid-19 ou por divergências partidárias, em breve devem organizar seus próprios eventos reunindo pessoas que desejam o impeachment do Bolsonaro. MBL e Vem Pra Rua, os dois grupos que lideraram as manifestações pelo impeachment da Dilma Rousseff, agora devem convocar atos pelo impeachment do Bolsonaro, sendo o primeiro deles marcado para o dia 12 de setembro de 2021.

Leia também:

Bolsonaro na contramão da Democracia, do papel dos jornalistas e da liberdade de expressão 

Pandemia: Postura de Bolsonaro e problemas nos contratos das vacinas aumentaram rejeição ao presidente 

Jair Bolsonaro: Escândalos e Investigações jogaram o presidente no Olho do Furacão da Imprensa e do Impeachment 

Impeachment de Bolsonaro: Curso de Jornalismo da PUC-SP lançou campanha Pergunte Ao Lira 

Pandemia: Como máscaras e vacinas se tornaram símbolos pelo impeachment do Bolsonaro 

Pós-Verdade: Em livro, jornalista Matthew D’Ancona disseca o fenômeno da desinformação política e manipulação 

Impeachment do Bolsonaro: Criado por figuras públicas, pedido reúne mais de 800 mil assinaturas 

29 de Maio: Manifestações contra Bolsonaro pelo mundo e o silêncio da mídia que incomoda os próprios jornalistas 

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana