Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Leituras de Setembro

Setembro chegou ao fim. Decidi fazer o balanço de leituras de setembro nesta madrugada, início de outubro. Foram 16 livros lidos neste mês, além de três leituras pendentes que ainda não tive tempo para concluí-las.
Para não perder o costume: A capa que ilustra o post é da minha leitura da semana:
A Sesmaria Esquecida, do escritor Luciano Cilindro de Souza.

Confira a lista de livros lidos em setembro:

Um Buquê Improvisado (Roberto Muniz Dias)

Urânios (Roberto Muniz Dias)

Pare de se sabotar e dê a volta por cima (Flip Flippen)

Respiração Artificial (Ricardo Piglia)

Que é linguística (Suzette Haden Elgin)

A Incrível Cidade que Apodreceu (Christian Petrizi)

Maré Vazante (Alexandre Melo)

Variáveis Vias do Desejo (Thiago Thomazini)

Censurado: Sexo, Taras e Fetiches (Lado B Edições)

Direito Digital na Publicidade (Patricia Peck Pinheiro e Luiz Henrique Rodrigues de Souza)

A Menina que Roubava Livros (Markus Zusak)

Garoto Encontra Garoto (David Levithan)

A Distância entre Nós (Thrity Umrigar)

Sim, sou gay... E daí? Desabafos do gay Alice no País das Maravilhas (Valdeck Almeida de Jesus)

O Torneio dos Céus (Leandro Schulai)

Manual de Linguística (Org. Mário Eduardo Martelotta)

Quase todos os livros lidos foram resenhados para o blog (aos interessados em ler as resenhas, basta clicar sobre os títulos dos livros), portanto este mês não vou fazer breves comentários sobre cada um deles. Quanto aos livros que estou lendo no momento estão: Divergent (Veronica Roth) – Até agora não terminei, não por ser longo, mas por estar dando prioridades aos outros livros; Heróis e exílios: Ícones gays através dos tempos (Tom Ambrose) e A Sesmaria Esquecida (Luciano Cilindro de Souza).

PS: Para quem está aguardando novidades dos meus projetos literários, em breve devo divulgar mais informações aqui no blog!

Comentários

Mais lidas da semana