Pular para o conteúdo principal

Destaques

5 Trechos do livro Cérebro e Meditação (Wolf Singer e Matthieu Ricard)

Um bate-papo entre um monge budista e um neurobiologista sobre mente, consciência, meditação e demais assuntos relacionados ao funcionamento cerebral e bem-estar. Essa é a proposta do livro Cérebro e Meditação: Diálogos entre o budismo e a neurociência, dos autores Wolf Singer e Matthieu Ricard, publicado no Brasil pela editora Alaúde, em 2018, com tradução de Fernando Santos.


Entre convergências e divergências, os dois estudiosos da mente discutem questões filosóficas e biológicas do funcionamento do pensamento. Somos naturalmente bons ou somos influenciados por nossos ambientes e pela formação cerebral? De um lado a ciência moderna e do outro a tradição oriental sobre como percebemos a realidade.

Resultado de conversas durante oito anos entre o neurocientista Wolf Singer e o monge Matthieu Ricard, longe de responder as perguntas de forma fechada, o livro abre possibilidades de pensamento e reflexão e através da ciência e do budismo, nos lembra que nosso funcionamento cerebral é mais…

A Diferença Invisível: Tirinha sobre Síndrome de Asperger e o preconceito

A descoberta tardia da Síndrome de Asperger envolve quebrar uma série de preconceitos, especialmente da classe médica, psicólogos e profissionais da saúde desatualizados. Embora a história seja ambientada na França, país com histórico de problemas em relação ao autismo, a realidade do Brasil não fica tão atrás.


No livro A Diferença Invisível, inspirado na história real de Julie Dachez, a personagem Marguerite lida com o preconceito de todos cantos e encontra aceitação dentro da comunidade Aspie.

Embora a inclusão de Síndrome de Asperger no Transtorno do Espectro Autista possa ter facilitado na garantia de direitos, do ponto de vista de diagnósticos o problema ainda permanece. Profissionais que esquecem que autistas podem ser completamente diferentes e dois Aspergers podem ser distintos.

Imagem da graphic novel A Diferença Invisível, das autoras Julie Dachez e Mademoiselle Caroline, publicada no Brasil pela Editora Nemo.

Indicação de leitura para quem quiser entender sobre os desafios do diagnóstico tardio na fase adulta, o despreparo da área da saúde e como as pessoas se revelam preconceituosas sobre o que elas desconhecem.

Sinopse: Marguerite tem 27 anos, e aparentemente nada a diferencia das outras pessoas. É bonita, vivaz e inteligente. Trabalha numa grande empresa e vive com o namorado. No entanto, ela é diferente. Marguerite se sente deslocada e luta todos os dias para manter as aparências. Seus movimentos são repetitivos e seu universo precisa ser um casulo. Ela se sente assolada pelos ruídos e pelo falatório incessante dos colegas. Cansada dessa situação, ela irá ao encontro de si mesma e descobrirá que é autista – tem a Síndrome de Asperger . Sua vida a partir daí se transformará profundamente.

Compre o livro: https://amzn.to/2OLrWGl

Já indiquei várias vezes. É uma das melhoras leituras sobre descoberta tardia de autismo (fase adulta). Mostra os perrengues e os preconceitos de todos lados: amigos, médicos e profissionais de saúde, namoro etc. Poucos materiais abordam o autismo na fase adulta, especialmente a dificuldade de conseguir diagnóstico formal. Muitos aspies do mundo inteiro se contentam com o autodiagnóstico por causa da falha e despreparo profissional sobre Transtorno do Espectro Autista.

Relembre o vídeo sobre o livro:



Mais indicações de leitura sobre autismo:

5 Motivos para Ler O Que Me Faz Pular (Naoki Higashida) 

Autismo: Campanha Internacional de Autistas Tirando a Máscara 

Autismo: Aspergers não existem mais? 

Síndrome de Asperger: Estereótipos do autismo e a dificuldade de identificação 

Mary e Max: Adulto autista, solidão e amizade 

Síndrome de Asperger: Camuflagem social não é cura 

Autismo: Problema de representatividade na ficção ou no mundo real? 

Vídeo: 7 Curiosidades sobre Síndrome de Asperger 

Síndrome de Asperger: Adam, adulto com autismo e os relacionamentos 

Síndrome de Asperger: Guia do especialista mundial em autismo, Tony Attwood 

Autismo: Curta de animação para crianças explora a neurodiversidade 

The Good Doctor: Personagem autista médico e o preconceito 

Vídeo: Trechos do livro Em Algum Lugar nas Estrelas (Clare Vanderpool) 

Autismo no cinema: Filme Tudo Que Quero faz estreia tímida no Brasil 

Autismo: Aspergers camaleões e o silêncio sobre adultos 

Asperger na adolescência e amizade são temas do livro Em Algum Lugar nas Estrelas 

Vídeo: 5 Motivos para ler Em Algum Lugar nas Estrelas (Clare Vanderpool) 

Asperger: Autismo não tem rosto 

Aspie: entre o silêncio e o excesso de palavras 

Asperger (Forma leve de autismo): Graphic novel francesa ajuda na conscientização


*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

  1. Oliveira seu Blog é a melhor informação que já tive acesso, tenho 61 anos aposentado na Carreira de Auditor Fiscal de Rendas Municipal. Campo Grande MS. Ao longo da vida criei vários Personagens para poder lidar com o Mundo dito "Normal" o sofrimento e custo Pessoal foi terrível. Agora aposentado assumi a Síndrome.
    A dor e reflexo de camuflar aparece somente agora. PARABÉNS pelo Maravilhoso trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo.
      Obrigado pelo comentário. Fico feliz que tenha gostado. Acredito que a falta de informações reflete nas inúmeras dificuldades que Aspergers/Autistas enfrentam no dia a dia e o preconceito vem de todos lados.
      Abraço

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana